ITIL: Gerenciamento Financeiro dos Serviços de TI

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá  caros leitores!

Vamos falar sobre o Gerenciamento Financeiro, um assunto que geralmente não damos muita atenção, mas é de extrema importância!

O objetivo deste processo é auxiliar a organização a gerenciar os recursos de TI, para que seja identificado qual o retorno gerado sobre os investimentos. Este processo é de extrema importância principalmente para os gestores do negócio, pois com ele os gastos de TI ficam mais transparentes para eles. A cada ano os investimentos em TI são maiores, portanto a cada dia este processo se torna mais importante. Neste processo temos 3 atividades principais:

Orçamentação: Esta atividade é obrigatória nas organizações. É neste momento que será identificado e serão planejados os investimentos futuros. Geralmente este orçamento é válido por 1 ano. Tem que se ter o cuidado para não ter um orçamento abaixo do necessário, para que os projetos de TI tenham que ser cancelados por falta de recursos ($$), não gerando o valor esperado pela empresa, porém, não deve-se também estimar um orçamento maior do que o necessário. Pois temos que lembrar que a TI não é único setor da empresa, por isso, ela pode deixar de fazer investimentos em outras áreas em função de um orçamento de TI super dimensionado.

Contabilidade: Esta atividade é obrigatória e tem como objetivo registrar todos os gastos de TI. Através da contabilidade iremos verificar se o orçamento foi bem feito, e também os gastos com cada serviço/área.

Cobrança: Esta atividade é opcional. Se o Service Desk for de uma empresa terceira geralmente por exemplo a cobrança poderá ser mensal ou anual, ou dentro de um contrato que será ajustado conforme a demanda de utilização dos serviços. A cobrança pode ser também interna através de centro de custos, onde o custo da TI é rateado entre as outras áreas da empresa que a utilizam.

Alguns benefícios do processo:

  • Uso mais eficiente dos recursos de TI na organização.
  • Aumento da satisfação dos Clientes a partir do momento em que eles souberem pelo que eles estão pagando.
  • Decisões de investimentos podem ser feitas através de informações precisas.

Metas e indicadores para o processo:

  • Custo dos serviços.
  • % do orçamento utilizado ( para + e para – ).

A intenção não é aprofundar demasiadamente no assunto, mas sim dar um direcionamento para quem quer se aprofundar. O ITIL dá várias dicas sobre como fazer o orçamento, contabilidade e a cobrança.

Um grande abraço!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Emerson Dorow

Mais artigos deste autor »

Experiência de 10 anos na área de TI. Coordenador de suporte de serviços de infraestrutura e cloud computing. Mantenedor do site http://www.governancadeti.com.

Certificado em ITILv3 Intermediate, Cobit v4.1 Foundation, HDI-SCM, Linux Professional Institute (LPI) Nível 1 e IBM Tivoli Monitoring Deployment V6.2 Professional. É graduado em Sistemas de Informação pela Uniasselvi Blumenau e pós-graduando em Governança de TI pelo Senac Florianópolis e MBA em gestão de TI pelo INPG.

Entusiasta de assuntos relacionados a gestão de serviços em TI, governança de TI, Gestão de Projetos, liderança, gestão de equipes e negócios.


4 Comentários

Bruno
2

Olá Emerson! Estou montando um blog sobre TI, no entanto em língua inglesa. Logo, gostaria de colocar seus artigos no blog em lingua inglesa. Claro que os créditos serão todos seus e colocarei um link para o artigo original.

Obrigado!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">