Novidades da Microsoft depois do PDC09

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá,

Durante o “Keynote” com vários executivos da Microsoft foram reveladas várias novidades. Vamos falar de algumas…

Importante mencionar que Microsoft .NET Services é agora Windows Azure platform AppFabric !

Windows Azure – RTM

Windows Azure, SQL Azure e os. Net Services estão na transição de “Community Technical Preview” para à versão RTM, até o 1 de janeiro de 2010. (Previsão para o mercado Brasileiro é Março 2010). Mas os clientes não serão cobrados até fevereiro 2010, para que eles possam determinar quais serão os custos durante o mês anterior e analisar os benefícios.

Uma novidade interessante que vai ser lançado na primeira onda seria a possibilidade de escolher entre vários tipos de maquinhas virtuais. Assim você poder garantir a escalabilidade das aplicações horizontal e vertical. Olhando no futuro, uma capacidade interessante que vai ser disponibilizado no ano que vem é que o usuário poderia criar suas próprias imagens, que poderiam ser instalados no Windows Azure.

Parando aqui , mas tem muito mais ;)

Ref.: http://www.microsoft.com/presspass/press/2009/nov09/11-17PDC1PR.mspx

Microsoft Pinpoint

Mr Ozzie revelou ainda uma outra inovação, a nova geração do Microsoft Pinpoint (Só para alguns países do mundo). Pinpoint é uma loja de aplicativos online para parceiros Microsoft apresentarem e comercializarem suas soluções, além de novidades na área de servidores. Assim os parceiros receberiam uma plataforma de vendas integrado na infraestrutura Microsoft.

Ref.:http://pinpoint.microsoft.com/en-US/

Codinome Dallas – Azure Subsystem

Microsoft Codename “Dallas” permite que os desenvolvedores e profissionais de TI pudessem instantaneamente encontrar, adquirir e gerenciar serviços Web e bancos de dados para alimentar o próximo conjunto de aplicações em qualquer plataforma. Além desses recursos, o projeto “Dallas” ainda oferece API’s para que os desenvolvedores consumam o conteúdo contratado desses serviços, através de diferentes métodos de entrega como XML, visualização online, integração com Office, aplicações ou workflows de negócio. O projeto “Dallas” está em seu início, mas já um excelente exemplo das possibilidade desse novo mundo chamada “Cloud Computing”.

Ref.:http://pinpoint.microsoft.com/en-US/Dallas

SQL Azure Datasync

Na palestra de abertura do PDC 2009 a Microsoft anunciou a disponibilidade do SQL Azure Data Sync – CTP de Novembro, uma versão antecipada e aberta ao público. Para aqueles que conhecem o projeto “Huron”, pode se estar perguntando, como ele se compara ao projeto “Huron”?

Você pode pensar que o “SQL Azure Datasync” é a primeira parte do projeto global “Huron”, uma visão que pensa em criar um hub de dados na nuvem, ou mais especificamente, um lugar para você facilmente consolidar e compartilhar todas as suas informações. O proposito do SQL Azure Datasync é de simplificar a tarefa de compartilhamento de informações se o que off-premise (SQL Azure) , on-premise (SQL Server) ou para usuários móveis. Para usuários que gostariam de colocar um banco de dados existente do SQL Azure off-line, este novo modelo simplifica a tarefa de criar um cache de dados offline em SQL Compact. Usando o Assistente de modelo (disponíveis clicando com o botão direito do mouse sobre uma aplicação de Explorer solução Visual Studio e escolha Add | New Item | SQLAzureDataSyncClient, os desenvolvedores podem escolher as tabelas de SQL Azure que eles gostariam de ser disponibilizados offline. Depois de concluir o assistente, será criado um banco de dados SQL Compact e será gerado código que permite que o off-line sincronizar as alterações sob demanda entre SQL Azure e SQL Compact.

