Atenção! Hackers invadem o Twitter e disponibilizam dados de 58 mil contas

Ontem um grupo de hackers invadiu o sistema do Twitter e roubaram quase 60 mil dados de contas de usuários. Os nomes, e-mails e senhas roubados foram divulgados no site Pastebin. Até o presente momento sabemos que estão inclusos na lista muitas contas de brasileiros e de celebridades.

O website Aidemon.net, um dos primeiros a noticiar o ocorrido, aconselha a todos os usuários do Twitter à procurarem as páginas com as listas de nomes das contas roubadas e dar um Ctrl + F , digitar seu nome ou e-mail, para pesquisar e averiguar se seus dados estão na lista. Segue abaixo as cinco listas disponíveis para consulta:

Lista 1, Lista, Lista 3, Lista 4, Lista 5

Considerando o aumento das atividades hackers na rede, a Websense Security Labs divulgou hoje, em seu Relatório de Ameaças Websense 2012, as principais causas do crescente roubo de dados na web, são eles:

  1. Redes sociais populares e atraentes
  2. Infiltração evasiva de malware difícil de ser detectada
  3. Roubo sofisticado de dados confidenciais dos usuários/clientes.

Segundo a empresa, os responsáveis pela segurança de TI devem se atentar para o fato das defesas tradicionais não funcionarem mais, atualmente precisamos de defesas em tempo real, analisando profundamente o conteúdo de entrada de cada site e e-mail e a saída de dados sensíveis. “Esta nova geração de hackers utiliza diferentes pontos de dados e vetores de ameaça para escolher suas vítimas, muito estão adotando a engenharia social, já que em questões de segurança, o fator humano é  o mais fraco e suscetível a falhas. A solução está em conhecer todo o ciclo de vida das ameaças e combinar as informações de cada fase”, afirmou Charles Renert, vice-presidente da Websense.

Alguns dados do relatório que chamam a atenção:

  • 43% de todas as atividades no Facebook envolvem a transmissão de mídia, o que inclui vídeos virais. Os vídeos são verdadeiras amardilhas para a curiosidade humana, prometem desde brindes falsos à pesquisas on-line. Vídeos como estes estão cada dia mais presentes nas redes sociais.
  • 50% dos malware são redirecionados aos Estados Unidos e 60% dos ataques de pishing estão hospedados lá. Canadá aparece como a segunda opção nos dois casos.
  • Em torno de 75% dos e-mails enviados são spams (notificações de pedidos e entregas, informações sobre a restituição de impostos, fotos pessoais ou de amigos, etc). Nota-se uma queda em relação aos anos anteriores, mas ainda demonstra o longo caminho que temos que percorrer para garantir uma segurança mais eficaz na web.

Com informações de  Boing Boing e DecisionReport.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


5 − = zero

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>