Braspag prevê resultado de R$ 10 bi em transações eletrônicas no e-commerce em 2010

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

A Braspag, empresa do Grupo Silvio Santos e líder em soluções de pagamento e serviços financeiros para e-commerce e com market share de 75% no Brasil, prevê para 2010 uma movimentação nas transações eletrônicas na ordem de R$ 10 bi. O resultado do ano anterior foi de R$ 8,7 bi movimentados por meio de pagamentos online na web, de acordo com o levantamento feito pela companhia junto aos seus clientes.

A estimativa da empresa está baseada nas projeções de crescimento do comércio eletrônico, que deverá faturar até dezembro deste ano, 13,6 bi, um avanço de 30% em relação ao período anterior.

Com uma cartela de 1110 clientes, diretos e indiretos, entre eles: Carrefour, Netshoes, IBM, Emirates Airlines, Ticket (Grupo Accor), Decolar.com, Polishop, Certisign, Grupo Posadas (Hoteis Caesar Park), Serasa e CompraFacil.com, o crescimento da Braspag no setor é concomitante aos resultados da área de e-commerce no país.

Segundo Renann Fortes, Gerente de Projetos da Braspag, o avanço acelerado do mercado nacional nas vendas pela internet e os novos meios de pagamentos disponíveis para otimizar a relação do varejista virtual com os e-consumidores, têm transformado o e-commerce cada vez mais em um serviço de valor agregado aos negócios das empresas, sejam aquelas que complementam as ofertas físicas com as vendas virtuais ou as que nascem segmentadas já no ambiente online.

Para Fortes, a tendência de introduzir serviços financeiros em lojas virtuais que beneficiam lojistas e e-consumidores, como por exemplo, a busca de crédito pela internet no ato da compra e a auditoria de transações eletrônicas feitas na página virtual, poderá ser uma quebra de paradigmas no setor.

“Atualmente, os números crescem em uma velocidade surpreendente e a Braspag tem colaborado com os seus clientes oferecendo novos sistemas para meios de pagamento, produtos financeiros e ações como o Saldão na Internet, que trazem benefícios aos consumidores que buscam descontos após as datas sazonais dia das mães, Natal etc”,completa.

Ainda segundo o executivo, os serviços financeiros representam 30% para os negócios da Braspag, enquanto os produtos de backoffice chegam a 20%.

A grande penetração da Braspag no cenário interno, além de sua ascensão em países que mantém operações, como Chile, México, Argentina e Colômbia, EUA e Europa, é fruto da diversificação de setores nos quais a companhia atua, de pequeno a grandes varejistas virtuais. “O comércio eletrônico está vindo com força e muitos perceberam que não é mais possível ignorar esse modelo de negócio e passam a ofertar seus produtos pela web”, destaca.

Com a solidificação do e-commerce, Fortes estima que a indústria das lojas virtuais deverá integrar em seus sistemas, muito em breve, soluções como o one click pay (método de compra adotado por corporações como Apple e Amazon), a compra autenticada e o aumento do uso de cartões de débito pela web.

Fonte: NB Press Comunicação

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">