TI na Austrália: um mar de oportunidades (e de dinheiro!)

Desembarquei em Sydney dia 22/02/2011, uma Terça-Feira, e no dia seguinte, 23/02/2011, já estava empregado. Como consegui isso?

A história é longa, mas pode ser resumida em três palavras: visto de residência. A Austrália sofre há muito tempo com a falta de profissionais de TI, e nem a crise econômica mundial mudou esse quadro. Desenvolvedores (principalmente Java, .Net, C e PHP) são os mais procurados, mas testers, arquitetos e gerentes também estão em falta. É claro que não é só comprar a passagem e sair mandando o CV. Também não adianta vir com o visto de estudante, que demora apenas um mês pra ser emitido, pois são raríssimos os casos em que as empresas contratam quem não tem visto de residência. O segredo é ter paciência e pensar no longo prazo: o processo para obtenção do visto de residência australiano leva pouco mais de um ano. Não é nada, considerando o futuro promissor que aguarda o profissional na terra dos cangurus!

Os salários são inacreditavelmente altos quando comparados aos do Brasil. Um desenvolvedor Java EE Pleno como eu, com 4 anos de formado, ganha, em Sydney, uma média de 150.000 dólares australianos por ano! Descontados os 10% que vão para a aposentadoria (aqui é chamada de Superannuation) e mais os impostos, sobram, líquidos, no mínimo 90.000 dólares por ano, o que dá em torno de 7500 dólares por mês. Se convertermos esse valor para reais usando o valor médio do dólar australiano, R$1,70, temos um SALÁRIO LÍQUIDO DE R$12750,00. Isso sem contar a restituição anual de impostos.

Parece mentira? Exagero? Comprove aqui.

Esse último Salary Survey é de Março de 2011, é só olhar na coluna “Contract Rates” e ver que um desenvolvedor Java EE, por exemplo, recebe, em Sydney, de 550 a 750 dólares por dia, dependendo do seu nível. Aí é só fazer as contas e ver que os R$12750,00 mensais para um desenvolvedor pleno são a mais pura realidade. Para .Net, a faixa é ainda mais alta: de 600 a 800 dólares diários. Difícil de acreditar? A diferença é que aqui o profissional é verdadeiramente reconhecido pela sua formação e capacidade, ao contrário do que acontece no Brasil.

Vale lembrar que os altíssimos salários não são o único atrativo de Sydney: segurança, tranquilidade, povo educado, cidade limpa, nada de congestionamentos ou violência, parques em todo canto, infindáveis opções de turismo, praias maravilhosas e clima idêntico ao brasileiro, tudo isso aliado aos 150 mil dólares anuais, são características que fazem da cidade um lugar perfeito prá se viver.

Voltando à pergunta inicial: como consegui encontrar trabalho tão rápido? Antes de mais nada, tirei o visto de residência. Sair mandando o CV sem ter tirado o visto não adianta nada, ninguém vai contratar um cara do outro lado do mundo baseado apenas em conversas por telefone e ainda por cima providenciar toda a papelada do visto, não importa o quão bom o cara seja. Quem quiser tirar a prova é só dar uma entrada no www.seek.com.au e no www.careerone.com.au, os maiores sites de vagas daqui, e analisar as vagas de TI: ninguém aceita CV de quem não é cidadão ou não tem visto de residência. Continuando: depois que estava com o visto na mão e com as passagens compradas, comecei a busca por empregos propriamente dita, exatamente um mês antes da data da viagem.

Me cadastrei nos principais sites de recrutamento australianos e comecei a mandar meu CV para as vagas de emprego que pareciam se encaixar com o meu perfil. Todo dia eu recebia avisos de novas vagas e aplicava para as que considerava interessantes. Apliquei para um total de 93 vagas e obtive em torno de 40 respostas, tanto positivas quanto negativas (muitos nem me retornaram). Por fim, estava participando de 12 processos ainda no Brasil, fazendo entrevistas por telefone ou Skype. Dos 12 processos, 5 já tinham entrevista marcada para a minha primeira semana na Austrália.

Isso é a prova de que a demanda aqui ainda é altíssima e de que, pra quem tem a paciência de esperar pelo visto de residência, não há outro caminho senão o sucesso!

Quem quiser entrar em contato para perguntar sobre qualquer coisa (posso inclusive ajudar com o processo de visto!), por favor, fique à vontade: duslompo@yahoo.com.br. É sempre um prazer poder ajudar e fazer novas amizades. Também mantenho um blog contando como é a vida por aqui: http://baririensenaaustralia.blogspot.com. Lá tem de tudo, de dicas de passeio a artigos sobre carreira e comportamento.

Grande abraço.

José Eduardo Slompo

Mais artigos deste autor »

PARA SABER MAIS SOBRE O DIA-A-DIA E O MERCADO DE TRABALHO NA AUSTRÁLIA OU ATÉ MESMO PARA TIRAR DÚVIDAS SOBRE O VISTO, ACESSE MEU BLOG: http://baririensenaaustralia.blogspot.com.

Desenvolvedor de aplicações Java EE, formado em Engenharia de Computação pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) em 2006, já passei por 4 empresas no Brasil (uma pequena, uma média e duas multinacionais), morei 3 meses em Shanghai, China, onde fui líder do time brasileiro em um projeto, e atualmente estou morando em Sydney, Austrália, com visto de residência e como consultor de desenvolvimento Java EE.

224 Comentários

Wellerson Amarante
1

Bacana seu post José Eduardo. Há cerca de 10 anos atrás eu comecei a cogitar em ir para a Austrália trabalhar. No site da embaixada Australiana havia um documento PDF com todas as demandas profissionais, os requisitos e o peso indicando as preferências para cada área (não era so TI). Havia a necessidade de fazer teste de idiomas IETL e outras coisinhas. Resumindo, desde muito tempo há essa carência na Austrália e é sempre bom ouvir bons relatos como o seu. Sucesso por ai.

Danilo Doro
2

Muito bom esse post. Tenho muita vontade de sair do Brasil. Qual esse site de recrutamento que você citou?

Obrigado desde já!

Profissional de IT na Australia
4

Olá José,

Sou profissional de IT aqui na Australia tambem, cheguei aqui a 6 anos atras como estudante e em menos de seis meses ja estava empregado. Vale lembrar que quando se vem como estudante a maioria das empresas não se interessa porque a pessoa só pode trabalhar 20 horas por semana, enfim, consegui o emprego, um visto de sponsor e hoje sou cidadão australiano.

Gostaria só de lembrar que apesar da demanda do profissional de IT aqui ser muito alta, o governo australiano vem dificultando muito o processo de visto. Claro que não só para a área de IT mas é dessa que estamos falando.
Tenho amigos aqui que chegaram como estudantes e estão trabalhando na área com sponsor a mais de dois anos e o processo do visto de residencia permanente deles ainda não saiu.
Os altos salários australianos podem encher os olhos daqueles quem sempre quiseram morar fora do país, porém, o pdf com referência salarial que você passou é de uma empresa de recrutamento e não é baseado no indice do governo australiano, portanto pode não ser totalmente correto, conheço profissionais aqui muito bons com anos de experiência em JEE e afins que não ganham os salários citados.
Uma coisa que vale apena citar é que o custo de vida australiano é bem alto, principalmente em se tratando de moradia, os alugueis aqui são bem caros.

Ainda assim, como você disse, é um lindo país, muita coisa pra fazer, muito seguro, vale a pena.

Abraço

Daniel Cunha
5

Gostei da sua postagem.

Estou me preparando para o processo de imigração para o Canadá que também tem os mesmos atrativos em relação segurança, qualidade de vida, salário(um pouco menos que esses valores que vc passou) com a particularidade de estar mais próximo ao Brasil e a obtenção da cidadania canadense(não sei se no processo de imigração australiano isso é proposto) após 3 anos vivendo em solo canadense. Porém com o problema do frio e atualmente a necessidade do francês (por conta de uma restrição do processo – explico isso melhor aqui ou por e-mail canada@oscunha.com.br).

A alguns anos andei pesquisando sobre a imigração para a Austrália, mas como para o Canadá a coisa parece ser mais simples (eles tem escritório em São Paulo) se contar o número de blogs que encontrei (consequentemente mais informação) acabei optando pelo Canadá.

Abraço
Daniel Cunha

Alexander
6

Só não concordo com essa equiparação salarial AU$ x R$
Se você mora no brasil seu custo de vida se baseia em real, assim também é em qualquer pais.
Afinal, você não está contratado por um empresa Australiana e trabalha no Brasil, saca
Logo é errônea essa equiparação, claro que não tiro o mérito do salário.

José Eduardo Slompo
7

OK, vamos lá, um por um! :-)

Wellerson: valeu pelas palavras!!!

Danilo: os principais sites de recrutamento aqui são o http://www.seek.com.au, http://www.mycareer.com.au, http://www.careerone.com.au e http://www.linkme.com.au. Atente para procurar por vagas Contractor, pois os salários são bem maiores (seria o equivalente ao PJ no Brasil).

Daiane: já te respondi por email. :-)

Profissional de IT na Australia: posso dizer com propriedade que os salários do PDF são exatamente os praticados em Sydney (falo não só por mim, mas também pelos amigos, uns sêniors, outros plenos como eu, júniors eu não conheço). Pode haver duas razões para os profissionais que você conhece não estarem com os salários citados: ou eles são Permanent (o que compensa aqui é ser Contractor, que é o equivalente ao PJ no Brasil, mas com os altíssimos salários citados) ou realmente seus salários estão defasados. Sobre o custo de vida, você está certo: os alugueis são realmente altíssimos!!! Mas ainda assim os salários são altos: eu vivo no centro de Sydney com minha namorada, temos celular, carro, internet, saímos todo fds, viajamos, comemos bem – enfim, levamos uma vida muito boa, mas sem luxos desnecessários – com 3 mil dólares por mês (R$5100,00). Subtraindo esse valor dos R$12750,00 que mencionei, tenho uma economia mensal em torno de R$7500,00. Vai falar que isso não é uma puta grana prá um desenvolvedor pleno? :-)

Daniel Cunha: realmente no Canadá a coisa também está boa prá gente que é de TI. Eu pesquisei sobre ele na época em que comecei a pensar em desenvolver uma carreira no exterior, mas optei pela Austrália por causa dos maiores salários e do clima. De qualquer forma, pode ter certeza de que vc vai se dar muito bem, todos falam que o Canadá é fantástico. Boa sorte e sucesso!!!

Alexander: concordo com você, deveria ter sido mais detalhista no post. Mas dá uma olhada no que respondi logo acima sobre o quanto gasto aqui e o quanto sobra por mês em reais. É ou não é muita grana? :-)

tiago
8

eu não achei graça no seu post, voce esta desprestigiando o mercado nacional , vc virar a casaca tudo bem mas nao levem os demais

José Eduardo Slompo
9

Oi Tiago,

Fui completamente imparcial em meu post. Já vivi os dois lados da moeda, por isso sei do que estou falando. Na Austrália o profissional de TI é verdadeiramente reconhecido pela sua formação e capacidade, ao contrário do que acontece aí. E é a mais pura verdade! A esmagadora maioria dos desenvolvedores e arquitetos de software não estão contentes com seu salário no Brasil e se sentem desvalorizados. Já perdi a conta do tanto de gente que já me disse que deveria ter estudado prá concurso público ou aberto algum negócio próprio ao invés de ficar dando duro 5 anos prá se formar Engenheiro ou Cientista da Computação. E isso não acontece aqui – pelo contrário, todos se sentem valorizados e felizes com seus salários e condições de trabalho.

Espero que entenda que o post só tem a intenção de informar. Quem é antenado e quer crescer profissionalmente está sempre procurando novas oportunidades, e quando me disponho a ajudar estou apenas dando essa oportunidade a quem realmente quer crescer e ser valorizado.

Yuri
11

Fala José Eduardo, tudo blza?

Vou me formar esse mês e pretendo ir para a Austrália em outubro desse ano… Infelizmente não vou com algo certo, como foi o seu caso, mas vou com a esperança de melhorar o inglês e logo encontrar um bom emprego. Vou com visto de estudante e pretendo estudar até aparecer alguma oportunidade…

Te adicionei no msn, espero poder tirar algumas dúvidas por lá, blza?

Abraço

José Eduardo Slompo
13

Fala Rafael!

Cara, tem uma lista de profissões que o governo australiano publica anualmente prás quais pode-se pedir visto de trabalho e tem de tudo: enfermeiro, médico, pedreiro, encanador, contador, economista, arquiteto, engenheiro civil, eletricista, mecânico, soldador…… e TI, claro!

Eduardo Dias
14

Assino embaixo tudo que o José Eduardo falou. Tive a mesma experiência e meu sentimento eh o mesmo. Tenho trabalho com Outsourcing por 5 anos. No Brasil trabalhei em uma empresa de medio porte (150 funcionarios) e no exterior fiz varios projetos de OutSourcing incluindo AUS, USA e Europa.

Em AUS trabalhei insite morei em Sydney por 10 meses na Elizabeth Bay colado na KingsCross. Posso dizer que foi uma das melhores experiencias que tive na vida. AUS eh fantastico na minha opiniao.

Sobre os valores que o Eduardo comentou, ele está certo, eh isso ae mesmo a realidade. A única coisa que nao é 100% coerente na minha opiniao é essa conversão que o Eduardo fez de dolar para real porque naum representa uma análise realistica na minha opiniao. Se você ta vivendo em AUS, voce tem que calcular sua vida em dolar AUS, nao adianta converter e comparar porque vc nao ta no Brasil. AUS 7500 em Syney não é 12.500 reais no Brasil. Acho mais realístico quanto voce consegue guardar por mês. Isso sim eh um bom parametro. Se tendo uma vida boa ou equivalente ao que voce tinha no Brasil ainda consegue guardar AUS 4.500 por mes. Ta muito bem obrigado.

Well…That’s it.

Cheers M8 and good luck in your life and career ;)

José Eduardo Slompo
15

Eduardo Dias –> Legal ter alguém prá CONFIRMAR TUDO O QUE ESCREVI, PRINCIPALMENTE SOBRE OS VALORES, que geralmente despertam desconfiança em quem lê por serem muito altos. A Austrália é mesmo fantástica, só morando e trabalhando aqui prá saber!!! Valeu por ter comentado!
Sobre a questão da conversão, realmente a gente tem que levar em conta o custo de vida, mas aí é só olhar o que escrevi no comentário lá em cima: vivemos muito bem com 3 mil dólares e sobram 4500 por mês, fora o que vai prá aposentadoria e o que vai ser restituído em impostos todo ano. É um dinheiro considerável prá um Desenvolvedor Java Pleno! :-)

Yuri –> Combinado, vamos conversando por MSN!

Alan –> Essa vaga que vc viu é para ser Permanent e esse salário é anual, tá muito baixo, não compensa. A melhor coisa aqui é ser Contractor, os valores são completamente diferentes!

Rodrigo Lopes
16

José Eduardo, parabéns por sua iniciativa.

