Estados Unidos volta a ter computador mais rápido do mundo, ultrapassando Japão na liderança das supermáquinas

O primeiro lugar no ranking dos supercomputadores mais rápidos do mundo é novamente ocupado pelos Estados Unidos. Depois de um tempo em segundo lugar, a América garante o primeiro lugar com a criação do Sequóia, da IBM. Agora, em segundo lugar, se encontra o Japão, com o K, da Fujitsu.

Durante muito tempo o K foi considerado o mais rápido do mundo e chamava a atenção pela precisão aliada a velocidade dos cálculos. Para ultrapassar o Japão, os americanos investiram em um computador capaz de fazer em apenas uma hora cálculos suficientes para quase 7 bilhões de pessoas (nada mais, nada menos que todas as pessoas do mundo) utilizando apenas a calculadora por 32 anos consecutivos

Ao comparar as duas superpotências digitais, você percebe a ligeira diferença de 1,55 vezes mais velocidade e maior quantidade de processadores do computador americano frente ao japonês. O Sequóia está atualmente nas mãos do Departamente de Energia Americano, no  Laboratório Nacional de Lawrence Livermore (Califórnia).

O que significa ter o computador mais rápido do mundo?

O país que possui o computador mais veloz do mundo garante o aumento da confiança da sua população – e de todo o mundo – sobre seu poder e arsenal nuclear. É uma ótima campanha de marketing para intimidar outras nações. O computador servirá para novas pesquisas e testes para aumentar a vida útil de suas armas nucleares em processo de deterioração.

Histórico da corrida das supermáquinas

O primeiro computador a se declarar o mais rápido do mundo foi o CM-5/1024, da empresa Thinking Machines, no ano de 1993. Para se ter uma idéia dos avanços da área e do poder das supermáquinas atualmente, o líder do momento, Sequóia, é 273.930 mais veloz que o primeiro supercomputador. Segundo a lista de supermáquinas realizada semestralmente por Jack Dongarra e Hans Meuer, “um cálculo que levava três dias inteiros no computador da Thinking Machines em 1993 pode ser feito pelo Sequoia em menos de um segundo”.

No histórico das supermáquinas modernas, o ranking dos vencedores conta com a China, Alemanha, França e Itália, além do Japão e dos Estados Unidos. E quando se trata de fabricantes, a liderança é de longe da IBM, com cinco dos dez computadores mais rápidos do mundo.

O Sequóia é considerado até mesmo pelos especialistas da área como uma máquina impressionante e poucos acreditam que outros computadores ultrapassem ele nos próximos meses.

Com informações de BBC

1 Comentários

marcos
1

Eles nunca querem ficar para trás em nada, mas acredito que já perderam para muitos graças a Deus…

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


+ 6 = sete

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>