Dicas para proteger-se do grande mal da internet: O SPAM

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Luiz Leopoldino, Analista de Segurança da EZ-Security e especialista em assuntos relacionados ao spam, preparou dicas sobre como proteger sua rede do spam, considerado a praga virtual que consome o tempo e causa prejuízo as empresas.

Veja como se defender:

1 – Não cadastre seu endereço de e-mail em sites, pois certamente ele será utilizado para envio de mensagens indesejadas;

2- Nunca repasse ou responda e-mail de “corrente”. Aquelas mensagens, por exemplo, que se passam como instituições, cujo conteúdo tem relação com doações de animais são tipos de e-mails técnicos e maldosos utilizados por spammers para conseguir o maior número de endereços eletrônicos possíveis;

3- Tenha sempre uma ferramenta de antispam com tecnologias  de análise da mensagem, que avalia os anexos e conteúdos não indicados para o clique. Isso possibilitará ser quase sempre assertivo, diminuindo, de maneira significativa, o que chamamos de “Falso Positivo”;

4- Não se baseie em ferramentas com análise “heurística ou RBL”, elas não detectam o “falso positivo” e tornam-se incômodas ao software de antispam instalado na rede;

5- Procure sempre manter seu software de antispam e antivírus de correio eletrônico o mais atualizado possível, pois as técnicas utilizadas por spammers e possíveis invasores mudam muito, a fim de tentar burlar o sistema de segurança implantado em sua empresa e/ou computador. Com isso, é possível inibir ao máximo as ações de ataques maliciosos em seu correio eletrônico, evitando assim transtornos e indisponibilidade.

“O spam hoje é uma ameaça grande, embora muitas pessoas não tenham a consciência do problema. São diversos mecanismos envolvidos até que a mensagem seja entregue em sua caixa de entrada. Temos no caminho fluxo, link, storage, consumo de máquina e licenças de servidores. Se analisarmos isto, veremos que o spam sai muito caro para os negócios de uma companhia.

Dependendo do segmento, o número de spams trafegados na web chega a 85%, o que significa que apenas 15% de mensagens limpas foram destinadas para nossos negócios. Quando recebemos ataques deste tipo, podemos penalizar uma mensagem que deveria ser entregue a seu cliente ou você poderia receber. Conte com as técnicas e ferramentas existentes no mercado para se proteger”, recomenda o Analista.

Fonte: NB Press Comunicação

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Profissionais TI

Mais artigos deste autor »

Eventos, cursos, livros, certificações, empregos, notícias e muito mais do mundo da TI (Tecnologia da Informação).


1 Comentários

Leonardo Lemos
1

Se proteger dos Spams, para nós usuários avançados, pode ser fácil mas para os usuários iniciantes isso pode se tornar um pesadelo e dicas valiosas como essas podem ajudar muito.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">