Pesquisadores criam primeira célula sintética

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Há algum tempo atrás, na faculdade, assisti uma palestra de um de nossos professores que é especializado em Inteligência Artificial, o qual mencionou sobre o assunto de células sintéticas. Foi apenas um exemplo dado por ele durante uma explicação.

O primeiro passo já foi dado, conforme a notícia que assisti ontem no Jornal da Globo. Para quem perdeu a reportagem, o Olhar Digital noticiou hoje sobre o assunto, de forma breve e objetiva.

Confira abaixo reportagem veiculada no Olhar Digital

Célula SintéticaUm grupo de pesquisadores do James Craig Venter Institute (JCVI) anunciou a criação da primeira célula sintética da história.

Após 15 anos de testes, os pesquisadores conseguiram sintetizar informações do DNA de uma bactéria em um computador. Em seguida, transferiram o material para um micróbio “oco”, que não possuía DNA. A bactéria começou a se multiplicar e gerou diversas células sintéticas.

A criação de micróbios sintéticos poderia facilitar a produção de vacinas, combustíveis e até mesmo retirar gás carbônico do ar.

O cientista Craig Venter comparou o experimento com a computação. De acordo com ele, o que a equipe fez foi trocar o “software” do sistema operacional e fazer um computador inoperante voltar a funcionar.

A pesquisa pode ser conferida na publicação dessa semana da revista científica Science (em inglês).

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Sérgio Novelli

Mais artigos deste autor »

É Especialista em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo ISFACES e Bacharel em Sistemas de Informação pela Unipar.

Com ampla experiência em TI, hoje é ScrumMaster da equipe de desenvolvimento de sistemas web/mobile na Alkantára. Como ferramentas de desenvolvimento utiliza PHP, MySQL, PostgresSQL, Twitter BootStrap, JQuery e Ajax. É estudante assíduo dos métodos ágeis Kanban e SCRUM e suas aplicações.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">