Porquepedia – A enciclopedia livre que todos podem questionar (exceto se perguntar sobre coca cola)

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Vamos começar do início: este post refere-se a iniciativa da Pepsi (ou de uma de sua(s) agência(s) de publicidade) em adotar uma ferramenta “web 2.0 enable” (wiki) para propagar sua marca, coisa que aliás muitas outras estão usando, mas criar uma iniciativa como esta e adotar uma postura 1/2 web 2.0 (isso resulta numa web 1.0 ?) não parece ser o melhor caminho. Será que quem criou entendeu o princípio 2.0?

Porquepedia, é o nome do site e está registrado da seguinte forma:

Bem, voltando ao cerne da questão, o PqPedia se auto-entitula “A enciclopédia livre que todos podem questionar“, donde me recordo que a origem deste é nada menos que a wikipedia. Tudo certo até ai? Então tá, vá até o site e questione alguma coisa sobre “coca cola” e surpreenda-se com o resultado:

Ou seja, você pode questionar porém deve levar em consideração que a liberdade para isso tem limites ou seja: nada de coca cola na enciclopédia livre que todos podem questionar.

Caramba, isso me surpreende de verdade, minto, não me surpreende em nada já que a iniciativa de montar o website é forjada única e exclusivamente na propagação de uma marca, postura totalmente diferente do que encontramos na web 2.0 de verdade.

Relembrando algo sobre a Web 2.0:

Web 2.0 é um termo criado em 2004 pela empresa estadunidense O’Reilly Media para designar uma segunda geração de comunidades e serviços baseados na plataforma Web, como wikis, aplicações baseadas em folksonomia e redes sociais. Embora o termo tenha uma conotação de uma nova versão para a Web, ele não se refere à atualização nas suas especificações técnicas, mas a uma mudança na forma como ela é encarada por usuários e desenvolvedores.

A impressão que fica é que os responsáveis pela iniciativa querem aproveitar todo o ‘poder’ que advém do Consumer-Generated Media (CGM) para impulsionar ou aprimorar o posicionamento da marca na web. Não passa de uma postura forjada e deve obter um resultado inócuo.

Acho que a questão realmente fundamental a se responder para este tipo de iniciativa, antes de sua implementação, é: “estamos sendo éticos e verdadeiros quando adotamos esta iniciativa”? Responda você esta questão…

Update:

Antes de postar o seu “PQ” no site da Pepsi, “tente” ler os 28 Kbytes dos “Termos e Condições de Uso” atentando para:

6.7. A PEPSI-COLA fica desde já autorizada a, valendo-se do cadastro do USUÁRIO, enviar-lhe avisos de promoções e publicidade em geral relativas aos seus produtos, por via física ou eletrônica (e-mail).

Agora fica um “PQ”: por quê a Pepsi embute no meio de um texto com mais de 28 mil caracteres uma ‘autorização’ para envio de SPAM se o corriqueiro para tal situação na web é utilizar um checkbox separado?

Ah, eu já fiz essa pergunta. ;)

Forte abraço!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Marco Aurélio Neuwiem

Mais artigos deste autor »

Marco Aurélio Neuwiem é brasileiro com cidadania polonesa e tem trabalhado há 15 anos com tecnologia da informação no Brasil. Já foi desenvolvedor, analista, gerente de projetos e vendedor. Atualmente se dedica a projetos de inovação que façam Santa Catarina ser referência em Tecnologia da Informação.

Saiba mais em: http://about.me/neuwiem


6 Comentários

Jackson CasetJackson Caset
1

Grande Marco,

Muito pertinente sua indagação meu amigo. Aliás, ótimo ponto de vista.

Já vi várias campanhas web se valendo do termo web 2.0 e algumas, claro, de nada tem a ver com o foco do termo.

Grande abraço;

João Roberto
2

Na realidade, com certeza a Pepsi optou por não publicar o nome da concorrente para evitar quaisquer tipos de ações da mesma, uma vez que pudesse ser publicado alguma informação que a difamasse, como por exemplo.

Marco Aurélio Neuwiem
3

João,
De fato a Pepsi tem este direito (“PQ” não teria?) porém parece não fazer algum sentido, ainda que o pano de fundo seja “evitar difamação”, criar a “A enciclopedia livre que todos podem questionar” com esta prerrogativa.
Atente que o site poderia ter qualquer outro mote, como por exemplo “Entenda os PQ´s da Pepsi e da vida” ou qualquer que o valha. Da forma como o é (‘enciclopédia livre’) a mensagem é no mínimo questionável.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">