Toda a informação é válida, sendo que através da sua boa vontade e disponibilidade ao deixar seu e-mail e realizar posts em seu blog, são de grande ajuda para todos que anseiam atuar fora do país.

A informação sobre a remuneração é ótima, pois tive colegas que foram pra Austrália como estudante, conseguiram emprego e ganharam uma grana boa.

Caso você voltar ao Brasil, conseguirá um excelente emprego comparável com o que está atualmente, pois os grandes bancos e multinacionais do Brasil também valorizam os profissionais que atuaram fora. Se especialize por aí.

Desejo sucesso profissional, saúde e se firme com esse entusiasmo para você e para Emili.

Obs.: Sem querer, analisando o site http://www.profissionaisti.com.br, me despertou uma curiosidade no post TI na Austrália e acabei vendo os seus blogs, muito bom, porém o da china, dei muita risada, ainda mais com o china pagando de americano.

Rodrigo Lopes
rorockroll@hotmail.com

José Eduardo Slompo
17

Fala Rodrigo,

Cara, valeu pelo comentário e pelos elogios, que bom curtiu o post!

Rachou de rir com o blog da China? Pois é, foram 3 meses bem “peculiares”… hehehe

Valeu pelos votos!

Abraço!

Fernando Pereira
18

José Eduardo,
Parabéns pelo Post, muito bom para os profissionais brasileiros verem um pouco da vida além das fronteiras.
Eu ainda não tive oportunidade de ter uma experiência profissional no Exterior, mas esta nos meus objetivos.
Quando puder, acho que seria legal um relato (ou continuação) sobre a vida profissional aí na Austrália, se os profissionais estrangeiros são bem aceitos no mercado e quais áreas de TI há uma demanda maior. Acho que isso ajudaria muito as pessoas que estão querendo ir pro Exterior.

Sds,
Fernando

Gabriel Manzoni
19

Olá José Eduardo, Parabéns pelo sucesso e sua boa vontade em compartilhar isso com a gente.

Gostaria de saber qual a experiência que você tinha em linguagens de programação e qual certificação você tirou para se sentir mais seguro para conseguir um emprego ai na terra dos cangurus.

Vinicius Benitez Maretti
20

Fala José Eduardo tudo bem ?
Cara achei muito interessante seu post , parabéns. Estudo Sistemas de Informação na UFLA e estou a dois anos de concluir o curso, você sabe se as empresas dai tem interesse em programas de intercambio? Pensei em fazer um no ultimo semestre , principalmente para aprimorar o inglês , mas se conseguisse unir o “util (continuar na area de TI) ao agradável (aprimorar o inglês) seria fantástico.
Obrigado.

José Eduardo Slompo
21

Gabriel,

Obrigado pelas palavras! Cara, a real é a seguinte: aqui não é necessário ser super qualificado, já que há alta demanda por mão de obra e, além disso, o australiano “padrão” é preguiçoso, o que faz com que seja fácil prá nós brasileiros conseguir destaque. Eu tenho 3 certificações Java (SCJP 1.6, SCWCD 5 e SCBCD 5), mas nenhum entrevistador em nenhum momento tocou no assunto. Realmente não é algo prá se preocupar. É claro que quanto mais você souber, melhor, mas não é uma necessidade.

Vinícius,

Valeu pelas palavras também! Cara, infelizmente aqui não rola esse tipo de coisa. Você poderia vir estudar inglês aqui por um tempo (um curso de 6 meses custa em torno de 8 mil reais, mais uns 4 mil com despesas de visto e passagem), mas não vai conseguir emprego na área de TI porque nenhuma empresa contrata quem tem visto de estudante – ou seja, seria apenas prá estudar inglês mesmo. Depois de formado você pode iniciar o processo de visto de trabalho, que aí sim vai te abrir um mar de oportunidades.

Abraços

Rodrigo Martins
22

José Eduardo, parabéns pelo post e por compartilhar suas experiências!

Fiquei com uma dúvida sobre aposentadoria. Como funciona? Se eu fosse ir trabalhar ai durante uns 5 anos apenas, esse desconto referente a aposentadoria se perde?
E quanto tempo de trabalho ai para se aposentar?

É apenas um dúvida já que vc comentou diversas vezes sobre aposentadoria, mesmo sabendo q tenho muito tempo ainda de trabalho pela frente :)

Abraços e sucesso ai!

Willy Thorpe
23

Parabéns Eduardo pela iniciativa.

É muito bom saber que existem pessoas como você, principalmente em uma área como a nossa, edificada por profissionais em sua grande maioria, egocentristas outrossim extremamente prepotentes. Excelente sua iniciativa.

Estive na sede da Microsoft dos EUA em Redmond recentemente, bem como assimilando conhecimentos dos “Ianques” em Washington, Florida e como falam costumeiramente os brasileiros, no centro do mundo em Manhattan. Realizei alguns cursos de .NET, pois hoje trabalho programando nesta tecnologia e, me deparei com uma gama de profissionais de diversas partes do mundo. Senti, apesar do espirito competitivo que sempre há, uma busca constante do conhecimento no ar e, a cultura forte na troca de experiências.

Para os que almejam tentar novos horizontes faça-o, eu aconselho, pois quando saímos do pais, abre-se um leque diante de nós, nossa ótica de mundo muda completamente. Isso não é esquecer o nosso tão amado país, de forma alguma, nem desmerece-lo, mas sim amadurecer, abrir a mente.

Criticas improdutivas, sempre vamos ouvir em toda a nossa vida. Mas o interessante é que todos que, uma vez me chamaram de louco, por justamente fazer isso, sair do país em busca de novos horizontes e conhecimentos, continuam lá, no mesmo ponto, vitimas dos seus próprios egos, deixados fatidicamente no ostracismo.

Novamente, parabéns companheiro. Que você através deste texto possa abrir os olhos de mais e mais profissionais que, sonham com um lugar justo ao Sol. Essa nossa área é muito legal, mas ao mesmo tempo doentia, produz muita gente doente de corpo, mente e de alma. Por isso tem que valer muito a pena.

Eu gostaria de continuar programando no Porto Digital em Recife, pertinho de casa, junto da minha família. Mas meus sonhos eram bem maiores que, o salario de lá poderia pagar. Então resolvi fazer valer a pena e, realizar meus sonhos. Puxa, valeu demais e como valeu, Um abração a todos… Aloha !!!

edyvan
24

Valeu Eduardo….

Muito obrigado por compartilhar essa sua vitoriosa experiência conosco. :)

E obrigado a todo os outros que comentarem com suas estórias para enriquecer o nosso debate.

Agora, me permita roubar um pouco de seu tempo mas gostaria de saber se na austrália também possui mercado de trabalho aquecido para quem trabalha com redes de computadores?

Eu pretendo tirar a CCNA ainda este ano, e ao longo do anos que vem as LPI 1 e LP 2, além de uma certificação Microsoft de Infraestrutura de rede, uma de segurança e outra de Active Directory. E se eu tiver tempo pretendo obter a ITIL FOUNDATION.

Sabe embora eu sempre tenha talento para programação e JAVA. Agora redes sempre foi a minha praia e minha área preferida. :)

José Eduardo Slompo
25

Rodrigo,

Depois de 4 anos morando aqui vc vira cidadão australiano, aí só vai ter direito a essa grana quando se aposentar (não sei ao certo a idade, fido devendo essa). Mas se vc sair do país antes de virar cidadão (e não voltar mais, obviamente) pode pedir essa grana de volta, dá prá receber 65% dela.

Abraço!

Willy,

Muito legal seu comentário, cara. Realmente na nossa área tá cheio de neguinho se achando o dono do mundo e esquecendo que sozinho a gente não é nada. Ajudar ou outros é recompensador prá ambos os lados!
Até hoje sou chamado de “louco” por largar tudo prá trás e ir morar do outro lado do mundo (literalmente), mas o que vc disse é muito verdade: “quando saímos do pais abre-se um leque diante de nós, nossa ótica de mundo muda completamente”. Tem uma frase famosa (não sei de quem) que diz que “viagens são fatais ao preconceito”. Realmente é a melhor coisa prá abrir a mente e ver o mundo de outra forma.
Bom, parabéns prá vc tb por ir atrás de seus objetivos e se manter fiel aos princípios. Grande abraço e tudo de bom, cara!

Edyvan,

Realmente o debate tá ficando interessante! :-)
Cara, aqui tem mercado de trabalho prá tudo. Dá uma olhada nesse post que fiz no meu blog recentemente, sobre as profissões em demanda na Austrália: http://baririensenaaustralia.blogspot.com/2011/06/profissoes-em-demanda-na-australia-tem.html
Vidraceiro, Marceneiro, Pedreiro, Psicólogo, Dentista, Médico… enfim, tudo mesmo. O país é pouco populoso e por isso a falta de mão-de-obra é crítica.
Na área de TI é a mesma coisa. Claro que a maior demanda é mesmo por programadores Java, .Net, C e PHP, mas todas as outras áreas também tem forte demanda, principalmente em Sydney.

Abraço!

Guilherme
26

Cara,Otimo post,muito informativo.
Então,suponho que esse salario de R$12750,00 que voce citou,seja pras pessoas com o conhecimento extremamente elevado correto? Ou é relativamente facil pra achar um emprego que pague isso por aí?
Mas pelo que li,as exigencias tambem são BEM MENORES que no brasil,porque aqui,o cara pede pro cara saber programar um foguete da NASA,mas paga 2000 reais.
Tenho uma duvida,tem algumas certificações que voce recomendaria tirar? Digo,porque aqui no brasil,o cara pode ter 500 certificações,que as empresas não dao o menor valor pra ele. Por ai funciona do mesmo jeito? Tirar o maximo de certificações que puder,sempre e sempre?
Voce disse que tem 4 anos,voce se importaria de dizer se ganha esses R$12750,00?
E como voce tem 4 anos de formado,caso voce ganhe esse salario,ele pode naturalmente aumentar,de acordo com os anos certo?
Ou esse salario é,digamos perto “maximo” que tem por aí,e nao vai aumentar muito?
Depois de formado,já pode tirar o visto de trabalho?precisa de mais alguma coisa? pelo que vi,tirar como estudante demora mais,e da mais dor de cabeça.
Essa materia sua abriu meus olhos,porque realmente,aqui no brasil,nao está com NADA.
E obrigado.

Eduardo Slompo
27

Guilherme,

Esse salário é exatamente o meu salário, sou um desenvolvedor pleno (que aqui eles chamam de intermediário). Tenho apenas 4 anos de experiência, a tendência é aumentar – um amigo meu que é senior tira 10.000,00 dólares australianos mensais (R$ 17.000,00). E se você chegar a cargos de gerência de projetos a coisa fica ainda melhor.

O nível de conhecimento exigido é o normal, nada de “extremamente elevado”, como vc disse no seu comment. :-)

Sobre certificações, é claro que sempre é bom, mas tenho a impressão de que aqui elas não contam muito não (nenhum entrevistador me perguntou sobre as minhas).

Prá tirar o visto de trabalho tem que ter um ano de formado OU 8 anos de experiência de trabalho na área.

Abraço!

Guilherme
28

Voce acha que no futuro as coisas vão mudar por aí?
Dificuldade de achar emprego,exigencias aumentando,funcionario recebendo a mesma coisa do brasil ou até menos? Porque se for pra mim ir pra aí,vai demorar no minimo 6 anos,até aí o mercado pode ter ficado caótico ja rsrs.
Eu falei sobre o nivel de conhecimento,porque as exigencias por aqui são extremamente absurdas. Podemos pegar voce mesmo como exemplo,claro que varia de estado pra estado,mas a não ser que voce conseguisse um emprego muito bom,seu salario dificilmente ia passar dos 5~~6 mil,e isso SEM descontar os impostos,o que torna a diferença mais gritante ainda.
Portanto creio eu,que como os brasileiros estão acostumados com essas exigencias,acredito que a maioria vai estar apto a trabalhar por aí,que possivelmente,vai pedir menos conhecimento do que se ele estivesse trabalhando no brasil,voce concorda com isso ou não?
E por ultimo,sei que voce não ta morando la,mas voce saberia dizer se o mercado na europa é interessante?
Obrigado.

Guilherme
29

E se não for incomodo tenho mais 2 perguntas,dei uma analisada na lista,e só vi um salario de intermediario lá que ganha 150 mil. Isso significa que voce está acima da média?
E voce recomenda ir pra aí,mesmo sendo junior? Ou voce acha melhor ganhar uns anos de experiencia aqui antes de ir?

José Eduardo Slompo
30

Fala Guilherme,

Cara, não sei o que dizer sobre o futuro. Há 5 anos, no fim da minha faculdade, eu ouvi falar que a demanda por TI na Austrália tava alta mas que era por pouco tempo. Continou alta. Depois veio a crise econômica e me disseram que aí sim já era, mas nada mudou. E aqui estou eu hoje, ganhando puta grana e com minha caixa de emails cheia de vagas que acabaram de ser abertas em tudo o que é canto de Sydney.

O que vc falou é verdade sobre os brasileiros: todos se destacam aqui. É fácil se destacar aqui porque o australiano padrão é bem sossegado, então o brazuca chega mostrando serviço e logo se destaca.

Sobre o mercado na Europa, desculpe mas não tenho a mínima ideia. :-)

Não estou acima da média, a situação é a seguinte: meu salário de 150 mil dólares anuais é PACKAGE: deduz 9% de superannuation (aposentadoria, equivalente ao INSS) mais o imposto de renda em si. Limpo me sobra uns 90 mil por ano (40% de dedução!!!). Ainda assim é uma puta grana (7,5k por mês, ou seja, 13 mil reais). Atente prá uma coisa: algumas vagas dizem $xxxx PACKAGE, outras dizem $xxxx + SUPER. Essas segundas são melhores porque não estão contando o super no salário, então a dedução total é só de uns 30%. Se meu salário fosse 150 mil dólares por ano + SUPER eu receberia limpo uns 105 mil dólares por ano (30% de dedução) ao invés dos 90 atuais.

Venha mesmo sendo júnior, não vai faltar vaga, te garanto.

Abraço!

Guilherme
31

Obrigado,você está respondendo muitas duvidas,não so minhas,como de varias pessoas.
E o reajuste salarial? Como funciona por aí?
Digo em relação ao salario minimo por exemplo,que aqui no brasil está sempre crescendo,fazendo os outros salarios ficarem “defasados”. Funciona do mesmo jeito por aí? Ou é um esquema completamente diferente?

José Eduardo Slompo
32

Guilherme,

Por estar aqui há apenas 5 meses ainda não deu prá saber como são as políticas de dissídio anual. O que sei é que a inflação aqui é bem pequena, em torno de 2 a 3% ao ano.

