FGV-SP utiliza soluções SPSS para preparar os líderes do futuro

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Centro de excelência que forma os futuros líderes empresariais do Brasil, a Escola de Administração de Empresas da FGV-SP – Fundação Getulio Vargas – utiliza os softwares SPSS para ampliar ainda mais a capacidade de seu corpo discente. “As soluções de análise preditiva da SPSS são utilizadas por todos os nossos alunos do curso de Administração de Empresas. Esta plataforma é explorada, em especial, nas disciplinas de Estatística e Datamining”, detalha André Samartini, professor da graduação e da pós-gradução do curso de Administração de Empresas da FGV-SP.

Na visão de Samartini, a presença das soluções SPSS está intimamente ligada à missão da FGV-EAESP. “Acreditamos que o líder é uma pessoa que precisa ter acesso às ferramentas corretas de suporte à tomada de decisões. A plataforma SPSS oferece informações que fundamentam com clareza e precisão os caminhos que se irá trilhar”. O fato desta plataforma criar protótipos de modelagem quantitativa é um importante diferencial da atividade estratégica. “Os resultados das análises estatísticas produzidas pelo SPSS são muito usados, por exemplo, na construção de estratégias de marketing e finanças, capazes de potencializar os negócios de cada empresa”, diz Samartini.

O professor da FGV observa que, embora o curso de Administração de Empresas possua um forte conteúdo humanístico, utiliza de forma extensiva análises quantitativas. “A importância da visão quantitativa na grade curricular aumentou especialmente após a última reforma do Curso de Graduação, em 2007; a partir deste ano, o peso das disciplinas quantitativas cresceu bastante”. Para Samartini, é uma mudança que faz sentido. “Eu acredito que é importante para um administrador ter conhecimento de uma ferramenta como o SPSS, que o ajuda a ter uma visão ampla e precisa da realidade dos negócios”.

Na FGV, as aulas de estatística tanto podem ser teóricas, acontecendo na sala de aula tradicional, como podem ser práticas. Neste caso, a aula acontece em um dos laboratórios de informática da instituição. Cada aluno tem um login para acessar a plataforma SPSS. “Em geral, o professor distribui para a rede de alunos algum problema de gestão que deverá utilizar análise quantitativa para ser respondido”, detalha Samartini. “O aluno pode empregar o SPSS para, a partir da consulta a um determinado banco de dados, construir um modelo estatístico que responda ao problema proposto”. O professor ressalta que a interface propicia uma rápida aprendizagem dos recursos da ferramenta. Em algumas aulas o aluno interage sozinho com o software, em outras trabalha em grupo.

Para Samartini, um dos recursos do software que mais atrai o aluno é o conjunto de gráficos disponível no SPSS. “Além de técnicas de modelagem, o software propicia a fácil visualização dos resultados por meio de recursos gráficos avançados. Os alunos enxergam neste recurso um caminho para criar apresentações de negócios e relatórios diferenciados”.

Na disciplina de Datamining, a solução SPSS utilizada pelos alunos é o IBM SPSS Modeler. “Essa plataforma traz recursos de datamining poderosos; o IBM SPSS Modeler se destaca, também, pelos recursos visuais e lógicos que oferece ao aluno da FGV”.

Fonte: Gad Comunicação

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Profissionais TI

Mais artigos deste autor »

Eventos, cursos, livros, certificações, empregos, notícias e muito mais do mundo da TI (Tecnologia da Informação).


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">