Outsourcing de TI

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Bom, você ja deve ter ouvido falar sobre Outsourcing de TI, certo? Não?
E terceirização de serviços de tecnologia? Tambem não?

Então siga a leitura e conheça um pouco sobre o assunto :)

Mas que raios vem a ser isso?

Trocando em miúdos, Outsourcing de TI permite que empresas deixem de se preocupar tanto com tecnologia, podendo manter maior foco em seus negócios.

Este é o mercado que, segundo o IDC, movimentou 5 bilhões de dólares em 2006 e tende a chegar na casa dos 12 bilhões até 2011 (se as crises financerias não abalarem nada até lá). Entre os serviços que estarão em alta nos próximos anos estão: outsourcing total, infra-estrutura, aplicativos, hosting e software como serviço.

Porque e quando terceirizar?

Segundo o vice-presidente de pesquisas do Gartner, Cassio Dreyfuss, “A terceirização tem de ser puxada por vantagens externas (como mais agilidade, flexibilidade, inovação a custos menores), mas principalmente precisa ser empurrada pela estratégia interna”.

Os gestores de TI devem ficar atentos as condições das empresas, pois, a terceirização exige maturidade na gestão de serviços, o que muitas empresas deixam a desejar.

“É preciso começar por serviços delimitados, perfeitamente conhecidos, desenvolver essa maturidade e gradualmente ampliar a terceirização…”, completa Dreyfuss.

Se pretende terceirizar, crie um planejamento de TI visando a empresa para os próximos anos e não somente em seu momento atual, desta forma é possível mensurar com maior precisão as vantagens do processo de terceirização.

O que um terceiro não pode gerir?

Informações, processos e serviços que envolvam a inteligência ou os diferenciais competitivos da empresa, ou seja, nada relacionado as atividades-fim de uma corporação.

Adriano Dutra da Silveira, autor do livro Gestão Plena da Terceirização, lembra que podem ser terceirizados serviços especializados, ligados às atividades-meio e desde que não haja pessoalidade e subordinação (requisitos do vínculo de emprego) entre os empregados das empresas terceirizadas e da tomadora de serviços.

O que exigir de um fornecedor?

Todos os serviços contratados devem possuir indicadores e metas juntamente com um processo de governança periódico. Procure trabalhar com empresas que possuam um bom histórico de serviços. Exija em contrato, reuniões periódicas para apresentação dos indicadores contratados e, caso estejam abaixo da média, solicite um plano de reversão.

Leve em consideração não somente indicadores técnicos, mas dê atenção também aos indicadores de satisfação de usuários internos ou usuários finais, dependendo do caso, e também aqueles que exerçam maior impacto nos negócios.

Com este artigo estou abrindo uma série onde serão abordados muitos conceitos e casos sobre a terceirização de TI.

Fontes: www.timaster.com.br e www.informationweek.com.br/

Um grande abraço e até a próxima.
Jackson

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">