Em todo caso, não é algo prá se preocupar, já que ao fim de um contrato, se vc não estiver contente dá prá conseguir com facilidade um outro contrato com um valor um pouco maior. :-)

Abraço,

Guilherme
33

Cara.
Vou fazer uma pergunta que parece ser idiota,mas se der pra responder,agradeço.
Como são os animais por ae?
Digo,vi alguns relatos de australianos,falando que o quintal deles é repleto de aranhas,e cobras venenosas,que frequentemente entram pra dentro de casa e nas garagens. Não só o quintal,como a cidade tambem abriga uns animais nada amigaveis.
Sem contar os tubaroes,polvos e peixes venenosos nas praias.
E pelo que andei pesquisando,tem muita gente desistindo de viajar para aí,exatamente por esses motivos.
E voce,ja encontrou algum desses por aí?
Acha que é um motivo pra desistir de viajar pra aí? Realmente fiquei aterrorizado de mudar pra australia depois disso.
Obrigado.

José Eduardo Slompo
34

Fala Guilherme,

Normal, cara, todo mundo tem todo tipo de pergunta.

É o seguinte, essa história de aranha, cobra e peixe venenoso é tudo balela. A não ser que vc vá morar no sítio, não tem nada disso (no Brasil também é assim, concorda?). Tubarão tem sim, do mesmo jeito que no Brasil tem (vira e mexe tem surfista sendo atacado no litoral brasileiro). Ou seja, até aqui nada de diferente do Brasil.

A única coisa que realmente tem mais do que no Brasil é barata, mas não é nada de outro mundo. No nosso apê até hoje apareceram duas, em 5 meses morando lá.

Vai de cada um, cara. Se você acha que não vale a pena vir prá um país limpo, seu poluição, sem congestionamentos, sem violência, sem corrupção, cheio de belezas naturais, praias, parques, povo educado, tranquilo e sempre disposto a ajudar, transporte público muito bom, clima idêntico ao brasileiro e salários extremamente altos por causa de uma ou outra barata que pode aparecer no seu banheiro, tudo bem, respeito a sua opinião. Mas eu acho que vale! :-)

Abraço!

Fabricio C. Frontarolli
35

José,

Existe algum site onde podemos pesquisar por vagas na Australia?

Grato!

PS: Legal as fotos no seu blog, da até vontade de ir logo pra Australia!
=)

JESSY
38

Caro Eduardo.

Realmente são informações preciosas e devem ser levadas em conta, positivamente falando, principalmente por alguém que já tem sua experiência ai!
Parabêns pelas informações, realmente é motivante saber que alguém saiu de sua terra, e conquistou seu lugar em um outro país!
Eu me enfiei em um projeto assim também, porém em Luanda, Angola.
Apesar de ter um bom saláio aqui, não dá pra comparar qualidade de vida Australiana. Por isso tenho planos futuros para também me aventurar as lindas terras que há ai. E com certeza seus comentários vão me ajudar muito!
Sucesso sempre!

Abraços!

Guilherme
39

Valeu José.
Mas é que vi uma australiana falando que em um unico dia ela achou 12 aranhas na casa dela se nao me engano. Aranhas entrando em carros e tudo mais. Digno de filme de terror isso.
Voce não trombou com nenhuma aranha/cobra ainda não?
Voce vive na area urbana ? Deve dar menos desses bixos nessa area né?
Mas obrigado pela resposta aí,me deu aliviada,apesar de umas fotos assim ainda me deixarem apavorado.
http://www.abc.net.au/reslib/200803/r233829_937721.jpg
E parabens por estar dando tanta atenção pra galera.

José Eduardo Slompo
41

Fala Guilherme,

Como te disse, a gente mora numa região central de Sydney e até hoje só tivemos a visita de 2 baratas, e mesmo alguns conhecidos que moram um pouco mais afastados não têm esse tipo de problema.

Se você for morar em uma chácara no Brasil também vai viver cercado de aranhas, formigas e baratas. Essa foto é realmente medonha, isso aí é coisa de zoológico ou de quem vive no “meio do mato”. Não reflete a realidade, pode ficar tranquilo.

Sobre a carteira assinada, contractor é o que seria o PJ no Brasil. Não tem carteira assinada, tem um contrato de que você vai trabalhar prá eles por um determinado tempo, mas na prática quando chega o fim do contrato eles sempre renovam – SEMPRE. E enquanto no Brasil o CLT tem um monte de benefícios (plano de saúde, vale refeição, etc etc etc), aqui ele não tem nada disso. Ou seja, se você for Contractor (PJ) o único benefício que você perde com relação aos Permanents (CLT) são as férias. Mas como o salário é absurdamente maior, vale a pena, dá prá negociar tranquilamente prá tirar umas semanas prá viajar e descansar sem receber nada, é a coisa mais normal, todo Contractor faz isso. Todos os brasileiros que conheço em Sydney são Contractor, é muito mais negócio.

Trocando em miúdos: Contractor é o que há. Permanent é, como já te disse, pros australianos, que não tem vontade de ir atrás de coisa melhor e preferem a “segurança” de um Permanent, sendo que na prática é a mesma de um Contractor: se gostarem de você vão te manter e se não gostarem vão te mandar embora, independente do seu modo de contratação.

Abraço,

Jâmisson Oliveira
42

Gostei das informações que você passou .. Estou começando agora nessa área da Tecnologia da Informação. Gosto muito, mas sei que é muito estudo e dedicação pra ser um bom profissional. Espero me dar bem. Queria muito trabalhar no exterior.

Murilo Freire
43

Boa noite.

Também trabalho na área de TI e fiquei bem impressionado com tais condições!!

Fui verificar as condições de visto e é bem caro!! 2960 AU$ e 4110 AU$ para dependente “less than functional” (tudo bem que essa segunda taxa provavelmente nao será aplicavel).

Você tem a contabilidae, fácil, de quanto foi gasto para tirar esse visto? Contando tudo!

Quanto custa para morar aí? Custos básicos de vida?

Parabéns pelo post!

Abs.

Guilherme
44

Mas já que não tem carteira assinada.
Digamos que voce fique 5 anos como contractor. Voce vai passar de Pleno pra Sênior? Os anos de trabalho vão contar? Suponho que sim,mas como eles controlariam isso?

José Eduardo Slompo
45

Guilherme,

Claro que vão! Eles controlam baseado na sua capacidade, do mesmo jeito que no Brasil! Meu contrato atual acaba em Setembro, mas já fui informado de que vai ser renovado (como sempre acontece). Estou como Pleno, mas com certeza vou pedir, na hora de renovar o contrato, prá que no novo contrato eu seja Sênior ou pelo menos tenha um valor maior.

Murilo,

O gasto total prá tirar o visto é de cerca de uns 15 mil reais, mas não é tudo de uma vez: de cara vão uns 7 mil, depois de uns 3 meses mais uns 6, e lá no fim mais uns 2. Se tiver esposa e/ou filhos fica uns 2 mil mais caro.

Sobre o custo de vida, é o que já disse em um dos comentários acima: eu e minha namorada vivemos super bem com 3k por mes: apê no centro, carro, celulares, internet, comemos super bem, saímos direto, viajamos, só evitamos luxos desnecessarios. Meu salário é de 7,5k líquido, ou seja, sobram 4,5k (uns 7 mil reais) todo mês prá engordar minha poupança.

Jâmisson,

É uma área muito interessante e desafiadora, com muitas oportunidades em todo canto do mundo. É só ser dedicado que você se dará bem!

Jessy e Fabrício,

Invistam nisso sim, a coisa aqui está ótima prá quem é da área de TI!

Guilherme
46

Entendi,mas e se voce for pra outra empresa? Como vão saber se voce é senior,ou que tem 5 anos de experiencia?
Obrigado de novo.

José Eduardo Slompo
47

Guilherme,

Funciona do mesmo jeito que no Brasil: não importa se você estava registrado como Sênior na empresa anterior se na hora da entrevista o entrevistador julgar que você tem a competência e o conhecimento de um Pleno. Ou seja, o que conta é a ENTREVISTA.

Por isso que agora estou perseguindo vagas de Sênior, independente de qual meu cargo atual. O que é necessário para ser Sênior? Convencer, na entrevista, que você realmente tem os conhecimentos esperados de um Sênior, independentemente de você estar atualmente contratado como Júnior, Pleno ou Sênior.

Fabiana Cruz
48

José Eduardo,

Muito bom o seu post, e principalmente a sua educação e atenção para com os demais, mesmo com aqueles mais difíceis.
Há um tempo tenho pensado em trabalhar fora do país e com esse seu post me senti mais motivada. Tenho 2 dúvidas iniciais:

- O visto de trabalho é necessário mesmo para aquelas pessoas que têm o passaporte/cidadania europeia?

- Qual o valor (em dólares australianos) que vc recomendaria levar “no bolso” para enfrentar este primeiro início (considerando uma demora de 6 meses para arranjar um emprego na área)?

Se puder, me mande seu email, creio q seja mais rápido para conversarmos.

Grata,
Fabiana

José Eduardo Slompo
49

Oi Fabiana,

Prá quem tem cidadania europeia há a opção de vir com o working holiday visa, que é um visto prá vc trabalhar por um ano. O grande problema é que ele só é válido justamente por um ano, depois vc tem que ir embora do país. Por isso o visto de residente (tb chamado de visto de trabalho, é a mesma coisa) é realmente a melhor opção se vc pensa em ficar alguns anos aqui.

Vc não vai demorar 6 meses prá achar emprego, acredite em mim. Todo mundo vem com uma reserva prá 3 meses, e é mais que suficiente. Uns 15 mil reais dá tranquilamente, desde que vc tenha consciência de que não vai poder ter luxos no começo e vai ter que ficar em algum backpacker ou hostel até achar emprego, já que não dá prá alugar seu próprio apê sem ter comprovação de renda mensal.

Meu email é duslompo@yahoo.com.br, fique à vontade prá escrever!

Abraço

Vinicius Caixeta dos Santos
50

Fala Du, bom?
Você comentou que é necessario 5 anos de experiencia na area ou 1 ano de formado para conseguir visto, e tambem comentou que demora 1anos + para sair o visto, eu me formo no final desse ano, e ja to me planejando para ir pra Australia (o primeiro passo ja foi dado, eu add vc no msn/skype haha). Bom, como eu me formo no final do ano, tenho que esperar até o fim do ano que vem pra dar inicio no Visto, e ai só la pra 2014 vou estar conseguindo o visto? É isso mesmo? Estou com 21 anos, só tenho 3 anos de experiencia comprovada :/
Cara, to muito empolgado hahaha, Microsoft/Cisco é forte ai?
Abraço!

José Eduardo Slompo
51

Fala Vinicius,

Isso, é exatamente essa a conta. Precisa ter um ano de formado prá poder aplicar pro visto. E um detalhe: tem que ser formação de ao menos 4 anos (ou seja, aqueles cursos de tecnólogo de apenas dois anos e meio não servem).

Só tem uma informação que tá errada no seu comment: se você NÃO for formado, precisa na verdade de OITO anos de experiência, e não cinco como você disse.

Abraço!

Vinicius Caixeta dos Santos
52

Nossa, ai fica bem dificil pra quem tem a minha idade. Não existe nenhuma outra maneira mesmo?

José Eduardo Slompo
53

Vinicius,

Prá quem é mais novo uma oportunidade é vir prá cá como estudante prá fazer cursos de inglês e procurar trabalhos part-time na área de TI. Como eu já disse, é muito difícil conseguir algo, mas infelizmente é a única alternativa prá quem ainda não se encaixa no perfil. Vale prá aprimorar o inglês e já conhecer o país.

Mas a minha sugestão é: take it easy, você é novo ainda, vai estudando inglês por enquanto e tenha paciência, sua hora vai chegar com certeza! :-)

Abraço!

Daniel
54

Olá,

Muito obrigado por se preocupar em dividir essas informações com a gente.
Eu trabalho como desenvolvedor .net pleno aqui no Rio de Janeiro e estou me programando com a minha esposa para aplicar como profissional qualificado. Você pode tirar uma dúvida nossa? Qual a renda mínima que eles exigem para que possamos sobreviver na Australia? Sem os valores do visto e etc. Temos que ter uma grana aplicada e eu ainda não achei o valor correto nas pesquisas.

Agradeço sua ajuda desde já.

Daniel.

José Eduardo Slompo
55

Oi Daniel,

Esse lance de comprovar renda mínima só é necessário pro processo de visto de estudante, pro visto de residência não é necessário comprovar nada.

Um casal pode viver super bem em Sydney com 3 mil dólares por mês. Se segurar os gastos e abrir mão de passeios, restaurantes etc dá pra passar com uns 2,5k.

Abraço!

Daniel
56

Oi José Eduardo,

Que bom saber disso, achei que nós teríamos que comprovar pelo menos uns R$ 20.000,00.
Obrigado pela atenção e se não for te atrapalhar muito, de vez em quando podemos escrever para tirar dúvidas com você?

Obrigado mais uma vez!

Guilherme
58

Cara.
Lendo alguns outros posts fiquei confuso.
Por exemplo,se formou em 2012,em 2013 vc ja pode aplicar?
Esses anos adicionais que voce falou é so pra quem nao é formado? Ou tem que ter esses anos em experiencia de mercado? Fora os anos da formaçao?
Voce ja era fluente em ingles antes de ir pra ai? Deu pra conversar com todo mundo sem problemas?

José Eduardo Slompo
59

Guilherme,

Vc precisa ter ao menos um ano de formado para poder aplicar para o visto e ao menos 2 anos de experiência de mercado no total (tanto faz se é antes, durante ou depois da universidade).

Caso vc não seja formado mas tenha 8 anos de experiência, também dá pra aplicar pro visto.

A fluência a gente só ganha com o tempo, quando eu vim meu inglês era avançado e eu sofria pra entender os nativos, mas isso não é problema pois eles são pacientes e repetem de boa, estão acostumados com estrangeiros.

Abraço!

Cristiano
60

José Eduardo,

No meu caso sou formado como Bacharel em Sistemas de informação há 1 ano e trabalho a 3 anos na área de suporte técnico, tenho 27 anos, e inglês upper intermediate, acha que consigo o visto de trabalho nessas condições?

Bruno
62

Caro José Eduardo!
Conheci teu blog a um tempo atrás e realmente me interessei muito pelas informações que tu disponibilizou.
Estou cursando engenharia na Federal do RS, mas pretendo mudar de curso pq Informatica sempre foi meu hobby, e antes de entrar na federal (num curso nada a ver com a área, mas “promissor” ) eu trabalhei dos 15 aos 20 com suporte de manutenção e configuração.
Sei que aí é sensacional, tenho um irmão engenheiro de Minas trabalhando aí.
Então meu caro, estou querendo mudar pra Sistemas de Informação, e gostaria de saber se tu sabes como anda o mercado pra esse tipo de profissional, se onde tu trabalha, por exemplo, o pessoal anda recrutando brasileiros com esse perfil.
Já li teu blog e vi a maioria das tuas respostas com relação a vistos, a experiencia e tudo mais, e aí me surgiu a curiosidade sobre o mercado para SI em terras australianas.
Abraço meu caro!

