Dinâmica de Grupo: uma Barreira ou Facilitadora?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Ola pessoal, tudo bem?

Quando mencionamos no artigo anterior que você precisa ser você nos processos seletivos, não significa que deva se acomodar e esperar “a empresa” buscar alguém “como você” para contratá-lo!

É necessário aprender com cada experiência e desenvolver algumas competências para alcançar o sucesso!

Estamos acostumados a ouvir que profissionais de TI são puramente técnicos, precisam entender “apenas” situações lógicas, relacionadas à informática e pronto! ERRADO!

Para qualquer profissional, faz-se necessárias outras competências, além das técnicas…
Estas talvez até sejam mais difíceis para pessoas com perfis mais lógicos ou analíticos, mas são fundamentais!

O profissional que reunir um bom conhecimento técnico, aliado a estas competências, com certeza terá mais chances no mercado de trabalho.

Fique atento:

  • Espírito de Equipe – Além de não deixar de fazer a sua parte, não fazer “todas”! Saber realmente como contribuir na atividade, ouvir, aceitar sugestões, comprometer-se com o trabalho!
  • Foco em Resultados – Não perca tempo com desvios ou crenças particulares que não são importantes para o projeto, em alguns momentos, o que vale é atingir a meta, o objetivo ou terminar em tempo!
  • Flexibilidade – Imprescindível para qualquer atividade! Até que ponto minhas idéias são as melhores? Continuar assim simplesmente porque sempre foi feito desta forma?
  • Liderança – Mesmo que informal! Não precisamos de um “cargo” para praticar esta competência! É importante ter a capacidade de liderar um projeto, uma atividade específica, ou até mesmo para iniciar algo, dar o exemplo nas atitudes e não esperar acontecer.
  • Auto-Desenvolvimento – Têm-se falado muito nisso. Precisamos nos conhecer para que possamos nos desenvolver. Buscar informações e mais aprendizado por si só, é um bom começo!
  • Auto-Motivação – Não espere estímulos externos para se sentir motivado com seu trabalho ou com a vida! Tenha essa competência desenvolvida, para que possa contagiar as pessoas ao seu redor, todos gostam de ter pessoas alegres, bem humoradas e dinâmicas na equipe!

Estas competências são exemplos muito importantes para quem quer se destacar num processo seletivo, em uma dinâmica de grupo, e consequentemente na carreira!

Caso você perceba que precisa desenvolver certas habilidades… MÃOS A OBRA!!!

Não pense pequeno, você tem o mundo inteiro para explorar! Cada vez mais, as empresas buscam por pessoas capacitadas e qualificadas, principalmente na área de TI!
Com estas competências desenvolvidas, você ainda acha que a dinâmica de grupo pode ser uma barreira?

Até mais!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Leila Beatriz Berns

Mais artigos deste autor »

Bacharel em Administração; Sócia-Administradora, Consultora e Palestrante da People. Instrutora da Treinare e CED Educacional com cursos voltados à Gestão de Pessoas. Membro da diretoria da ABRH – Blumenau.


7 Comentários

Emerson
1

Muito boa a matéria…é isso mesmo, nós profissionais de TI precisamos entender cada vez mais sobre o negócio, para que tenhamos ciência da importância de nossas atividades, e o impacto que elas podem ter…parabéns pelo post!!!

Ricardo Kazuro
2

Deixo aqui meu ponto de vista, creio que estas dinamicas de grupo servem apenas para descarte de pessoas que não tenham afinidade com o recrutador. A questão de seleção no meu ver, se refere mais a uma relação de gostar ou nao do candidato pelo recrutador. Acredito que na maioria das vezes o profissional que esta lá para selecionar, tem pouca habilidade para entender os profissionais de TI, o porque digo isto:
1) fui gerente de uma empresa que selecionava profissionais para outras, e nesta empresa que tinha ambito nacional a maioria dos recrutadores eram estagiários ou recem formados. Não tiro o merito deles, mas tenho certeza que é pouca experiência para tal responsabilidade. 2) possuo um caderno de mais de 100 tipos de dinamicas de grupo, e se um profissional de TI tiver algo a ver com a maioria deles, então esta na carreira errada. 3) As maioria das dinamicas são escolhidas mais por motivo de facilidade de aplicação do que por motivo de identificação de perfil, portanto não creio que alguem que peça para eu cair de avião no meio do deserto e pedir como devo proceder para sair de la, faça com que eu atenda uma empresa em consultoria de banco de dados Oracle.
4) a maioria dos testes psicologicos, dependem e muito do momento do recrutador e do momento do candidato, portanto pode ser o melhor profissional, mas se naquele dia houve uma crise em sua casa com a sua esposa ou namorada, pode ter certeza que isto ira afetar sua avaliação. Portanto deixo aqui a todos os profissionais, não pequem em sua vida achando que não passou no processo seletivo, por falta de habilidade em uma dinamica de grupo, eles são baseados em afinidades, e não qualidades. Abraços a todos.

