A Microsoft virou uma empresa anacrônica

Olá leitores do PTI,

Hoje vou transcrever pra vocês um comentário feito pelo Antonio Fonseca, gente muito fina que “conheci” lendo alguns artigos em seu blog, onde ele fala um pouco sobre o que pensa sobre os “novos” experimentos ou serviços da Microsoft. Dentre estes experimentos/serviços estão o novo buscador Kumo, o navegador Gazelle e outros mais. Confira, avalie e deixe seu comentário a respeito.

Tela Azul Maldita!

A Microsoft virou uma empresa anacrônica.

Ela consegue reunir boa parte da nata dos pesquisadores de ciência da computação mas simplesmente não consegue capitalizar de fato em cima disso.

E segue se afundando cada vez mais num emaranhado de software ruim e estratégias inconsistentes.

Estou convencido de que é preciso tirar o pessoal de vendas (Ballmer) do comando da empresa e colocar no lugar dessa gente alguém que realmente entenda a tecnologia (não necessariamente um cientista da computação ou engenheiro) e saiba como aplicá-la de maneira a criar produtos realmente bons e cativantes.

Só dessa forma haverá alguma chance de recuperação. Só assim realmente surgirá uma Microsoft renovada e capaz de fazer frente à concorrência sem recorrer ao jogo sujo.

Hoje entramos em uma era pós-Internet e pós-Open Source. Duas tecnologias que simplesmente se transformaram nos blocos fundamentais para a construção de uma nova realidade em toda a indústria de TI, a excessão da Microsoft.

E a Microsoft reluta e segue sem conseguir a sua inserção nessa nova realidade, desperdiçando uma enorme vantagem que dispõem por ter conseguido posicionar o Windows como plataforma dominante. Joga pela janela uma quantidade fabulosa de dinheiro em campanhas de marketing milionárias na esperança de mudar a imagem ruim que os consumidores estão fazendo de seus produtos e da empresa. Seria muito mais interessante que ela investisse esse dinheiro na correção daquilo que realmente está quebrado.

Uma pequena curiosidade, a Microsoft gastou com a campanha publicitária para lançamento do Windows Vista uma quantidade de dinheiro superior ao que Apple investiu para o desenvolvimento do iPhone.

E nossa imprensa? Que vendida, hein!?

Quando será que tomarão coragem (ou vergonha na cara) para criticar alguma coisa venha da Microsoft?”

Post Original: http://antoniofonseca.wordpress.com/2009/03/02/mais-vaporware-da-microsoft/

6 Comentários

Klaus Peter Laube
1

“Quando será que tomarão coragem (ou vergonha na cara) para criticar alguma coisa venha da Microsoft?”

Temos argumentos para criticar a MS, temos conhecimento e não estamos apoiados em estatísticas de vendas ou marketshare… mas mesmo assim, quando criticamos somos chamados de “fanáticos”.

darkbex
2

É verdade a nosso imprensa e os meios de comunicação (rede globo principalmente) parecem que tem medo de falar a palavra Linux na televisão ou nos jornais. As vezes até parece que é de propósito dado o contexto das reportagens.

Por enquanto temos que ouvir propaganda de Netbooks, que surgiram originalmente com Linux embarcado, sendo anunciados com Windows na televisão. Só pode ser propina da Microsoft, pronto falei.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


6 − dois =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>