José Eduardo Slompo
63

Fala Bruno,

Legal que curtiu o blog! :-)

Seguinte, a área de SI é a que mais bomba aqui. Todo dia eu vejo no mínimo 20 vagas pra desenvolvedores Java surgindo aqui em Sydney, de Junior a Arquiteto. As outras linguagens que também estão com alta demanda são .NET, C e SAP.

O grande xis da questão é conseguir o visto de residência. Com ele em mãos, é só vir e fazer a festa!

Se tiver mais dúvidas é só mandar um email.

Abraço

Felipe
64

Cara, achei muito interessante o site, já venho a algum tempo buscando informações sobre a Austrália, pois pretendo ir como estudante ficar uma temporada, até para ver se vou gostar e posteriormente, depois de formado, ir para trabalhar um tempo.
Acabei achando o site em busca na internet, estudo administração com ênfase em tecnologia da informação, onde o foco é diferente (não tem programação, etc) é mais voltado para gerenciamento de sistemas de gestão (como SAP, ERP, CRM e afins). Enfim, queria saber se nesta área e também na de Administração geral tem boas perspectivas de ganhos em solo australiano.

Abração!

Beto Cayser
66

Olá, você citou PHP…
Tenho conhecimento básico em PHP…
Gostaria de saber se fazendo um curso AVANÇADO de PHP… eu teria chance de algum emprego BOM aí na Australia ?? Média salarial?
Outra coisa é quantas horas por dia trabalham aí?
Pretendo fazer um PLANO com minha esposa e ir viver na austrália em 2 ou 3 anos. Temos 2 filhos pequenos e queremos dar um futuro melhor pra eles, aqui no Brasil não dá.. não temos perspectivas… a violência aumenta e a qualidade de vida diminui …..
Aproveitando a dúvida… minha esposa é formada em ARTES VISUAIS…e eu em DESIGN (2012). ARTES VISUAIS TB TEM EMPREGO?
aguardo um retorno….

att

BETO CAYSER

Diego Arruda
68

OI Jose,

Tudo tranquilo por aee??
Moro em Porto Alegre, tbm trabalho na area de TI. Sou testador da Dell.
Tbm estou planejando de ir p/ sidney…mas ainda falta uns 2 anos p/ me formar na facu.
Tenho varias duvidas do visto de trabalho!
Eu sou casado e tenho um filho, posso levar junto com este Visto Trabalho?
Outras duvidas posso perguntar pelo teu email Jose?

Abraço!

Filipe
70

Você mencionou que começou a procurar emprego lá 1 mês antes. Quando você começou a procurar já tinha o visto de trabalho?
Porque pelo que entendi precisa de um sponsor para conseguir o visto e o processo é demorado..

abraço

Hugo
71

Olá José Slompo,

Tenho lido com atenção o seu blog e como já tive oportunidade de visitar Darwin, também me fascina ir trabalhar para a Austrália, esse país tão cheio de oportunidades.
Tenho formação académica em Gestão de empresas. Sabe se existem vagas para pessoas com este curso aí na Austrália? Qual é a palavra que usam para Gestão?
Também me disseram que valorizam se formos acompanhados da nossa esposa e filhos. É verdade?
Fico à espera da sua resposta com ansiedade.
Abraços de boa sorte e até breve

Hugo

José Eduardo Slompo
73

Oi Filipe,

Na verdade o visto é o de residente, não o de trabalho. Eu escrevi “visto de trabalho” porque é como ele é comumente chamado, mas na verdade são coisas diferentes. O visto de trabalho realmente é vinculado a uma oferta de emprego, mas não é a melhor possibilidade.

O visto de residência sim é a melhor coisa (é o meu), já que vc tem todos os direitos de um cidadão australiano, exceto o de votar. Não tem vínculo nenhum com oferta de emprego, vc simplesmente é livre pra entrar no país e fazer o que quiser: trabalhar, estudar, não fazer nada, up to you.

Oi Hugo,

Infelizmente a área de administração não está mais na lista de profissões pras quais pode-se aplicar pro visto de residência. Uma sugestão é vir como estudante e tentar procurar emprego na sua área. É difícil, mas não impossível.

Oi Camilo,

Legal que curtiu o post! :-)

Abraços

Hugo
74

José,
Muito obrigado pelo esclarecimento. Vou continuar a ver as oportunidades para a minha área de formação.

Boa sorte e um abraço
Hugo

Rafael
75

Eai Eduado, tudo bem?

Meu nome é Rafael e vou o ano que vem pra AUS, lendo o seu blog me sinto ainda mais motivado.

Deixa eu só ver se entendi, vc tirou o visto de residencia permanente daqui do Brasil, certo? Foi por alguma agencia especializada, tipo Australia Centre?

Vc sabe me dizer se a area de Contabilidade (auditor, contador) continua tao boa quanto a de IT? e se os salarios sao tao bons quanto?

Abraços e valeu.

Hugo
77

Fala José!!

Antes de mais nada, é muito bom poder ver na internet post como o seu, bem sucinto, bem explicativo e bem empolgante!

Bom, eu sou desenvolvedor de software senior Java, trabalho com desenvolvimento de software há 6 anos, felizmente. Eu penso muito em ir para Australia desde o inicio do ano, não só pelo incentivo financeiro que é muito atraente, mas principalmente pela qualidade de vida que se alcança vivendo em país de primeiro mundo.

Tentei no inicio do ano tirar o IELTS, visando o visto 175. Porém, para tirar esse visto precisaria de um score total de 8, numa escala de 0-9. Acabei tirando 6 no geral. Como é bem dificil de achar um curso voltado para tirar esse certificado, resolvi tentar o visto 475 que deve ser o seu: ir para Australia via sponsor.

Cadastrei meu curriculo no seek.com.au, porém não obtive muito sucesso. Sempre esbarrava na questão de que eu precisava ser “um cidadão australiano para aplicar a vaga”. Então, você que está aí talvez possa me ajudar melhor em relação a essa dúvida: Realmente é possível arrumar um visto de trabalho pra Australia apenas por esses sites? Existe algum modelo de curriculo a se cadastrar que ajude a arrumar empregos visando sponsors?

Um abraço!

José Eduardo Slompo
78

Fala Hugo,

Seguinte, cara, vamos direto ao ponto: o visto 475 é dificílimo de conseguir. Se você fosse gerente, contrataria alguém do outro lado do mundo e providenciaria toda sua papelada baseado apenas em conversas por telefone? Eu não! :-)

O visto que eu tirei é o 175, de residência permanente. É o mais completo, você tem direito a tudo que um cidadão australiano tem, exceto ao voto e ao passaporte australiano, e não depende de empregador nenhum, você faz tudo por conta.

Estranho você dizer que precisava de 8 no IELTS tendo 6 anos de experiência. Você é há quanto tempo? É bacharel ou tecnólogo? Tem quantos anos de idade? Me manda um email com esses dados que eu dou uma analisada em quanto você precisaria no IELTS, mas talvez seja menos. Além disso, tenho um material muito pro IELTS que dá pra garantir 8 se quiser, basta estudar.

Me escreve: duslompo@yahoo.com.br.

Abraço

Martins
81

Belo post, ainda estou lendo, comentario por comentario. Hehe.

Estou pesquisando exatamente o que você descreveu. Porém é a longo prazo, ainda preciso melhorar meu inglês. Enfim. Gostaria de saber acerca de seu cv (faculdade, pos, certificações, nivel de ingles e etc) ANTES de viajar, para ter um parametro. Pode ser?

Obrigado.

José Eduardo Slompo
82

Fala Martins,

Quando apliquei pro visto eu tinha dois anos e meio de formado (Engenharia de Computação pela UFSCar). Era desenvolvedor Java sem nenhuma certificação e meu inglês era de intermediário pra avançado.

Se quiser conversar em mais detalhes é só mandar email! :-)

Abraço

Jorge
83

Oi Jose, beleza?
Primeiramente gostaria de te parabenizar pela sua eduacação e paciência , são tantas perguntas e questionamentos, ainda bem que temos vc aí pra nos dar essas dicas. Sou da área de hotelaria(recepcionista) aquí do Rio de Janeiro , e pretendo ir morar aí , falo inglês e espanhol ,estou com 49 anos . Por acaso vc saberia me informar como estão as ofertas nessa área ?

Agradeço seu contato , e te desejo tudo de bom !!!

José Eduardo Slompo
84

Fala Jorge, blz?

Cara, as ofertas aqui sempre existem! No seu caso o grande problema que vejo é conseguir o visto de residência, pelo que sei não dá pra aplicar pro visto na área de hotelaria. Sugiro que venha pra cá fazer um curso de inglês (mesmo já sendo fluente) e quando chegar procure emprego na sua área, pode ser que vc consiga que seu empregador banque o seu visto e vc fica livre do curso de inglês e se torna um residente.

Abraço, tudo de bom pra vc tb!

Fabio
85

Boa tarde José,

Eu que sou tecnólogo em gestão de ti, estou indo como estudante de idiomas, tenho alguma possibilidade de cursar pós-graduação? Como é aceito o profissional tecnólogo aí?Ee as oportunidades para essa área existem?

Um grande abraço

José Eduardo Slompo
86

Fala Fábio, blz?

Vc pode fazer pós-graduação sim, o único problema é que o preço será BEM maior pra vc, já que vc não é residente nem cidadão.

As oportunidades que bombam aqui são pra desenvolvimento (Java, .Net, C/C++…) e análise de negócios, independentemente de vc ser Doutor ou nem ser formado. O que pega é que vc vai estar com visto de estudante e isso restringe MUITO suas oportunidades por aqui. É realmente bem difícil conseguir emprego na área com visto de estudante. O q vc consegue geralmente é trampo de garçom, faxineiro, motorista, pedreiro etc. O melhor seria vc vir pra cá e aplicar pro visto de residência.

Se quiser saber mais me manda um email (duslompo@yahoo.com.br) e a gente vai se falando.

Abraço!

Felipe Fiorin
89

Nossa.

Tenho 2 sonhos, um é ser um Desenvolvedor .net, o outro é morar na Aústralia, agora to com mais vontade ainda, tu poderia me dar uma estimativa de salário anual de um desenvolvedor .net?

outra pergunta, quanto mais ou menos é o aluguel aí?

José Eduardo Slompo
90

Fala Felipe,

Um desenvolvedor .Net pode ganhar uns 150k anuais brutos trabalhando como Contractor (equivalente a PJ no Brasil). Líquido dá uns 90k por ano, ou seja, $7500 por mês. Com 3k vc vive super bem, o resto fica pra vc guardar, investir ou torrar em cerveja. :-)

O aluguel é a despesa mais cara aqui. Um apê bem localizado com um dormitório sai por uns $400 por semana. A melhor opção pra quem vem solteiro é morar em shared accommodation, sai bem mais barato (uns $200 por semana) e vc faz amigos do mundo todo.

Abraço

Guilherme
91

Oi José, tudo bem?
Minha dúvida é a seguinte: Tecnólogo em Análise e desenvolvimento de sistemas pode aplicar para residência? Ou apenas bacharéis, engenheiros, etc?

Obrigado!

José Eduardo Slompo
92

Fala Guilherme,

Cara, tecnólogo pode aplicar sim, mas depende de outros dois fatores: tempo de experiência e qual faculdade foi cursada.

Me manda esses dados por email q eu te dou um help de boa. :-)

Abraço

Carlos Eduardo
93

Olá Eduardo, muito boa sua postagem e realmente pelo que vi muitas pessoas se animaram pois devem ter percebido a diferença de trabalhar duro aqui no Brasil ou trabalhar duro e ser reconhecido no exterior com um salario digno pra viver numa boa.
Gostaria de saber se poderia estar te enviando um curriculum para sua analise, e se possível acho que li todos os comentários deixados aqui pra você poderia me mandar esse material do IELTS também.
Desde já agradeço.

Thiago
94

Oi José Eduardo,

Primeiramente parabéns pelo post!
Eu tenho uma dúvida a respeito da formação academica, pois assim como você eu optei pela Eng. De Computação (estou cursando o 7 periodo) e gostaria de saber como é o mercado aí nessa área, em relação por exemplo a sistemas embarcados, microcontroladores, FPGA, automação… Tem oportunidades também ?

Eu na verdade estou um pouco dividido, pois gosto muito dos dois mundos, tanto mais pro lado do hardware quanto do software. E fica também a pergunta, do porque vc decidiu ser desenvolvedor ao invés de ir para outras áreas q falei ?

É isso… Obrigado!

José Eduardo Slompo
95

Carlos,

Manda seu CV pra mim sim, diz tb sua idade, seu tempo de experiência TOTAL, seu tempo de experiência DEPOIS de formado e se sua formação é de bacharel ou tecnólogo (atenção nesse ponto, se vc disser que é bacharel tem que ser bacharel MESMO, tem gente que diz que é bacharel mas não é, e se for FATEC tem q ser CINCO anos, quatro não conta como bacharel aqui).

Manda pra duslompo@yahoo.com.br.

Abraço!

——————————————————————————————————————————–

Thiago,

Realmente não sei como é o mercado nessa área, infelizmente não posso te ajudar com isso. Eu optei por software porque me identifico mais, gosto muito de programação.

Abraço!

Victhor
96

Oi José Eduardo,

Me graduei no fim do ano passado, pelo que li, vai ser necessário esperar cerca de um ano já que só tenho 2 anos de experiência (fora estágios). Isso acontece mesmo tendo uma empresa como sponsor?

Uma outra pergunta: Desses dois anos, um ano e meio foi como Analista Desenvolvedor Java e os últimos seis meses com o mesmo cargo, porém trabalhando com .Net. Com esse perfil, seria fácil encontrar boas vagas na Austrália?

Parabéns pelo post. Bastante útil e informativo.

José Eduardo Slompo
97

Fala Victhor,

Quem te disse q vc tem q ter 3 anos de experiência depois de formado pra poder aplicar pra residência? Isso não é verdade!!! A não ser q vc tenha menos de 25 anos, vc só precisa de um ano de formado!

As áreas que mais bombam aqui são Java, .Net, C, SAP e Oracle, então fica tranquilo q não vai faltar trabalho pra vc por aqui.

Me manda um email q conversamos melhor sobre isso: duslompo@yahoo.com.br.

Abraço

Agner Paiva
98

Tudo bem José Eduardo!

Sou desenvolvedor .Net e estou muito interessado em deixar o Brasil em busca de uma qualidade de vida maior. Eu me formo no final desse ano, logo em seguida tenho de esperar mais um ano para dar início a retirada do visto de residência, é isso, não é? Posso adiantar algo enquanto espero passar esse ano de formado? Preciso comprovar a fluência em inglês via alguma prova para tirar o visto?

Outras dúvidas, com os 4,5k que sobram tu não poderia juntar e comprar um ap? Como fica a questão da saúde, tu paga particular sempre que precisa? Como é o tratamento do povo australiano com os estrangeiros?

Obrigado.

José Eduardo Slompo
99

Fala Agner,

Cara, o q dá pra vc adiantar por enquanto são duas coisas: estudar inglês e guardar grana pro processo do visto.