Leila Beatriz Berns
3

Olá Ricardo!
É muito importante que contribua com sua opinião, afinal, é para isto que estamos aqui! Obrigada!

Gostaria de reforçar alguns pontos, antes que sejamos mal interpretados!
A dinâmica de grupo é uma ótima ferramenta para avaliação em um processo seletivo… Com certeza abosotuta, vai depender da qualificação de quem a aplica.. Assim como em qualquer outra atividade ou serviço…
Talvez você não tenha tido uma experiência positiva com dinâmicas. Mas não dá para generalizar. Quem trabalha com responsabilidade e consciência, vai observar as atitudes de cada candidato “no processo”, independente da “resposta” que ele deu em alguma atividade ou até mesmo “da atividade” proposta… O foco está na atitude dele, no poder de decisão, de consenso, no trabalho em equipe, etc.. Esta avaliação não é tão simples assim… Envolve vários fatores, como coloquei no artigo. Em relação aos testes psicológicos, concordo plenamente com você. Caso o candidato esteja passando por algum momento “atípico” de sua vida, a psicóloga que está avaliando deverá estar ciente e levar em consideração este fato. Posso adiantar que geralmente o teste não é aplicado individualmente, pois é um meio de “checar” ou “alinhar” as percepções que tiveram do candidato na dinâmica e na entrevista. Ainda assim, a afinidade que a empresa mantém com o candidato durante o processo é muito importante para a seleção também… Afinal, é uma seleção! E cada empresa tem um perfil diferente, uma cultura organizacional particular e um objetivo comum: fazer com que o candidato supra suas necessidades e esteja satisfeito com a empresa!
É importante desmistificarmos estas práticas, muitas pessoas perdem boas oportunidades por não levar a sério esta etapa da seleção. Continuo a disposição para esclarecimentos! Abraços!

Anderson
4

Você esta correto Ricardo esta dinâmicas são balelas e das grandes, pessoas que trabalham com logica terão o defeito como ser anti-social, compenetrado e questionador, pois faz parte da característica dele e é isso que o torna bom, pois trabalhar estes defeitos fazem eles serem o que não são e desviar do que a empresa necessita destes. Que são maximizar lucro, destruir mercado de trabalho do seculo passado, trabalhar com o cérebro, Geralmente o pessoal de TI não leva a sério, quem leva esta apenas manipulando o entrevistador, ou não deveria atuar na área. Muitas Empresas já perceberam esta besteira que estão fazendo perdendo profissionais que vestem a camisa da empresa e criam novos negócios, em troca de um atorzinho que passou a perna na Profissional de RH e na hora do vamos ver é medíocre. Dinâmica de Grupo não serve para selecionar pessoal de TI que vai fazer o trabalho logico, que resolve o problema!

Você nota a sintonia do entrevistador com o candidato alvo a tal da afinidade,pelo menos que é logico. Muitas consultorias de TI perceberam isto e eles estão fazendo o recrutamento e dando pé na bunda das empresas que faziam a seleção e removendo a função do avaliador na empresa e repassando para pessoas que tenham conhecimento na área, o pessoal de TI se tornou muito importante para empresas no século que estamos e não pode perder tempo com estas dinâmicas que não seleciona o que a empresa precisa, e sim questionar o profissional cara a cara, com perguntas que mostram se o candidato tem o que a empresa precisa. Só para citar teve caso de tanta raiva desse processos seletivo, que foi para concorrente e afundou o mercado da que não contratou

Uma brincadeira mais este é a característica deste pessoal: http://www.flaviajobs.com.br/post.php?id=30

Leila Beatriz Berns
5

Bom dia Anderson!
Respeito a opinião de vocês, e acredito que é fundamental esta diferença para que tenhamos amadurecimento e crescimento neste tipo de debate. Reforço que demonstrar \boa comunicação\ e \relacionamento em equipe\ jamais vai atrapalhar o raciocínio lógico de um bom candidato de TI, pelo contrário!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">