Cargos de TI: Testador de Sistemas e Aplicações Junior/Pleno/Senior

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

1. IDENTIFICAÇÃO
Título do Cargo: Testador de Sistemas e Aplicações
Nível: Não Executivo
Reporte: Coordenador Sistemas e Aplicações
Área: Sistemas e Aplicações
Diretoria: TI

Posição na Estrutura : JR 138 pontos / PL 165 pontos / SR 218 pontos

2. MISSÃO DO CARGO

  • Planejar e desenvolver testes a partir da analise funcional dos sistemas e aplicações, a fim de detectar erros e falhas na sua execução.
  • Redigir relatórios sobre problemas de programas e sobre os registros e progressos dos testes.

3. DESAFIO / COMPLEXIDADE / SOLUÇÃO DE PROBLEMA

  • Garantir a qualidade e o pleno funcionamento dos sistemas e aplicações, de acordo com o contratado pelo cliente.

4. ORGANOGRAMA

5. RESPONSABILIDADES PRINCIPAIS

  • Analisar as especificações do projeto dos sistemas e aplicações, elaborando o planejamento, cronograma de entrega e preparação do teste funcional;
  • Efetuar o teste funcionado dos módulos de toda a programação, a fim de identificar erros e falhas na programação e arquitetura dos sistemas e aplicações;
  • Efetuar o teste estrutural dos sistemas e aplicações, identificando o comportamento interno dos componentes de código de fonte e avaliando aspectos de teste de condição, teste de fluxo de dados, teste de ciclos, teste de caminhos lógicos e códigos.
  • Efetuar o teste funcional dos sistemas e aplicações, comparando os dados de entradas fornecidos com os resultado esperados previamente conhecido;
  • Elaborar e aplicar testes unitários, de integração, de sistema, aceitação, regressão, entre outros;
  • Redigir relatórios, relatando os problemas ocorridos nos programas;
  • Preparar o registro de teste.
  • Fornecer assistência e treinamento a equipe;
  • Interagir e assessorar os Analistas e Arquitetos de Sistemas.

6. PRÉ-REQUISITOS NECESSÁRIOS À FUNÇÃO

6.1 ESCOLARIDADE:

  • Junior – Formação técnica em processamento de Dados ou experiência profissional equivalente,
  • Pleno – Formação Universitária em Ciência da Computação ou Sistemas de Informação ou Similar ou técnica ou experiência profissional equivalentes.
  • Sênior – Formação Universitária em Ciência da Computação ou Sistemas de Informação ou Similar ou técnica ou experiência profissional equivalentes.

6.2 EXPERIÊNCIA:

  • Junior – Desejável 1 a 2 anos em testes de sistemas de baixa complexidade
  • Pleno – Desejável 3 a 4 anos anos em testes de sistemas de média complexidade
  • Sênior – Desejável 5 a 6 anos anos em testes de sistemas de alta complexidade

6.3 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

6.5 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS

  • Junior – Utilização de equipamentos diversos, preparação de testes, aplicação de testes funcionais, redação de relatórios de problemas, preparação de registro de teste. – Organização, curiosidade, bom relacionamento interpessoal, trabalho em equipe, visão sistêmica, trabalho sob pressão.
  • Pleno – Elaboração de projetos de testes funcionais.
  • Sênior – Coordenação de equipes e ministrar treinamentos.

Conteúdo destinado a profissionais da área de remuneração que estão na busca de informações para construir estruturas de cargos de TI.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Ricardo Kazuro Chiyoshi

Mais artigos deste autor »

Graduado em Administração de Empresas pela ESAN - SBC e Pós-Graduado em Gestão de Pessoas na mesma instituição. Especialista em remuneração em uma empresa de Tecnologia, desde fevereiro de 2006, a empresa oferece produtos, serviços e soluções em Tecnologia e Contact Center, com aproximadamente 8.500 colaboradores.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">