Sobre as outras dúvidas:
- Imóveis aqui são muito caros. Um apê pequeno de um dormitório em um lugar bom não sai por menos de 500 mil dólares. Realmente não compensa pra quem quer ficar aqui apenas por alguns anos, a não ser q vc queira ficar aqui pra sempre, aí é outra história;
- Quando precisa ir pra algum médico especialista (dermatologista, ginecologista etc) tem que pagar, não tem jeito. No mais, é só usar o plano de saúde público, o Medicare, que é excelente.
- Os australianos tratam todo mundo super bem. Eles não tem preconceito com estrangeiros porque tem muitos, muitos mesmo. Além do mais, eles sabem o quão importante a gente é pro país.

Abraço

Paula
100

Boa noite José Eduardo, parabéns pelo post!
Tô precisando de algumas informações rs… Você sabe informar se area de saúde ta tendo vaga? Sou bacharel enfermagem obstetrica e tenho interesse de trabalhar na Australia. Desde ja grata!

Vagner Correa
102

E aí José Eduardo tudo bem ?

Parabens pela sua prestatividade e iniciativa de ajudar as pessoas, muito legal isso.
Então, eu li tudo escrito até aqui, me interessei muito em ir pra fora, mas sou tecnologo também, fiz processamento de dados na Uniban durante 3 anos e já tenho 5 anos de experiencia em .NET em todas as plataforma, Windows, Web e mobile, você acha que tem jeito de eu conseguir esse visto ?

Ah, vi você falar sobre aluguel de apartamentos como maior gasto em custo de vida, mas e as outras coisas, como são ?
Aliementação, roupas, carro, combustivel, eletrônicos que como todos Nerds de TI adoram… ?

Fora TI o que tem pra mulher fazer que tenha menos qualificação técnica ?
Abraço !

José Eduardo Slompo
103

Fala Vagner,

Cara, infelizmente 5 anos de experiência pra tecnólogo não é suficiente pra ser reconhecido pelo dep de imigração.

Os outros gastos são razoáveis. Mais caros q no Brasil, mas tranquilos. Gastamos 400 dólares por mês com supermercado. Comer fora é bem caro. Roupa dá pra achar barato, é só pesquisar, a não ser q vc faça questão de só ter roupas de marca. Carro, combustível e eletrônicos são as únicas coisas realmente baratas aqui.

Pra mulher a melhor coisa é ser babysitter/nanny, é tranquilo, não tem stress e paga muito bem, principalmente se a mulher tiver carro pra ir buscar crianças na escola e levar pros compromissos (aula de tênis, de críquete, coral da escola etc etc etc).

Abraço!

Vagner Correa
104

Pois é, então vou ter que segurar o sonho de ir para a Australia mais um pouco, vou fazer o quarto ano da faculdade para ser bacharel e depois estudar ingles por mais um ano, para dar o tempo de formação exigido…
Mas tudo bem, minha intenção desde o inicio era de ir em no minimo 2 anos mesmo… graças a Deus o mercado de TI é bom se sempre será em qualquer lugar, aliás deve estar razoável até nos países em crise.
Minha vontade de sair do Brasil não é a de encontrar um lugar melhor pra fazer a vida e sim curtir a vida de uma forma diferente.
Mas valeu! obrigado pela resposta, um grande abraço e muito sucesso e prosperidade aí do outro lado do mundo !

José Silva
105

Olá Eduardo td bem?
Tenho lido o teu blog constantemente, pois também quero ir para a Austrália.
Tenho alguma dificuldade com o inglês. Será que podias me passar o material do IELTS.

Obrigado.

Abraço

Jackson
107

Grande Eduardo,
Faz mais de 6 meses que acompanho você. Sou desenvolvedor java (JR). E estou querendo MUITO ir para Australia, porém como eu me formo somente no fim do ano que vem(2013), e o visto de exige 1 ano de formado, vou estar com meados 29 anos de idade. Isso é um problema? Existe uma idade maxima para ir trabalhar na Australia? Porque estou me considerando um “velho” já. rsrsrs.

Grande Abraço cara, admiro muito suas atitudes!

Wellington Santos
109

Oi Jakson, tudo bem? Obrigado por partilhar sua experiência.
Tenho 12 anos de experiência na área de TI, trabalhando os últimos 5 com .Net. Ainda não me formei (o
mercado nacional não exige). Falta 1,5 ano para eu me formar. O nível superior é um pré-requisito?
Desde já agradeço,

Wellington

Eros
111

Ola Eduardo,
cara achei animal esse post, e to aqui pra confirmar pra quem quiser que nao precisa ter muito para se viver bem! é so sair do brasil hahaha… fui pra australia algumas vezes ja, minha familia mora ai e posso dizer de fonte segura que tudo que vc falou esta corretamente certo! pois qndo estava ai eu era um mero faxineiro e jardineiro que trabalhava em caravan parks e units, e digo que foram meses muito valiosos de aprendizado e de SOSSEGO coisa que no brasil eh um pouco dificil, afinal vc trabalha aqui pra pagar suas contas e SÓ, se tiver sorte da pra tomar a cervejinha do final de semana, pois bem para qm duvida, fiquei 3 meses a primeira vez e voltei com 10mil reais para investir em algo aqui no brasil.. da ultima vez o mero faxineiro trabalhou e foi de ferias para a ilha de BALI,sim, hospedado em resorts e tudo.. e singapura? ahh singapura tecnologicaaa… vcs devem tar se perguntando como? ora na AUSTRALIA agente trabalha pra se VIVER e nao para SOFRER, imaginem quem tem curso entao, como o Eduardo falou… So nao achem que eu desto o brasil.. EU AMO O MEU BRASIL, ja visitei varios lugares e nada como sua terra natal, eu detesto é quem o controla so isso..um exemplo de que como nunca chegaremos aos pes dos outros? simples! na australia os caixas de supermercado EH VOCE QUE PASSA AS SUAS PROPRIAS COMPRAS!! e nao vem alguem dizer q isso um dia dara certo no brasil..bom se fosse… Entao Eduardo estou no brasil pois estou dando entrada no visto de fiancee para minha namorada vamos morar por um tempo ai ou qm sabe pra sempre heheh..meu proximo objetio eh fazer uma facul por ae e me especializar em algo acho q na area de construçao civil haha (conheci uns caras ai que so mandavam e eram podres de ricos) quem sabe agente um dia nao se esbarre pra tomar umas ai haha abraço boa sorte e SUCESSO!

José Eduardo Slompo
112

Fala Eros,

Meu, muito massa ter alguém pra corroborar tudo o que escrevi. Você resumiu muito bem toda a situação quando disse que “na Austrália a gente trabalhar pra viver e não pra sofrer”.

O “mero faxineiro hospedado em um resort em Bali” é algo super comum aqui, como vc mesmo disse. Infelizmente o Brasil ainda tem muito pra melhorar pra chegar nesse nível.

Eu também amo o Brasil e vou voltar pra aí algum dia, mas por enquanto não saio daqui.

Me dá um toque quando estiver por aqui, a gente sai pra tomar umas.

Abraço

william
113

Ola seu Jose Eduardo boa tarde, eu estava lendo sua historia muito boa… Parabéns, e porque eu sonho em sair do Brasil, tenho 24 anos vou iniciar a faculdade, eu sempre quis fazer direito para depois firmar direito ambiental… Penso em engenharia ambiental mais desde quando eu terminei o segundo grau.. Eu tenho medo de física e química, mais vejo a especifica muito boa, como você vive fora do Brasil eu gostaria que você me desse uma noção de trabalhos técnicos ou de superiores que eu estudando aqui possa exercer a função na Europa, eu digo na Europa porque minha namorada mora na Europa ela me disse que uma amiga dela trabalha na Europa e vem uma vez por mês ao Brasil educação a distancia!! Por favor, me da uma luz sobre as formas de trabalhos que quando eu terminar aqui ou se mudar para La possa exercer!! Estou com muita duvida!! E a área de trabalho que eu quero e alguma voltada para o ambiente! Obrigado e boa sorte!

James
114

Olá José. Sou engenheiro civil, e tou pensando ir morar e trabalhar na Austrália. Tenho familia que vive na austrália ha mais de 25 anos, e não sei se isso ajuda a obter mais facilmente o visto de trabalho. Sabes quais são os salários para engenheiro civil? Abraço

José Eduardo Slompo
115

Oi James,

Engenheiro civil também está na lista das profissões pras quais pode-se aplicar pro visto de residência. Os salários são muito altos e a demanda também.

Se quiser que eu te dê um help com o processo, me manda um email (duslompo@yahoo.com.br) que a gente vai se falando.

Abraço

Flávio Oliveira
116

Boa noite José,

Estou indo para Sydney no mês que vem estudar Information Systems em UNSW.
Pretendo trabalhar e gostaria de saber se seria complicado conseguir algum estágio na área de TI com um nível intermediário de inglês.
Te mandei um email também, caso você tenha um tempinho para responder!
Agradeço desde já,
E parabéns por todo o apoio que vem dando ao pessoal,
Abraços,
Flávio.

Eduardo de Gauw
118

Boa tarde.

Gostaria de saber so o senhor poderia tirar algumas duvidas com relação a minha profissão (ja que tentei muitos engenheiros de minha área e simplesmente nenhum me enviou qualquer respostas)?

Sou formado em Tecnólogo em mecatrônica industrial, o curso tecnológico (ou graduação de curta duração) é aceito na Austrália? Como está o mercado para esse profissional?

Também estou cursando Engª de Controle e Automação Industrial, existe boas oportunidades de emprego para esse tipo especifico de engenheiros? Pois tenho procurado em sites de empregos na Austrália e não tenho achado muitos.

Se eu resolver ir como tecnólogo, se quiser continuar cursando engenharia na Austrália, existe curso no período noturno? Se sim, poderia cursar e trabalhar em tempo integral?

Desde já eu agradeço.

Passar bem.

Tiago
119

Opa, tudo bem?
Trabalho na área da TI e gostei muito do seu post, muito motivante!
Cara, eu tenho muita vontade de ir trabalhar em outro país, principalmente na Austrália / NZ. Gostaria de saber se tu possui algum contato com intercâmbios refenretes a outras áreas, mais especificamente a área da comunicação.
Tenho uma namorada de longa data que cursa faculdade de comunicação e gostaria muito de saber como é o mercado para brasileiros em outras áreas… Tem alguma informação que possa me ajudar?
A idéia é que ela vá junto comigo ou após 1 ano.

Obrigado,
Tiago

José Eduardo Slompo
120

Eduardo,

O mercado aqui está bom pra essas áreas sim. Nada fenomenal como TI, mas tá bom sim. Não sei se existem cursos noturnos, mas de qualquer forma vc não vai poder trabalhar em tempo integral com visto de estudante, o que prejudica bastante na hora de procurar emprego (em geral vc só vai conseguir trabalhar como atendente, cleaner, garçom…).

Tiago,

Bad news: a área de comunicação não dá visto de residência aqui na Austrália, infelizmente. A única saída seria vir com visto de estudante pra fazer algum curso de inglês e tentar arrumar trabalho na área dela, mas já adianto que vai ser dificílimo. Trabalhar na área de comunicação é bem complicado pra quem não tem o inglês fluentíssimo e fica ainda mais difícil se não tiver um visto bom.

Bruno Milani
121

Boa tarde Eduardo, parabéns pela boa vontade, paciência e exatidão nas respostas. Bacana mesmo!
Tenho 31 anos, sou Tecnólogo em Processos de Produção pela Fatec (3 anos de curso), mas trabalho a 11 na Ford atuando como Projetista de Produto. Agora procuro vagas de Automotive Product Designer na Austrália, só que um pouco mais ao sul, em Melbourne. Aí vão as dúvidas:
- Sabe como anda o mercado para minha área por aí?
- Já que tenho mais de 8 anos de experiência, sou elegível para um visto de residente?
- Você comentou que demorou 1 ano para conseguir esse visto e gastou uns 15 mil reais. Que tipo de visto você tinha no primeiro ano? O de trabalho?
- E poderia viver aí apenas com esse visto de trabalho (sponsor, né?), sem o visto de residente por 4 ou 5 anos com minha esposa?
- Repetindo a pergunta de um post antigo, como driblou as respostas que recebeu dos sites (seek, my career, etc) de que apenas cidadãos australianos poderiam aplicar para aquela vaga?

Muito obrigado pela ajuda!
Bruno

José Eduardo Slompo
122

Oi Bruno,

Cara, infelizmente não tenho ideia de como tá a sua área por aqui e também não sei se essa área é elegível pro visto de residência.

O processo do visto de residência é feito todo do Brasil, você só muda pra cá depois que já tem o visto na mão. Visto de trabalho é outra coisa, pode ser quando você consegue uma oferta de trabalho (praticamente impossível, nenhuma empresa vai contratar um cara do outro lado do mundo e providenciar toda a papelada de visto baseado apenas em conversas por telefone) ou quando a sua empresa no Brasil te manda pra cá. O bom mesmo é o visto de residência, não tem jeito.

As únicas vagas que exigem cidadania são para trabalhos em órgãos/projetos governamentais, todas as demais vagas também aceitam quem tem visto de residência.

Abraço!

Tais
123

Oi Eduardo.
Queria entender uma coisa: quando vc começou a buscar emprego no seek estava no Brasil e fazia entrevista a distancia? Como conseguiu sair daqui com um trabalho ai na Australia na area desejada – vejo que existem vagas ai
Gostaria de entender como essa união candidato no Brasil e vagas na Australia ocorrem, se foi assim com vc…

Obrigada!

Bruno Milani
124

Legal José,
no seu caso então, uma empresa no Brasil te mandou pra Austrália ou você já havia entrado com um pedido de visto 1 ano antes de deixar o Brasil?
Obrigado novamente!
Bruno Milani

Emerson
125

Olá José! minha dúvida é quanto aos impostos, sabes me dizer o percentual de impostos que um profissional que ganhe na faixa de 75000 a 150000 ano pagaria? pois li que somente de imposto de renda chega a 49% mais estes 10% para aposentadoria o grande salário é ilusão. Também não entendi aquela forma estipular o imposto de renda, tem um valor fixo multiplicado a cada dolar ganho acima do valor mínimo. Se puderes explicar melhor ou indicar links que possamos consultar com mais
informações lhe agradeço.

José Eduardo Slompo
126

Taís,

Antes de mais nada vc tem que ter o visto de residência na mão. Sem ele nem adianta mandar CV, ninguém vai olhar. Uma vez com o visto em mãos, comprei a passagem e um mês antes de vir comecei a mandar meu CV, já deixando bem claro que eu tinha visto de residência e que iria desembarcar aqui no dia xx/xx. Aí foi só fazer as entrevistas e partir pro abraço. :-)

Bruno,

Eu fiz o processo do visto de residência, que leva cerca de um ano pra sair. Com ele em mãos tudo muda, milhares de portas se abrem, só alegria. :-)

Emerson,

Quem te falou em 49% de IR não tinha a mínima noção do que estava falando ou então estava bêbado. São 9% de aposentadoria e mais uns 28% de IR em cima do que sobrou. Praticamente a mesma coisa que no Brasil.

