Bing terá novo design e integração com Facebook

Depois dos rumores da venda do Bing para o Facebook e das calorosas discussões entre os acionistas da Microsoft, foi anunciado que a ferramenta de busca da empresa receberá um novo design e terá maior integração com Facebook e de outras redes sociais, como o Twitter. Diante dos prejuízos contabilizados em mais de US$6 bilhões com a ferramenta desde seu lançamento em Junho de 2009, as novas medidas aparentemente são frutos da tentativa desesperada em se tornar uma concorrência efetiva para o Google.

O design conta com uma nova barra lateral, que tem o objetivo de conectar os usuários com os amigos e outros conhecidos do Facebook que podem oferecer alguma ajuda relacionada ao termo da busca. Para tal inovação, a empresa se baseou em resultados de pesquisas que confirmam que 90% das pessoas consultam um amigo ou especialista antes de tomar qualquer decisão em suas vidas.

O novo serviço aparece no lado direito dos resultados e inclui um recurso já existente no Facebook apelidado de Friends You May Know, isto é, algumas sugestões de pessoas que você possa conhecer. As sugestões são baseadas nos temas em comum entre os perfis (do Facebook) – com base no que eles gostam, suas informações da rede social ou fotos compartilhadas, para que o usuário possa perguntar a outras pessoas sobre experiências relevantes e consultar suas opiniões de forma simples, relatou a Microsoft em seu blog.

Com esta nova ferramenta, ao pesquisar pontos de mergulho no Brasil, por exemplo, você pode descobrir que um de seus amigos tem várias dicas sobre a experiência e sabe um ótimo local, com base em fotos de sua última viagem.

As mudanças no buscador serão liberadas para usuários americanos ainda nas próximas semanas e posteriormente ao Reino Unido. De acordo com Marcos Swarowsky, da divisão de publicidade on-line da Microsoft Brasil, é prioridade da empresa neste momento trazer o produto para cá devido ao potencial do mercado, cada dia mais em expansão, e ao tipo de usuário que se tem aqui, definido como “tecnologicamente avançado” pela empresa. O foco agora é gerar resultados satisfatórios de busca para as características do país e combater a sobrecarga de busca de um modo geral.

Além da integração com  Facebook e outras redes sociais, o buscador oferecerá uma coluna no meio chamada de Snapshot, a qual possibilita o usuário realizar tarefas, como reservar ingressos para um show, sem sair do Bing e apenas passando o mouse sobre um resultado relevante.

Será que as medidas aumentarão as chances do Bing ficar a altura do Google Search?

Com informações de  BBC e Telegraph


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>