Número de malwares para Android aumenta mais de 1000% apenas no 1º trimestre

Até dezembro do ano passado, o número de malwares para android contabilizava 600 casos identificados. Inacreditavelmente em março deste ano já eram 7 mil. Dados mostram que houve um crescimento de 1.200% no primeiro trimestre de 2012, de acordo com o mais recente relatório da McAfee, empresa de segurança.  Ainda segundo a empresa, o número de ameaças em geral teve acréscimo, não só para androids.

O número de malwares subiu consideravelmente em todas as plataformas, somando mais de 8 milhões de novos vírus detectados nos três primeiros meses do ano. A quantidade de amostras coletadas pela empresa foi elevado de 75 milhões para 83 milhões. Até o final do ano, as estimativas prevêem a descoberta de mais de 100 milhões de ameaças.

Os números são diferentes quando se fala em spams. Eles têm sofrido uma crescente queda sem antecedência parecida. Os casos não passaram de 1 milhão de mensagens mensais em março, uma redução significativa se comparado aos anos anteriores. Os países com maior redução do número de spams são o Brasil, a Indonésia e a Rússia. Já a China, Alemanha, Polônia, Espanha e Reino Unido ainda sofrem com o aumento do número registrado de spams.

Mas não há muito que se comemorar por aqui, já que as redes de computadores zumbis utilizadas por cibercriminosos em ataques, conhecido como botnets, aliada a queda dos spams aumentou consideravelmente no mesmo período. Em seus momentos de pico chegou a 5 milhões de infecções.

O vice-presidente sênior do McAfee Labs, Vicent Weafer, disse em nota que “As mesmas habilidades e técnicas que foram usadas na plataforma PC estão cada vez mais se expandindo a outras plataformas, tais como dispositivos móveis e Mac, e como mais casas e empresas utilizam essas plataformas os ataques vão se espalhar”.

O infográfico das ameaças existentes para o sistema operacional aponta que os trojans representam 84% do total. Seguido pelos Hack-tool (6%), Spywares (4%), aplicações (2%), adwares (2%) e trojan-downloaders (2%). O espantoso crescimento para o número de ameaças para Android é explicado pelo aumento das vendas do mesmo. Quanto mais usuários utilizando um sistema, maiores são as chances dos crackers espalharem malwares.

Com informações de Seattle Govern e H-Online.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


− três = 6

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>