Marcia
127

Oi José!!!
Tudo bem? Antes de mais nada, parabéns pela vitória!!!
Encontrei o seu blog em algumas pesquisas no Google e me interessei bastante. Sou formada na area de TI e voltei recentemente de Brisbane, porém fui lá so pra estudar. Trabalhei no subemprego somente para me manter lá e nem foquei na busca de emprego na área . Mas me arrependi um pouco e agora de volta no Brasil, estou seriamente pensando em voltar mas pra trabalhar na área. O problema é que não tenho muita experiencia e estou pesquisando uma certificação SAP, que uma área que me agrada e que poderia possibilitar minhas oortunidades na Australia, ja que este é reconhecido internacionalmente. Pelo fato de vc atuar na area de TI na Australia, vc acredita que esse seja um caminho adequado?

Anderson Lopes
129

Po, cara.
Mandei um email pra você um pouco mais cedo.
Vc acabou com o meu sono nesses dois dias. Ontem comecei a ler o blog e fui até tarde. Agora vi esse artigo.
Parabéns pela solicitude. Vc tá virando um consultor para assuntos de imigração.

Espero estar indo para a Australia com visto de permanência daqui a alguns meses.
Sobre o processo, posso dar umas informações:
1 – A partir de Julho o processo de imigração vai mudar. Acho que não terá mais o skilled visa. O novo governo é mais conservador e está dando prioridade para os vistos patrocinados. Eu homologuei o meu processo ontem, então ainda estou no processo pela lei antiga.

2 – Apesar de poder fazer o processo sozinho preferi fazer o processo todo com a Bravo Migration que é uma empresa de imigração gerenciada por uma brasileira. Recomendo fortemente. Pra ter ideia, ontem, ela foi pagar os AU$2960,00 para a homologação do meu processo de imigração, mas o meu cartão não passou. Ela pagou com o cartão da empresa pra não atrasar o meu processo. Meu cartão já passou., não dei calote nela. :-)

3 – IELTS: Se vc tiver menos de 35 anos, a nota era 6 em cada um dos skills, mais de 35 anos, 7 em cada. Se vc já tem a experiência, digo que tirar essas notas no IELTS essa é a parte mais difícil. Tentei várias vezes até conseguir tirar a nossa necessária. Fiz aulas com uma examinadores do IELTS, passei 3 meses na Inglaterra estudando ingles. Ou seja, gastei um tempão e um dinheirão só pra isso. A prova custa hoje R$415,00.

4 – Meu processo durou muito mais que 1 ano e meio, mas isso aconteceu por causa do ingles. Mas o certo seria isso mesmo.

Tenho algumas questões em relação à moradia, banco, etc, mas vou tentar tirar depois. Tenho que dormir.
Abraços,

Maurício
132

Grande José Eduardo

Parabéns pelo artigo, bem informativo e conciso!

Queria uma opinião tua. Sou formado em computação, 8 anos de experiência, maior parte em análise e .NET, tenho em torno de 20k guardados, já trabalhei em Londres por 1 ano (na área de TI), mas depois que tive esta experiência fora, a vontade de continuar trabalhando no exterior foi grande, mas em Londres não pude continuar por motivos de visto. Fui apenas para trabalho temporário de 1 ano.

Será que minha situação é bacana caso eu queira aplicar pra um visto de residência?

Valeu e abraços!

Maurício
133

Outra coisa, sabes como funciona pra área médica? Minha namorada é médica aqui no Brasil e também tem muita vontade de morar fora.

Abraços!

jhomara
134

Ola josé eduardo olha obrigado por suas dicas e incentivos, você me encorajou para eu lutar ainda mais por meu futuro e melhoras no lado profissional….

valeu mesmo
abraço

jhomara

Emerson
136

José! uma pergunta direta: Existe algum desfavorecimento para profissional que esteja com 40 anos,inclusive relacionado ao visto de trabalho? Quanto ao idioma, quem não tem inglês fluente tem alguma chance inclusive de espcializar-se em escola na austrália? Sou Analista de desenvolvimento/desenvolvedor, experiência técnica de 15 anos e graduado a nove anos em análise de sistemas, trabalho com a tecnologia Microsoft .NET.

José Eduardo Slompo
137

Oi Jhomara,

Obrigado pelas palavras, bom saber que ajudei. :-)

Oi Emerson,

Me manda um email (duslompo@yahoo.com.br) que conversamos melhor, mas te adianto que suas chances parecem muito boas por causa do seu tempo de formado e de experiência.

Luiz Fernando
138

Parabéns pelo post. Muito bom mesmo. Já estava com vontade de ir pra Austrália antes de ler o post, imagina agora. Tenho uma dúvida: o IELTS ou TOEFL é obrigatório? Tem alguma serventia na Australia?

Muito sucesso!

Rafael
140

Eduardo,

Sou Tecnologo em Redes de Computadores e especialista em virtualização(VMware), você sabe alguma informação sobre o mercado de TI nessa area? Pelo que vi não posso me candidatar ao visto de residente por conta da minha formação…há alguma outra opção?

José Eduardo Slompo
141

Oi Rafael,

Realmente vc não pode aplicar pra residência. A única alternativa seria vc vir com visto de estudante pra estudar por uns 6 meses e, nesse período, tentar conseguir algo na área e, com sorte, um patrão que te sponsore. Não é um caminho fácil, mas tem muita gente que consegue, a chave é ter persistência.

E tem também o visto de Working Holiday, mas ele só se aplica se vc tiver cidadania italiana.

Abraço

Fábio Hayashi
142

Bom dia José Eduardo,

Parabéns por compartilhar suas experiências e estar sempre aqui tirando as dúvidas do pessoal.

Tenha mais de 8 anos de experiência e estou me formando no fim de ano.Gostaria de saber se o curso de técnologo é aceito para o processo do visto?
Abraço.

Marcelo
143

Ola José Eduardo,
Li seu blog e suas dicas e penso seriamente em morar na Austrália, e gostaria de saber se vc tem informações sobre o mercado CISCO, quanto a remuneração, se ha vagas no mercado e quanto ao visto se é acessível?
Um detalhe importante: Não tenho nível superior (técnico, bacharel….), tenho sim o certificado CISCO CCNP VOICE e pretendo evoluir para CCIE (Expert), e a minha dúvida é saber tbm se isso é suficiente para tentar conseguir o visto de residência.
Parabéns pelo serviço de “consultoria” imigratória que tem prestado às pessoas interessadas.
Obrigado.

José Eduardo Slompo
144

Fábio,

O curso de tecnólogo é aceito se vc conseguir comprovar pelo menos 6 anos de experiência como desenvolvedor. É esse seu caso? Se for, me manda um email (duslompo@yahoo.com.br) que a gente conversa em mais detalhes.

Marcelo,

Infelizmente, sem curso superior não vai rolar visto de residência. Sorry pelas bad news, mas é a realidade. :/

Abraços!

Washington
145

Olá José Eduardo,

Li seu post e cada um dos comentários, e fiquei muito empolgado com um relato de um brasileiro com uma experiência internacional bem sucedida, principalmente na Austrália. Tenho 23 anos, sou formado em Sistemas de Informação (Bacharelado) desde Jul/2011, 5 anos de experiência em TI (com aplicaçõesde missão crítica e atendimento onsite aos clientes), inglês avançado (só não é fluente por não praticar diariamente), pretendo me especializar em Bancos de Dados/DBA, e tenho a intenção de passar alguns anos na Austrália.

Pelo que eu já li por aqui, o meu perfil é elegível para o “visto de residência”, mas ainda não pesquisei sobre vagas de trabalho nessa área. A demanda é alta? Há algo com o que o governo australiano costume encrencar na hora de tirar o visto?

Abçs, e muito obrigado aí pela luz! rs

José Eduardo Slompo
146

Fala Washington,

Cara, a demanda pra DBAs aqui é alta sim e acho q vc tem boas chances de conseguir o visto. Me manda um email (duslompo@yahoo.com.br) que te dou um help mais a fundo.

Abraço

Marcelo fernandes
147

Muito legal esse teu relato e dicas.
Tenho uma duvida e gostaria da tua ajuda. Ja morei em sidney durante 6 meses em 2009, porem ainda nao estava formado na faculdade e retornei pra acabar. Acabei saindo do mercado de TI e fiz concurso publico aqui…
Resumindo: me formei mas estou sem trabalhar na area.
Quando trabalhava, era com c# .net e oracle. Hoje em dia penso em retornar prai e trabalhar na area, mas nao eh facil largar tudo e ir pq perdi tempo estudando pra concurso.
O que me aconselharia ? Penso ate em fazer uma pos graduacao e depois ir… O mercado ai anda exigente quanto a experiencia de trabalho??

Abracos

José Eduardo Slompo
148

Fala Marcelo,

O grande problema no seu caso é que, como você não tem experiência, não vai poder tirar o visto de residência, mesmo sendo formado na área. Entrar no mercado de trabalho não seria difícil, você conseguiria uma vaga Junior, mas o problema é que sem visto ninguém vai te contratar, infelizmente.

Marcelo fernandes
149

Entao… Eu tenho experiencia!! Trabalhei 2 anos mas eu nao estava formado… Estou a 2 anos sem trabalhar. Tenho cidadania portuguesa tb e nao sei se ajuda na residencia.
Como junior ai, ganha-se quanto em media ?

Marcelo Fernandes
150

Opa…sou eu de novo. Estou ansioso demais…rsrsrs
Deixa eu só te mencionar umas coisas. Eu tenho 25 anos e atualmente sou servidor publico aqui no RJ. Deixei de trabalhar na área justamente pela politica e influência por estabilidade. Como disse, morei em Sydney em 2009 durante 6 meses pra estudar inglês, mas não havia terminado minha graduação e retornei para isso, e ao retornar entrei no serviço publico e estou aqui.
Porém em novembro, um amigo meu está indo na cara e coragem com a mulher dele para trabalhar em algum sub-emprego, fazer inglês e tentar arrumar algo na área de TI daqui a uns 2 anos.
O meu maior receio é largar a estabilidade daqui e ter que trabalhar com sub-emprego para me sustentar. Como estou formado, mas estou com pouca experiência (1 ano como trainee em C# e Oracle + cursos), estava pensando em justamente tentar arrumar um sponsor para Junior ou Trainee. Acha que é muito dificil ?
Esse meu amigo que está indo me disse que pesquisou e me deu uma alternativa… ir na cara e coragem, trabalhar com sub-emprego, fazer ingles novamente e tirar o IELTS e depois tentar algum curso TAFE (parece que é um curso tecnico) por aí, porque parece que um curso de Pós além de caro, tem que ter o inglês beeeem avançado.

Não penso em com pouca experiência, chegar na australia e arrumar um emprego ganhando $15mil pra cima na minha área. O que eu queria era conseguir arrumar algo que me mantenha no país e eu consiga fazer cursos técnico na area, ou uma Pós. Pelo que vi quando morei aí, acredito que uns $6mil dólares se consiga…sem luxos!

José Eduardo Slompo
151

Fala Marcelo,

Cara, queria poder te dar boas notícias, mas só tenho bad news:
- a cidadania portuguesa não ajuda em nada no processo. A italiana é que ajuda, pois com ela vc pode tirar o Working Holiday
- a experiência na área tem que ser recente, como você já está a dois anos sem trabalhar na área, já não é mais elegível pro visto de residência
- conseguir sponsor estando no Brasil, sem nenhum visto, é praticamente impossível, a não ser que vc seja muito, muito, mas MUUUUUUUUUUITO bom mesmo

O único caminho mesmo é vc vir como estudante pra trabalhar em áreas menos nobres (garçom, faxineiro, atendente etc) e batalhar, primeiro, por uma vaga em IT com visto de estudante, depois pelo sponsor e, finalmente, pela residência. É um longo e árduo caminho, mas não é impossível. :-)

Abraço!

Daniel
152

Fala ai Zé Eduardo, beleza?

Bom queria tirar uma duvida, já tive um visto de estudante negado, fazem 2 meses, to tentando denovo, (fizeram cagada e recusaram direto), não tem jeito, tem q fazer denovo… nesse tempo pensei em Irlanda, Africa do Sul e não dá… Australia é muito mais que isso…

Só que agora a minha namorada vai comigo, ela é formada em Optometria, ou seja ela trabalha com óculos, em Otica, e sabe fazer um óculos, tudo que envolve essa area.

Eu fiz facul de administração e atuo na area de TI, com Citrix e Microsoft, suporte a servidores e estas coisas, trabalhei em várias empresas do ramo… estamos indo praí só esperando o visto sair… a minha duvida é a seguinte, meu inglês tá mais ou menos, e ela é praticamente uma iniciante, acha q temos futuro em nossas areas por ai?? vamos ficar ai 5 meses, a ideia é esticar até 1 ano, fazer o Ielts e tudo mais… tem alguma dica? imagino me virar nos sub emprego e me manter por ai… depois quem sabe com o ingles afiado as coisas clareiem… o que acha?

abraco!!

José Eduardo Slompo
153

Fala Daniel, blz?

Cara, vou ser bem realista: não vai ser fácil. Nas áreas em alta demanda (desenvolvimento de software, por exemplo) já é complicado conseguir emprego com visto de estudante, imagina em áreas não tão bombadas. De qualquer forma, é uma experiência super válida. :-)

Abraço!

José
154

Fala xará, blz

Parabéns pelo post e muito sucesso nessa trajetória. A Austrália é um lugar que sempre sonhei tb, mas ainda não foi possível. Minha dúvida é: sou bastante experiente na área, tenho quase 40 mas meu inglês ainda é intermediário. Será q tenho chances ainda ou já passou o prazo de validade (rs) , visto que, já tenho vida estabilizada com filhos??

Abs

Almir Bispo
156

Fico muito feliz em ver muitos brasileiros abandonarem o país em busca de salarios melhores.Assim sobra mais mercado para os que ficam.Meus negocios vão bombar aqui no Brasil.Boa viagem !!!

Thiago
157

Fala José.. Tudo certo por ai??
Primeiramente, parabéns pelo artigo e pela sua trajetória de sucesso num país estrangeiro. As pessoas que crítcam quem sai do país em busca de melhorar sua vida, são as mesmas que reclamam da falta de segurança para poderem criar seus filhos traquilamente.

Cara, estou indo em novembro para Sydney aprimorar meu inglês.
Vou com visto de estudante, estou a um ano de me formar (Sistemas de Informação), mas resolvi viajar antes pois o visto fica facilitado se eu ainda estiver estudando no Brasil.
Tenho 28 anos, trabalho desde os 18 com T.I. e hoje sou TestLead na empresa onde atuo.
Meu inglês é intermediário, mas tenho consciência que preciso melhorar muito para conseguir uma vaga no meu ramo. Penso em trabalhar nos primeiros 6 meses em sub-empregos e depois partir para a luta por uma vaga em T.I. . O mercado ainda está bom? Tu achas que tenho alguma chance de conseguir ao menos uma espécie se “estágio” em alguma empresa com este visto de estudante?

