Gestão com Pessoas: O que um líder deve oferecer?

Quando leio livros como “O Monge e o Executivo”, fico pensando sobre a grande questão que é servir e ser generoso para com a equipe.  Já começo aqui dizendo que generosidade não significa dar apenas aumento salarial, e mais ainda não é dar aumento salarial sem justificativa. Um líder deve ter muito mais a oferecer aos seus liderados e é isso que quero explorar.

gestao-pessoas-oque-lider-deve-oferecer

Michael Youssef *, no livro “O estilo de liderança de Jesus”, lista três coisas fundamentais que um líder deve ter e doar com generosidade.  São eles:

a) Tempo – doe o seu tempo, ou invés de reservar todo o tempo para si mesmo, o líder o usa de várias maneiras para servir aos seus liderados e ouvir sua equipe.

b) Atenção – O simples fato de um líder demonstrar interesse pelo problema do seu liderado, o faz um grande amigo, mesmo que ele não tenha como resolver o problema, mas a atenção de alguém ajuda muito uma pessoa a descarregar suas aflições e angústias, em meio a uma crise.

c) Experiência – Os melhores líderes aprenderam muita coisa durante a sua escalada até o cargo que ocupam. Quando alguém os procurar, tenha a maior boa vontade em compartilhar sua experiência.

Mas para servir um líder precisa superar as tentações, que farão parte da sua caminhada:

a) Poder – O abuso do poder é quase sempre verbal, há lideres que lançam mão dos seguintes meios:

  • Persuasão e manipulação – não estou falando de influência, mas de controlar diretamente ou indiretamente uma pessoa para atuar de acordo com os desejos do “líder”;
  • Criam sentimento de culpa, vergonha ou ignorância – rebaixando e até mesmo ridicularizando seus liderados;
  • Fazem ameaças e apelam.

b) Ego – O líder competente, tendo ele próprio senso de satisfação e autoestima, faz questão de prestar reconhecimento àqueles que o ajudam. Eles não tomam para si a glória que pertence a outros. O verdadeiro líder se considera parte de uma equipe. Não procura recompensa para o seu ego, mas se a recompensa vem, tem prazer em dividir com os outros.

c) Ira – muitas vezes nos iramos de forma justa, porque nos sentimos frustrados e ansiosos, mas essa ira deve ser controlada. É muito comum quando nos encontramos em situações difíceis, despertarmos esse sentimento, mas o autocontrole deve persistir.

Sim ser um líder servidor exige muito mais do que pensávamos e como falei anteriormente não tem como fazer download da internet.  A filosofia oriental diz “Não buscamos imitar os mestres, procuramos o que eles procuravam.”, então não desista em sua caminhada.  Força e coragem na busca pela excelência em sua liderança, sabendo que quanto mais você der, mais você receberá.

Fonte: http://www.leadingtheway.org

* Michael Youssef, Ph.D., is the Founder and President of Leading The Way with Dr. Michael Youssef, a worldwide ministry that leads the way for people living in spiritual darkness to discover the light of Christ through the creative use of media and on-the-ground ministry teams. His weekly television programs and daily radio programs are broadcast in 20 languages and seen in more than 190 countries — airing 3,800 times per week. He is also the founding pastor of The Church of The Apostles in Atlanta, Ga.


Profissional com mais de 20 anos na área de Tecnologia da Informação. Graduada em Processamento de Dados e Pós-graduada em Gestão Empresarial.

7 Comentários

Cesar Kuehl
1

Gostei muito do artigo, também já li “O Monge e o Executivo” e realmente a liderança é uma arte a ser dominada, acredito que são poucos os que conseguiram, existem muito mais “chefes” do que “lideres” por aí.
Vale ressaltar que no livro ele ainda menciona que existem pessoas que embora não exerçam um cargo de liderança, são vistos como líderes pelo seu caráter e pela forma como conduzem os problemas do trabalho.

Leandro de Almeida
2

O Monge e o Executivo foi um dos melhores livros que já li na minha vida, se não o melhor.

Ele ensina como alcançar o sucesso servindo aos seus funcionário, clientes e aos que estão a sua volta, ao contrário do que prega o mundo capitalista que é “engolir” o próximo, dar esporro e punir.

Ótimo texto que me fez voltar há 4 anos atrás quando li esse livro e só por isso vou ler novamente.

Renata Lopes
3

Cesar é isso mesmo, um líder não precisa de cargo. Cada um pode desenvolver esse potencial e fazer acontecer. Obrigado pela leitura e comentário.

Renata Lopes
4

É um ótimo livro Leandro, eu gosto muito dele e de mais uns 100. Liderança servidora é um tema apaixonante. Obrigado por ler e comentar meu post.

Marcelo Costa Almeida
5

Renata.

Mais uma vez, parabéns por mais um post interessante. Realmente lidar com pessoas é uma tarefa muito difícil, ainda mais nós de TI que somos acostumados a lidar com sistemas e máquinas (que é totalmente diferente).
Ainda não li o livro O Monge e o Executivo na íntegra, li algumas partes. Minha meta, ainda para este ano, é ler este livro na íntegra e sem interrupções. Atualmente tenho lido outros livros mais técnicos.
Obrigado e aguardo seus próximos posts.

Jonas Pereira Gonçalves
6

Ótimo artigo, procuro agir conforme a orientação da Renata embora seja difícil mas vale a pena.

Renata Lopes
7

Ola Marcelo e Jonas,

Muito obrigado pelos comentários de vocês. É sempre bom trocar experiências com os colegas de TI e ver que mais pessoas buscam se especializar e serem líderes melhores.

Abraços

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

*

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>