Salary Survey 2011 – Pesquisa Salarial de Nível Global

Em Novembro passado a Robert Walters, uma das líderes globais em recrutamento, divulgou o Salary Survey 2011, uma pesquisa salarial de nível global que abrange várias áreas de atuação (vendas, finanças, RH, marketing, contabilidade, IT…) e é um ótimo termômetro pra gente saber se nosso salário está alinhado com a média na região e também pra comparar com profissionais da mesma área em outras regiões do globo.

O Survey é extremamente detalhado e abrangente, e abre um leque imenso de possibilidades de análise. Os únicos pontos negativos ficam por conta da ausência do Canadá e de apenas 10 páginas dedicadas aos EUA, cobrindo apenas New York.

Nesse post vou analisar o Survey do ponto de vista de um profissional de IT, mais especificamente um desenvolvedor de software, que é a minha área. Se você é de outra área e quer dar uma analisada no Survey, vá em frente, eu recomendo: SALARY SURVEY 2011.

O foco maior dessa análise é fazer uma comparação dos salários em diferentes cidades dentro da Austrália (Brisbane, Melbourne, Perth e Sydney), mas também vou gastar um tempinho mostrando algumas cidades economicante representativas ao redor do mundo como Londres, Dublin, Tokyo e Shanghai. É claro que uma análise salarial deve ser sempre relativa e levar em consideração o custo de vida e a carga tributária de cada local, mas isso já seria demais pra um post só…

CIDADES AUSTRALIANAS

Em Perth (página 196), a menor e mais tranquila dentre as quatro cidades analisadas (1,6 milhão de habitantes), um Software Developer está tirando entre 55 e 125 mil dólares anuais trabalhando como Permanent (o equivalente ao CLT no Brasil) e de 45 a 90 dólares por hora trabalhando como Contractor (o equivalente ao PJ no Brasil).

Em Brisbane (página 172) um ponto interessante: mesmo sendo uma cidade maior que Perth (2 milhões de habitantes), os salários pra TI são menores: 50 a 95 mil dólares anuais como Permanent e 50 a 90 dólares por hora como Contractor.

Vamos agora para as duas principais cidades do país. Começando por Melbourne (página 186), a variação do salário de um Permanent é de 70 a 130 mil anuais, enquanto um Contractor recebe de 40 a 95 por hora. Está melhor que Brisbane mas praticamente igual a Perth.

Já em Sydney (página 209), a principal cidade australiana em termos econômicos, um Permanent tira de 60 a 130 mil anuais e um Contractor tira de 50 a 90 por hora. Resumo da história: tá na mesma que Melbourne e Perth.

A grande diferença é quando analisamos a área de TI em bancos (página 207), que é onde se ganha mais dinheiro: Sydney oferece salários de 100 a 130 mil anuais pra um Permanent e de 80 a 105 por hora pra um Contractor, valores que dificilmente serão batidos em algum outro lugar do país.

OUTRAS CIDADES DO MUNDO

Separei algumas cidades ao redor do mundo com fatos interessantes quando o assunto é salário em TI:

Em Londres (página 33) um Java Developer tá fazendo de 45 a 70 mil libras anuais como Permanent e de 37 a 50 por hora como Contractor. O curioso é que lá esses são os mesmos valores de um Project Manager!

Em Dublin (página 76) a faixa é de 40 a 60 mil euros anuais pra Permanent e de 20 a 30 por hora pra Contractor. Interessante notar que mesmo Irlanda e Inglaterra sendo dois países pertencentes ao Reino Unido, os salários são muito melhores em Londres(sem contar que a libra vale mais que o euro).Vamos agora pra Shanghai (página 238), onde o salário de um Software Developer vai de 100 a 500 mil yuans por ano, o que significa uma variação de 400% entre o menor e o maior salários!

Pra finalizar, não posso deixar de fora Tokyo (página 300), que apesar de chamar atenção pelos salários na casa dos milhões de ienes, quando fazemos a conversão da moeda (1 dólar = 77 ienes) percebemos que são salários normais: 6 a 9 milhões de ienes pra um Senior Software Developer.

É SÓ O COMEÇO…  Como eu disse no começo do post, daria pra passar horas analisando os números do Survey e fazendo as mais variadas análises e comparações.

Uma possibilidade de análise interessante que o Survey proporciona é a de comparação dos salários de 2011 com os de 2010. Não cheguei a olhar, mas seria interessante pra tentar caçar possíveis efeitos da pequena crise econômica de 2011, que começou na Grécia e atualmente está por toda a Europa, sobre cada área de atuação em específico.

Outras possíveis análises: que tal comparar os salários de São Paulo com os do resto do mundo? Ou então as diferenças entre um Analista, um Gerente e um Diretor em uma determinada área?

As possibilidades são inúmeras. E você, qual análise vai fazer? Desafio você leitor a vasculhar o Survey em busca de análises curiosas e interessantes e postar aqui como comentário. O Survey tá aí, é só abrir e se divertir com os números. :-)

José Eduardo Slompo

Mais artigos deste autor »

PARA SABER MAIS SOBRE O DIA-A-DIA E O MERCADO DE TRABALHO NA AUSTRÁLIA OU ATÉ MESMO PARA TIRAR DÚVIDAS SOBRE O VISTO, ACESSE MEU BLOG: http://baririensenaaustralia.blogspot.com.

Desenvolvedor de aplicações Java EE, formado em Engenharia de Computação pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) em 2006, já passei por 4 empresas no Brasil (uma pequena, uma média e duas multinacionais), morei 3 meses em Shanghai, China, onde fui líder do time brasileiro em um projeto, e atualmente estou morando em Sydney, Austrália, com visto de residência e como consultor de desenvolvimento Java EE.


1 Comentários

Exe99
1

O quão “confiável” é esse pesquisa? Porque pelo menos as pesquisas nacionais são geralmente bastante criticadas pelos profissionais da área de TI.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>