Muito Obrigado.. Grande Abraço

Eduardo Slompo
158

Fala Thiago, blz?

Cara, vou ser realista: com visto de estudante é complicado, ainda mais por vc não ser desenvolvedor. Claro que sempre há um ou outro que consegue algo, mas venha preparado pra mandar milhões de CVs e ouvir muito “não”. De qq forma, não tenha pressa, quando vc voltar pro Brasil e se completar um ano de formado vai poder aplicar pro visto de residência. :-)

Abraço e boa sorte na jornada

Tiego
159

Eduardo, sou Analista de Negocios no Itau-unibanco, em resumo realizo a gestão dos projetos de TI e a interface entre a a necessidade da área de negocios com a entrega da TI,

Como seria esse mercado na Australia ?

abraços e parabens pelo Blog.

José Eduardo Slompo
160

Fala Tiego,

Cara, essa área é boa por aqui mas infelizmente não está mais na lista de profissões pras quais pode-se aplicar pro visto de residência, saiu há uns 3 anos. Quem sabe não volta no futuro? :-)

Abraço e sorry pelas bad news

Francinaldo
161

Bom dia José Eduardo parabéns pelo excelente Blog tenho umas dúvida estou cursando Gestão de Tecnologia da Informação quero um dia morar na australia mais não falo inglês como o dinheiro que ganho não da pra pagar um curso de Inglês tento aprender asistindo filmes em inglês com lengenda em português, você saberia dizer se esse curso que estou fazendo seria bom para eu conseguir emprego na Australia ? Obrigado.

Fábio
162

E aí José Eduardo, td bem?
Parabéns pela sua iniciativa de ajudar o pessoal interessado em mudar pra Austrália.
Como está a área de desenvolvimento web aí?Estou me formando em Sistemas para Internet(tecnólogo) mês que vem, e tenho experiência de 7 anos na área.Será q sou elegível pro visto?
Abraço e obrigado pela ajuda.

Arthur
164

Opa, achei bem interessante seu post José Eduardo.
Eu tenho experiência em Logística, mas termino em breve um curso de Encanador.
Como é o salário medio de um encanador ae, você sabe?
Tem bastante vagas?
Aqui até que o salário é razoável, porém, a insegurança no Brasil, principalmente no Interior
de São Paulo, esta me assustando.
Minha esposa é formada em ciências contábeis, trabalha a 5 anos no mesmo local, e ganha R$1.700,00 é muito pouco pra quem estudou 4 anos….
Temos 2 crianças pequenas, e estamos cogitando sair do país, a principio pensamos no Japão,
pois ela é descendente, e também nos EUA, mas é muita burocracia nos EUA.
Agora lendo seu post, resolvi pesquisar um pouco sobre a Austrália, e gostei do que vi.
É complicado o visto, é tão burocrático quanto os EUA?
Pois BRASIL esta se acabando, e ninguém faz nada.

Obrigado, aguardo.

José Eduardo Slompo
165

Oi Arthur,

Cara, um encanador aqui vai ganhar fácil uns 30 dólares por hora. Como sua esposa é contadora, acho que ela tem chances de tirar o visto de residência, que é o melhor cenário possível.

Faz o seguinte: me manda um email (duslompo@yahoo.com.br) com a idade dela, o nível de inglês e o tempo de experiência como contadora depois de formada.

Abraço!

José Castro
166

Fala chara, tudo bem?

Então, estou vendo algumas vagas no seek.au e preciso saber de algumas coisas. Aquele valor que colocam nas vagas, é por semana, por hora?

Vaga de exemplo: http://www.seek.com.au/Job/automated-test-analyst-quality-centre-qtp-start-asap-77k-package/in/sydney-sydney/23601391

Sou analista de automação de testes SAP e parece que possuo um campo tão bom quanto aqui no Brasil para trabalhar la na Australia.
Outra coisa, não sei se já perguntaram mas, quanto é o custo de vida para uma pessoa sozinha, sem muito luxo? Não chega a 1500 AUD certo? Posso entrar em contato com você via e-mail?

Abs!

José Eduardo Slompo
167

Fala chará,

Estava em férias e só fui ver emails hoje, aí essa vaga que vc postou não está mais no ar. Geralmente as vagas Permanent anunciam o valor anual ($120k/ano, por exemplo) e as vagas Contractor anunciam por hora ($80/hora, por exemplo).

Me mande um email (duslompo@yahoo.com.br), aí a gente conversa certinho sobre o processo do visto.

Abraço e ótimo 2013!

Guilherme
168

Opa…achei muito bom seu artigo. Tenho interesse em trabalhar/morar no exterior e a Austrália parece ser um belo país para isso, tenho ótimas referências de quem já fez intercâmbio nesse país.

Mandei um e-mail para você, se puder responder agradeço.

abraço

Fábio Beppu
169

Parabéns pelo seu post José Eduardo, são muito boas as dicas que vc passa para o pessoal.
Eu morei em Sydney em 2006 e pretendo voltar pra fazer uma pós graduação.
Será que vc podia me dar uma ajuda em relação as universidades de IT?
Andei pesquisando e parece que o diploma de tecnológo daqui corresponde a um diploma de VET aí na Austrália, e por isso não dá pra fazer uma pós.Isso procede?
Agradeco pela ajuda.
Abraço

wisley
171

Olá Eduardo, então, o mercado ainda anda bem em TI? sou formado a 3 anos e já trabalho a 5+ anos ( 3 de carteira e o restante estágio) com desenvolvimento/arquitetura java web e mobile(android e windows phone)

José Eduardo Slompo
172

Fábio,

As universidades de Sydney que eu recomendo são a Uni NSW e a Uni Sydney, mas eu não sei sobre essa questão do tecnólogo não poder fazer uma pós. Recomendo vc tentar entrar em contato direto com as universidades pra esclarecer esses pontos.

Wisley,

O mercado continua ótimo pra Java, mas como eu sempre digo, o xis da questão não é o mercado e sim o visto de residência. Vc é bacharel ou tecnólogo? Quantos anos tem? Como tá seu inglês?
Me responde por email: duslompo@yahoo.com.br

Wagner Vieira
173

José Eduardo,

Meu no nome é Wagner e também profissional de TI, da área de redes. Compartilho o mesmo sonho que muitos que estão por aqui, o que você já realizou.

Primeiramente agradeço a presteza de você estar ajudando com informações as pessoas por aqui, como eu! Muito sucesso e paz por ai pra você, embora acredito q

Possuo algumas dúvidas e se você pudesse saná-las ficaria muito grato:

1) A melhor forma de ir trabalhar ai na Austrália pelo que eu entendi até agora é conseguir o visto de “Profissional Qualificado”, que é o visto de residência que você se referiu.

2) Como você conseguiu este visto: Sozinho seguindo os procedimentos informados pelo governo Australiano ou você utilizou os serviços de uma empresa de imigração como tantas por aí? Caso sim, qual foi a empresa e qual você indicaria? Caso não, qual o melhor site com todas as informações onde já posso começar a estudar o processo para iniciá-lo?

3) Quanto ao Inglês, tem que ser fluente e sem conversa, correto?

4) Como está o mercado de TI por ai neste início de 2013?

José Eduardo Slompo
174

Oi Wagner,

O mercado por aqui está ótimo e não dá sinais de fraqueza. Acredito que a coisa vai continuar boa por um bom tempo, a não ser que haja alguma crise econômica global muito grande.

A melhor forma de construir carreira aqui é pelo visto de residência – é a entrada pela “porta da frente”. O inglês não precisa ser fluente, isso é mito (claro que quanto melhor for, maiores suas chances na hora de fazer entrevistas).

A questão de usar ou não um agente de imigração é simples: se você realmente quer o visto, use um agente. O processo é complicado, as regras vivem mudando e fazer tudo por conta é bastante arriscado. Você vai até achar casos de sucesso nos fóruns por aí, mas pra cada um que se deu bem fazendo por conta tem dois que rodaram, a diferença é que esses dois não saem pelos fóruns dizendo que se deram mal e perderam uma puta grana. Na verdade perderam não só a grana, mas também o sonho de vir pra cá.

Não vou recomendar o agente que usei aqui, vai parecer que estou fazendo propaganda. Se quiser conversar em detalhes, me mande um email: duslompo@yahoo.com.br

Abraço

Diego Reis
175

Boa tarde Eduado, tudo bem meu amigo,

Sou consultor SAP SD Pleno, e estou planejando trabalhar em outro pais, ouvi dizer que tem muitas vagas de empregos na area e pelo que vi aqui isso e verdadeiro, estou buscando nao so melhorar o meu ingles que nao e fluente, rss.

inicialmente iria como estudante, mas pelo que li aqui no forum, me parece nao ser uma boa ideia, gostaria de saber mais sobre oportunidades ai, sites etc, que possam me ajudar.

e voce esta de parabens por disponibilizar informaçoes que auxiliam os demais que tem o mesmo sonho que vc esta construindo. :)

José Eduardo Slompo
176

Oi Diego,

A área de SAP é boa sim, mas como sempre digo, não adianta sair mandando o CV sem ter o visto de residência nas mãos – ninguém vai nem olhar, não importa o quão bom vc seja.

Vc é formado? Se sim, em que e há quanto anos? Qual sua idade atual? Me manda essas respostas por email pra gente não poluir os comments: duslompo@yahoo.com.br

Abraço!

Renato
177

Boa noite Eduardo tudo bem?
Sou formado em Ciência da computação pela UFES e meu sonho é trabalhar com TI na Austrália. Sou fluente na língua inglesa americana mas tenho duvidas quanto aceitação ao nível superior brasileiro na Austrália, sou do Espírito Santo, tenho experiencia de 3 anos na área técnica em programação C/C++ e Java e curso técnico em informatica com o 2º grau técnico no CEFET(IFES), como posso conseguir um emprego e morar ai trabalhando nesta área? o fato de eu ter feito meu curso superior no Brasil dificulta a realização de meu sonho?Como conseguir e quais os melhores vistos para fazer isto? Com minhas qualificações tenho chance de ser bem sucedido na Austrália com dedicação e força de vontade?
Aguardo ansiosamente pela resposta!

José Eduardo Slompo
178

Fala Renato,

O caminho pra construir carreira por aqui é o visto de residência. O fato de vc ser bacharel vai ajudar e muito. Seu nível de inglês também. Só me diz o seguinte: qual sua idade e há quanto tempo vc é formado?

Me responde por email pra gente não poluir os comments: duslompo@yahoo.com.br

Abraço

José Eduardo Slompo
180

Fala Hugo,

Wed Design está bom, mas tem que ser formado pra poder aplicar pra residência. O que vc entende por Arquitetura da Informação? Arquitetura de sistemas, é isso? Ou é relacionado a segurança?

Abraço

Tatiana Gadelha
181

Olá José Eduardo,

Li sua matéria no site PTI, e gostei muito. Enviei um email pra você, pra tirar algumas dúvidas. Mas vou resumir aqui:
Sou estudante de TI, me formo este ano, pretendo estudar na Austrália ou EUA, para aprender inglês, e também fazer uma especialização na área TI fora do Brasil,de preferência na Austrália ou Nova Zelândia. O que você me aconselha, me matricular daqui em um curso de inglês na Austrália, tirar o visto de estudante, ou ir como turista e me matricular ai, e depois tirar o visto de estudante.Pretendo trabalhar também, por enquanto eu algum emprego sem ser na área de TI, e depois falando inglês procurar algo na minha área.
Larguei minha faculdade de Direito para fazer TI, mas também pretendo terminá-la e me especializar em Direito Digital, pois só faltam 1 ano e meio para o término, e volto no meio do ano.
Tenho 39 anos, e tenho uma boa experiência de trabalho aqui no Brasil. A idade ai na Austrália é um fator que atrapalha? Porque no Brasil é.

Obrigada e agradeço muito se você me responder.

Tatiana Gadelha – Brasília – DF

Emerson
182

José, quanto a entrar em contato com as empresas, qual a dua dica? tentar encontrar o contato com setor responsável(RH) ou por site de vagas? sendo site de vagas consegue-se resultado?

José Eduardo Slompo
183

Emerson,

O melhor caminho são sempre os sites de vagas, mas pra conseguir construir carreira por aqui precisa tirar o visto de residência, não tem jeito. Tentar sair mandando o CV sem ter tirado o visto não adianta nada, ninguém vai contratar um cara do outro lado do mundo baseado apenas em conversas por telefone e ainda por cima providenciar toda a papelada do visto, não importa o quão bom vc seja. Se quiser tirar a prova, dá uma entrada no http://www.seek.com.au e http://www.careerone.com.au, vai ver que ninguém aceita CV de quem não é cidadão ou tem visto de residência.

Abraço

Diego
184

Olá, muito bom o post!

Sabe me dizer se essa realidade também se aplica para os mercados de ERP/SAP ?

abraço

Lucas AlcântaraLucas Alcântara
185

Para reforçar em relação a oportunidades no exterior, busquem informações sobre o CANADÁ!

O Canadá também sofre com a falta de profissionais de todas as áreas, com destaque à quantidade de vagas na área de TI.
Entre 2011 e 2012 tivemos, no Brasil todo, recrutamento realizado por multinacionais Canadenses.
Mas, os salários excelentes a alta qualidade de vida e a pouca exigência em conhecimento e tempo de experiência tem um preço: A maior parte destas empresas são da parte do Canadá que tem como língua predominante o francês (Quebec por exemplo). Por isso, ser no mínimo bilíngue seja a única grande exigência destas empresas.

Com Inglês ou Francês fluente, você tem grande vantagem. Se tiver os dois, BINGO!

José Eduardo Slompo
186

Diego, já respondi seu email.

Lucas, bem lembrado, o Canadá também tem programas de imigração qualificada pra área de TI. Eu inclusive cogitei o Canadá na época em que comecei a pesquisar sobre imigrar, mas me decidi pela Austrália por causa do clima.

Leonardo
187

Legal José. Poderia me dar mais detalhes com relação ao teste de inglês exigido? Qual a média a ser batida / tipo de teste?

Abs!

José Eduardo Slompo
188

Leonardo,

O teste exigido é o IELTS, que vai de 0 a 9, e a nota exigida varia conforme sua pontuação nos critérios do departamento de imigração (baseado na idade, formação, tempo de formado e outros inúmeros fatores).

A grande maioria precisa de 7 ou 8 e alguns raríssimos casos precisam apenas de 6. Cada caso é um caso, se quiser mais detalhes manda um email (duslompo@yahoo.com.br).

Abraço

Ewerton Ribeiro
189

Primeiramente, parabens pelo post Jose Eduardo.
Engracado que recebi o link deste atraves de um amigo e ao fim de ler vi q era de sua autoria. Eu ja acompanhava seu blog (baririensenaaustralia) antes mesmo de pensar em viajar para outro pais, so por curiosidade e tambem por ser um Cientista da Computacao. Hoje sou aluno do Ciencia sem Fronteiras no Canada, morando a 10 meses aqui e digo que a experiencia ta sendo incrivel. Iria te perguntar sobre a nota minima de teste de proficiencia em ingles exigida para se obter o visto permanente mas o amigo na pergunta acima ja lhe perguntou e vc prontamente o respondeu.

