10 motivos para você aprender a programar em Python

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Python Logo

Olá pessoal!

Mais um post de continuação sobre desenvolvimento web com software livre, hoje abordarei o Python.

Porém o post de hoje será mais objetivo, apresentarei o Python para vocês dando 10 motivos para aprender a programar com esta maravilhosa linguagem de programação:

  1. Livre e de código aberto: Não poderia deixar de mencionar isto como o primeiro item da lista. Python está sob a licença Python Software Foundation License, que é similiar a GPL com excessão de que pode-se distribuir os binários da linguagem sem necessitar anexar os fontes;
  2. Multiplataforma: Por ser uma linguagem interpretada, Python roda em qualquer sistema que possua o seu interpretador. Além disso há “dialetos” Python como o já famoso Jython, uma forma de escrever Python em Java;
  3. Alto Nível: Python é uma linguagem de alto nível, de desenvolvimento rápido (RAD – Rapid Application Development) e que segue técnicas de DRY (Don’t Repeat Yourself) e KISS (Keep It Simple Stupid), é inteligível como o Inglês e sempre evita o implícito;
  4. Orientada a Objetos: A orientação a objetos no Python é explícita e muito divertida. Aliás, tudo para o Python são objetos e pacotes (inclusive tipos “primitivos”), mas nada que impeça que você programe de uma forma estruturada ou funcional. Isto tecnicamente faz do Python uma linguagem multiparadigma;
  5. Tipagem dinâmica forte: Isso quer dizer que você pode atribuir a uma variável qualquer tipo de valor e em qualquer momento do seu código fonte. Porém, Python não permite que você tente concatenar uma string com um valor inteiro, por exemplo;
  6. Sintaxe: A sintaxe do Python é uma das suas mais fundamentais características. Em Python um bloco de código (por exemplo um if) é feito através de indentações. Isso força o desenvolvedor a indentar seu código fonte e garante uma boa legibilidade. Além de reduzir o uso de caracteres “esotéricos” como ->, ::, :=, {, }, etc. com Python você é capaz de escrever um for que testa uma determinada sequência e monta uma lista com (acredite) uma linha apenas;
  7. Frameworks: Além de multiplataforma e multiparadigma, com o Python você é capaz de desenvolver para qualquer tipo de ambiente, seja desktop, web ou móvel. Para isso o Python conta com excelentes frameworks que auxiliam desde o desenvolvimento web, até o desenvolvimento de jogos ou algorítmos científicos de cálculos avançados;
  8. Mercado: Contando com usuários ilustres como o Youtube, EVE Online, Firaxis Games e Google, o Python vem ganhando mercado gradativamente e entre os entendidos do assunto já virou uma linguagem bastante cultuada mas pouco aplicada nas empresas brasileiras;
  9. Documentação: Este é outro ponto forte da linguagem. No site da comunidade brasileira você tem uma lista de fontes de estudos que é só um aperitivo do imenso conteúdo que você pode encontrar na Web;
  10. Divertido: Acredite ou não, Python é extremamente divertido. Posso afirmar com toda a convicção que esta linguagem re-acendeu a minha paixão pelo mundo da programação, infelizmente apagada pelos anos de PHP e pelas aulas de Delphi na faculdade.

Até a próxima…

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Klaus Peter Laube

Mais artigos deste autor »

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Centro Universitário de Jaraguá do Sul (UNERJ). Desenvolvedor Web de longa data, apaixonado por Python e defensor dos padrões Web. Escreve quando pode no http://www.klauslaube.com.br.


11 Comentários

Jackson CasetJackson Caset
1

Já esta na minha lista de metas para esse ano. Qual o editor que vc esta utilizando?

Baixei o plugin pydev para o Aptana, mas ainda não testei. Gostaria da tua opinião.

Abraço

Klaus Peter Laube
2

Também utilizo o PyDEV, só que com o Eclipse. Para mim é um excelente recurso e facilita muito inclusive no desbravamento da linguagem. Inclusive o uso para desenvolver em Django e ele acessa recursos da framework sem problemas…

Há desenvolvedores que dizem que “programar de verdade” é usar editores mais focados, como Komodo, TextMate, SCITe. Ou ainda mais “hardcore” como Vim e Emacs. Mas sinceramente, o PyDEV me permite um desenvolvimento fácil e rápido, e com o uso do Eclipse sou capaz de ter um auxílio em diversas linguagens sem precisar utilizar outro editor.

caetano
3

tipagem forte?
vc diz isso?

class str2(str):
def __add__(self,vlr):
if type(vlr) == int:
return str.__add__(self,str(vlr))
else:
return str.__add__(self,vlr)

n = str2(“caetano”)
print “>>>”, n + 2
>>> caetano2

Cleiton Mittmann
5

Realmente o python é muito divertido, sem falar que ele é power…Ele esta fazendo meus dias encostado nessa cama mais emocionantes…=]
E Klaus, eu ainda estou tendo pesadelos a noite por causa daquelas aulas de delphi…

José Macedo
7

Tirando os itens 6 e 7, eu diria que vc estava descrevendo o PHP, com a exceção de que a documentação do PHP é MUITOOOO melhor do que a de Python..

Mas não vou comparar linguagens.. hehehe até pq a próxima coisa que quero fazer no mundo da programação é aprender Python! Só ouço dizer muito bem… principalmente para rotinas pesadas!

Cristian Stroparo
8

Não concordo com “com a exceção de que a documentação do PHP é MUITOOOO melhor do que a de Python..” Já li muito de ambas, e sinceramente, acho as duas muito boas, nenhuma melhor que a outra, e se fosse pra escolher, iria com o Python, mas puramente por gosto e por ter o feeling que seu conteúdo é muito mais completo e o conteúdo é melhor disposto nos links/seções e também de forma mais coesa e mais acessível (eu acesso com menos clicks o que eu quero no site/doc do Python).

Carlos
9

Klaus, qd vc diz “Livre e de código aberto”, quer dizer que o que o programador desenvolver em python tb ficará aberto pra outros? Ou seja, meu aplicativo desenvolvido no python ficará aberto pra quem quiser ver ou copiar?

Edson
11

Olá, eu sei um pouco de Python e C++, e queria tentar aplicar o que sei para criar por exemplo apps. Porém, não conheço muito sobre o processo, vou colocar minha dúvidas:

1- Tem algum site em que eu ache explicações de como escrever o programa do app, tipo com algumas dicas?

2- depois que eu escrever, como faço para sei lá, salvar ele num formato de arquivo que possa ser rodado num celular android?

3- E finalmente, se um dia eu quiser colocá-lo na play store, como faço?

Como eu disse, sei pouco ainda, nas aulas tanto do curso técnico quanto da faculdade eu aprendi mais como usar listas, string, então foi uma ênfase no básico.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>