Ref.: http://bit.ly/6V4nY8

Windows Indentity Foundation – RTM

Windows Identity Foundation permite que desenvolvedores .NET, terceirizam a identidade lógica dos seus aplicativos, melhorando a produtividade do desenvolvedor, reforçando a segurança do aplicativo e permitir a interoperabilidade. Aproveita a maior produtividade, aplicando as mesmas ferramentas e modelo, para criar um software local, como na nuvem. Crie aplicativos mais seguros, reduzindo as implementações personalizadas e usando um modelo de identidade simplificado. A maior flexibilidade na implantação de aplicativos por meio de interoperabilidade com base em protocolos padrão de indústria, permitindo a identidade dos aplicativos e serviços se comunicar através de declarações.

Ref.: http://msdn.microsoft.com/en-us/security/aa570351.aspx

AppFabrik Windows 2008 & Windows Azure

Durante a palestra do Bob Muglia, um dos Presidentes da Microsoft foi revelado o Windows Server AppFabric e Windows Azur AppFabric, uma nova tecnologia que ajuda nas instalações e monitoração de aplicações na nuvem e local. Disponível na versão beta hoje, o Windows Server AppFabric é uma evolução dos servidores de aplicações, que amadureceu em muitos aspectos como escalabilidade horizontal e monitoramento para permitir hospedar aplicativos de missão crítica. Ao mesmo tempo, uma enorme inovação ocorreu para dar suporte a plataformas baseadas em nuvem, que geralmente dependem de técnicas de “scale-out” elásticas para oferecer suporte a grande escala e alta confiabilidade usando grande números de servidores.  Os serviços fornecidos pela AppFabric permitirão aos desenvolvedores e os IT-Pros o aproveitamento atual e investimentos em tecnologia para melhorar a escalabilidade, confiabilidade e desempenho de aplicativos complexos, independentemente a onde um aplicativo será implantado. Uma versão final do Windows Server AppFabric estará disponível em 2010.  Concluindo: Dublin + Velocity+.Net Services = AppFabrik Windows + Azure

Ref.: http://msdn.microsoft.com/en-us/windowsserver/ee695849.aspx

System Center – Windows Azure

Douglas Purdy apresentou as novas possibilidades de gerenciar via uma instalação de SCOM on-premise monitorando aplicações na nuvem. Em caso de problemas de desempenho, SCOM poderia via powershell script, adicionar novas instancias para a aplicação na nuvem.

Ref.: Não tem ate agora ;)

Projeto Sydney

Muglia anunciou que o projeto Sydney, oferece a capacidade de conectar servidores on-premise com serviços hospedados em Windows Azure via um canal seguro e IP6. O primeiro beta seria disponível no ano que vem.

Ref.: Não tem ate agora ;)

Estas notícias foram oficializadas durante a abertura da conferência anual da Microsoft para desenvolvedores, o PDC 2009, que acontece em Los Angeles.

Para saber mais detalhes dos anúncios de hoje, acompanhar as notícias, imagens e assistir o evento ao vivo, acesse: www.microsoftpdc.com.

Abraços Markus

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Markus Christen

Mais artigos deste autor »

Markus Christen formado em ciência de computação na Suiça e pós-graduado em organização de processos (SGO),como um arquiteto Cororativo, com foco em clientes corporativos. Com mais de 18 anos de experiência em TI em varias aéreas, tendo participando de projetos importantes no Brasil e no exterior.

Markus tem sido palestrante em diversos eventos como Tech-Ed Brasil e Conferências como Software+Service Day 2008/2009, Universidades, Channel9, Regional Architect Forum Brasil, SOA Conference Brasil, CNASI Brasil, SBAC - PAD 2009 e muitos outros. É ainda autor de diversos artigos publicados em revistas técnicas e conferências nacionais e internacionais.

Blog: http://blogs.technet.com/markuschristen,
Twitter: http://www.twitter.com/MarkusChristen


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">