Li varios dos seus posts e a vontade de morar fora so aumenta, mas ainda nao me sinto pronto pra isso por falta de experiencia profissional.

Minha pergunta seria, e me desculpe se alguem ja o perguntou, como comprovar experiencia na area de desenvolvimento e o qual exigente as empresas sao no momento de recrutar novos profissionais? Voce fez algum treinamento antes de comecar a trabalhar na empresa q lhe contratou?

Abracos!

José Eduardo Slompo
190

Fala Ewerton,

A comprovação da experiência é sempre através de cartas de recomendação, independente de o cara ser programador, tester, analista, infra etc. É um processo bem simples, eu mesmo nunca ouvi falar de ninguém que tenha tido problemas.

Abraço

João Dias
191

Gostaria muito de troca ideias e experiências com profissionais de TI do Brasil e também os que estão morando e trabalhando na Austrália, pois tenho planos de trabalhar no exterior. Em 2010 estava com tudo preparado para fazer um intercâmbio na Ireland/Dublin, mas acabei desistindo porque na época desencadeou aquela crise absurda na zona do Euro, mas quero retomar meus objetivos.
https://www.facebook.com/joaovaleriolopes

Desde já agradeço a todos.

José Eduardo Slompo
193

Sim, eu tirei a residência antes de vir pra cá, é um processo que vc faz com a ajuda de um agente imigratório. Leva cerca de um ano, mas vale a pena cada centavo. Se quiser mais detalhes manda um email (duslompo@yahoo.com.br), tô sempre ajudando a galera com os detalhes do processo.

Eduardo Uchida
194

José,

Muito legal seu relato…

Cara tô cada dia mais desgostoso com esse país… Penso em me mudar num futuro próximo….

Sabe me dizer se existe algum problema de aceitação do mercado de trabalho australiano em relação a alguém formado como tecnólogo (Fatec)?

Emerson
196

Olá Eduardo!
Tenho uma curiosidade que pode parecer um tanto de insegurança da minha parte mas é uma
preocupação que eu tenho. Quanto ao fato de ser estrangeiro ter formação ter experiência comprovada ser digamos um candidato de bom nível a concorrer por vagas de trabalho aí na Austrália. Este fato não gera por parte dos Australianos um PRECONCEITO uma situação em que o povo australiano sinta-se descontente com o fato de perder suas oportunidades para brasileiros e isto acabe garando aquele velho enfoque: “vamos explorar os tupiniquins do brasil” como fica estas relações nas empresas?

Emerson
197

Eduardo!
tenho experiência comprovada de mais de 18 anos na área de ti como analista desenvolvedor de sistemas desde o clipper ate web hoje em dia. trabalho diariamente com ferramentas da microsoft(framework .net, asp .net, vb .net , c# sistemas para desktop web , intranet etc.) trabalhei em fabricas de software e trabalho hoje em grande empresa sendo responsável por toda a parte de arquitetura, projeto análise e desenvolvimento de softwares em áreas variadas. Sou formada desde 2002 em análise de sistemas e leciono tendo pós em licenciatura de graduação. Pergunto sabes qual a valorização que meu nível de experiência pode ter por aí? Ao mês falando em salário qual seria ou como poderia ser o valor mensal? quanto nas empresas, este nível de profissional é bem valorizado ou perde a valorização por ser estrangeiro?

Mais uma vez lhe agradeço as respostas.

Marcos
198

Fala galera !! Muito legal as informações aqui postadas por todos vcs . Eu realmente ando desgostoso com nosso País e penso em novamente me mudar do Brasil ( Morei em DC 2 ANOS E MEIO). Atuo no setor de TI cerca de 10 anos passando pelo Suporte até Testes de Sistema area em q atuo hj. Cidadania Italiana é mais viável para tentar o permanente por aí ? E em relação a idade ? Hj com 39 anos quase completos acham que isso pode atrapalhar ? Realmente será de grande utilidade a informação de vcs !! Obrigado e boa sorte a todos nós !

José Eduardo Slompo
199

Fala Emerson,

A Austrália é um país extremamente diversificado e multicultural. Aqui tem gente de todo canto do mundo, os australianos já estão acostumados com isso e eles sabem o quanto nós imigrantes somos importantes pro país, por isso no tratam super bem. Não se preocupe com isso.

Sua experiência é ótima e vc não teria dificuldade nenhuma em conseguir emprego, desde que tenha o visto de residência. Sua formação é bacharelado ou tecnólogo? De quantos semestres foi? Como tá seu inglês atualmente? Me manda essas respostas por email (duslompo@yahoo.com.br) e a gente conversa sobre a possibilidade de vc aplicar pro visto de residência.

Sobre salário, um arquiteto de software vai ganhar no mínimo uns AUD 130k/ano como permanente (equivalente ao CLT no Brasil) ou uns AUD 700/dia como contractor (equivalente ao PJ no Brasil).

Abraço

Marcos,

A cidadania italiana só ajuda pra quem tem até 30 anos, pois dá direito ao visto de Working Holiday. No seu caso, tem que partir pro visto de residência. A idade não é problema, mas temos que analisar outros fatores: vc é formado em quê e há quanto tempo? É bacharel ou tecnólogo? De quantos semestres foi a faculdade? Me manda um email (duslompo@yahoo.com.br) e a gente vai se falando por lá.

Abraço

Paulo Júnior
200

Uffaaa!!! Terminei de ler tudo…. Me interessei d+ pra ir morar na Austrália, tenho 23 anos
Comecei agora nos estudos,infelizmente meio tarde… Hehehe.
Estou fazendo curso tecnico em informática, me formo ano que vem. Você tem alguma dica pra me dar? Devo me formar na faculdade primeiro antes de querer ir pra Austrália? O que mais eu posso fazer pra sair deste país corrupto, injusto, sem respeito, educação e tudo mais que vocês jah sabem? Obrigado pelos posts e experiencias de todos vocês ajudaram e muito.

Rafael
202

José,
Li em um de seus comentários que o Governo da Austrália pública anualmente as vagas que eles disponibilizam para tirar o visto de trabalho, hoje moro no Brasil, cidade vizinha de onde você se formou (Araraquara) rs, meu maior sonho é conseguir uma vaga no exterior, onde eu posso ver essas vagas publicadas que pode se tirar o visto de trabalho? Me encaminhe por e-mail por favor!

Muito obrigado!

Danilo Frediani
204

Bom dia José,
Estou a um ano com vontade de mudar de pais, e minha maior vontade é ir para Australia, também pensei no canadá, mas como você tb estou pensando no clima.
trabalho na area de Suporte e Infra de TI, a questão é que sou casado e tenho 02 filhos pequenos, isso dificulta o processo?
Onde consigo maiores informações dos agentes de imigração ?

Camila Haro Sell
205

Gostaria de parabenizar sua iniciativa e parceria, através do site e do blog, José Eduardo Slompo.

Eu e meu marido temos 3 filhos, e estamos buscando um lugar com um conjunto de valores e oportunidades para nossa família. Em nossa terra natal, já Há algum tempo, nos sentimos desgostosos e sem esperança, no que diz respeito à educação, segurança, infraestrutura e oportunidades para nossas crianças.

Escolhemos a Austrália, e usamos da internet para nos informarmos. Como um novo ano está iniciando, queremos logo tirar algumas dúvidas, cujas respostas irão definir nossa ida à Austrália.
Meu marido é formado hà 13 anos, em Ciências da Computação, tem largo conhecimento na área (maiores detalhes só com ele mesmo rsrsrs). Ele completa 41 anos no final deste ano.

Tenho experiência com atendimento ao cliente e rotinas administrativas, mas aceito trabalhar em qualquer coisa (respeitosa, claro).

É muito difícil dele (meu marido) conseguir que seu diploma seja reconhecido aí na Austrália? Isso é realmente necessário? Para que consigamos levar nossas 3 crianças junto, eles precisam passar por qual processo? Atualmente, nenhum deles fala inglês.

Gostaria muito de manter contato.
Mais uma vez, parabéns pela iniciativa.
Sucesso!!!

Igor
207

Gostaria de parabenizar o seu post, muito rico em detalhes, e li quase todos os comentários que me ajudaram bastante.

Cheguei a conclusão que Austrália é a melhor opção em meu caso. Tenho 9 anos de experiência e especializações de infraestrutura de TI como certificações Oracle, Microsoft, Vmware..

Gostaria de saber qual agência posso confiar? Pois a que estou em contato me pediu uma entrada para fazer uma entrevista comigo e entender o meu perfil, e o valor estimado em $8.500 para o processo de um ano de duração.

Obrigado Eduardo.

José Eduardo Slompo
208

Fala Igor,

Preifo não citar nenhuma agência aqui pra não parecer q tô fazendo propaganda (tem gente que vai achar isso, pode ter certeza). Me manda um email (duslompo@yahoo.com.br) e a gente se fala melhor.

Abraço

Ygor
209

Olá Jose, eu trabalho com TI a quase 10 anos com suporte de servidores Windows/VMWare/Citrix em uma multinacional de TI Americana, minha esposa pensa em fazer pos-doutorado na Australia, pelo que li eu consigo o visto junto com ela, voce acha que nessa situaçao eu conseguiria algum emprego interessante por aí? Obrigado

José Eduardo Slompo
210

Fala Ygor,

Sim, sem dúvida. O seu visto vai te dar o direito de trabalhar full-time, aí só vai depender de vc. Dá uma gás no inglês, turbina o CV e já era, cedo ou tarde vc arruma algo. Emprego não falta, isso é fato.

Abraço e boa sorte na jornada

Ygor
211

Oi José, Obrigado pela resposta.
Eu já falo ingles, e no mes de Junho iremos a Sydney pois minha esposa terá um congresso lá, vamos aproveitar a viagem para conhecer um pouco do dia a dia daí, nós já moramos alguns meses na Alemanha e vamos ver se vale a pena ir para Austrália ou voltar pra Alemanha, quanto ao CV com certeza precisarei atualizar minhas certificações e se tem muita vaga acho que nao terei problemas pra arrumar algo, pois a empresa que eu trabalho tb tem aí então pode ser que abra as portas. Obrigado

Fillipe
212

Olá José.

Estou afim de trabalhar na área de TI na Austrália. Sou formado Tecnólogo e tenho uma dúvida sobre os 6 anos de experiência. Estes 6 anos para tecnólogo precisam ser depois de formado ou contam também os anos antes de formado?

Estou tirando a certificação MCDS (.NET Web Developer), isso ajuda alguma coisa?

E para comprovar a experiência em trabalhos PJ, servem as notas fiscais emitidas?

Obrigado!

José Eduardo Slompo
213

Fala Fillipe,

Os seis anos só contam depois de formado. A certificação vai ajudar na hora de buscar emprego, mas pro processo do visto não vai mudar em nada. Até onde sei, notas fiscais não são suficientes, precisa de cartas de recomendação.

Abraço!

Fillipe
214

Valeu José!

Ainda faltam 2 anos pra completar os 6 de experiência depois de formado, o jeito é aguardar e ver como estará o processo e o mercado em 2016.

Abs!

Gustavo Ferreira
216

Olá José,
Sou desenvolvedor Java, fiz faculdade de Analise de Sistemas de 8 semestres e me formei em 2009. Tenho interesse primeiro em fazer um intercambio de 6 meses na Austrália com visto de estudante para estudar inglês e me adaptar ao país e depois tirar o visto de residente para trabalhar na minha área. Sabe se com visto de estudante tem algum trabalho ou estágio de 20 horas semanais para TI? Quais são as principais cidades polos de TI? Os cursos de Pós Graduação ou mestrados na nossa área de TI são de boa qualidade?

Desde já agradeço porque o blog está ajudando bastante.

José Eduardo Slompo
217

Fala Gustavo,

Cara, vou direto ao ponto: com visto de estudante é meio complicado conseguir algo. Vc vai conseguir com facilidade trabalhos que não exigem qualificação (faxineiro, garçom, atendente etc), mas trabalho qualificado é mais complicado. A grande maioria das empresas só contrata quem tem visto que permite trabalhar 40 horas semanais (visto de residência ou de working holiday), infelizmente.

De qualquer forma, venha pra dar um up no inglês e também já conhecer o país. Se vc gostar (o que provavelmente vai acontecer), volta pro Brasil e aplica pra residência daí. :)

Respondendo à outra pergunta: Sydney, Melbourne, Perth, Adelaide e Brisbane são as principais cidades pra quem procura emprego em IT.

Abraço,

Roberto
218

Fala José, tudo bem?

Sou profissional de TI com quase 10 anos de experiência, e tô com planos de aplicar pro skilled visa. Posso te mandar um email com umas pequenas dúvidas?

Muito obrigado :)
Um abraço,
Roberto

Larissa Carvalho
220

Parabéns pelo seu post, muito interessante.

Eu sou surda, tenho 21 anos. Eu trabalho na area de TI por 3 anos e meia (com 2 anos era aprendiz) e agora sou analista de TI.

Ano que vem, vou fazer intercambio p/ AUS com o visto de estudante. Pra estudar ingles, depois desse curso ingles por 1 ano ou 6 meses(ando pensando ainda) até eu sei de tudo e vou fazer a faculdade na AUS, o curso seria TI mesmo e procurar o emprego de TI pra conseguir o visto de residencia ? Acha que eu sou capaz de conquistar, mesmo sendo surda… ;/

Lá tem vagas pra surdos na area de TI ?

Obrigada pela atenção. :D

José Eduardo Slompo
221

Oi Larissa,

Acredito que ser surda não vá ser um problema pois a Austrália é um país que leva acessibilidade muito a sério. Claro que não tenho como garantir 100%, afinal só estando na situação pra poder ter uma opinião abalizada, mas a impressão que tenho é que vc não vai ter problemas com isso.

Se tem algo que pode ser um problema é, na minha opinião, o custo desse projeto todo. Fazer faculdade aqui é caríssimo pra quem não é cidadão ou tem visto de residência, é só dar uma pesquisada nos sites das principais universidades que vc vai ter uma noção do quão altos são os valores.

No mais, não vejo o que possa dar errado. Se vc tiver o dinheiro, vai fundo! :)

Abraço e boa sorte na jornada

Larissa
222

Ok, muito obrigada.
Tenho duvida ainda, acha que devo fazer a facu aqui antes de ir ? Fiz e parei no primeiro semestre na anhembi, Sistemas da informação pois me interessei mt em fazer intercambio e conhecer o mundo rs. Já fiz o curso técnico informática d ETEC.

Como conseguir o visto de residencia ? Pelo menos, sei que casar com um australiano e tal rs.

José Eduardo Slompo
223

Se vc tiver condições ($$$) de fazer a faculdade aqui, sem dúvida é melhor. Se não tiver, faça aí mesmo e qd completar um ano de formada vc já vai poder iniciar o processo do visto de residência.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


três × = 21

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>