Oracle aprimora o Oracle Solaris

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Com base em sua liderança no mercado de sistemas operacionais empresariais, a Oracle acaba de anunciar o lançamento do Oracle Solaris 10 9/10, do Oracle Solaris Cluster 3.3 e do Oracle Solaris Studio12.2.

Dez entre as dez maiores empresas de telecomunicações, serviços públicos e bancos usam o Oracle Solaris.

O Oracle Solaris é desenvolvido, testado e conta com suporte como um componente integrado da pilha de tecnologia “dos aplicativos ao disco rígido” da Oracle, que inclui os principais testes da plataforma. Abrange também o Oracle Certification Environment, que representa mais de 50.000 casos de uso de testes para cada patch e plataforma Oracle Solaris lançada.

O Oracle Solaris 10 9/10 oferece aprimoramentos de rede e desempenho, recursos de virtualização, atualizações para o Oracle Solaris ZFS e avanços para potencializar os sistemas baseados nos mais recentes processadores SPARC e x86.

A atualização do Oracle Solaris 10 9/10 inclui novos recursos, correções e suporte de hardware fáceis de instalar, preservando a compatibilidade total com mais de 11.000 produtos de terceiros e aplicativos de clientes.

O Oracle Solaris foi criado para tirar o máximo proveito da grande capacidade de memória e de sistemas com várias cores, processadores e threads, bem como para proporcionar segurança, escalabilidade e desempenho líder do setor tanto para sistemas novos quanto para os já instalados.

O Oracle Solaris Cluster 3.3, baseado no Oracle Solaris, traz soluções empresariais abrangentes, com alta disponibilidade e recuperação de desastres:

  • habilita clusters de aplicativos virtuais via Oracle Solaris Containers no Oracle Solaris Cluster Geographic Edition e integra-se com o Oracle WebLogic Server, o Siebel CRM da Oracle, o MySQL Cluster e o Oracle Business Intelligence Enterprise Edition 11g para consolidação em ambientes virtualizados;
  • oferece o mais alto nível de segurança com Oracle Solaris Trusted Extensions para serviços e aplicativos de missão crítica;
  • é compatível com InfiniBand em redes públicas e como conectividade de armazenamento, a solução conta com total integração e minuciosos testes com os sistemas de armazenamento e servidores Sun da Oracle.

O Oracle Solaris Studio 12.2 oferece uma suíte avançada de ferramentas desenvolvidas para funcionar juntas no desenvolvimento de aplicativos individuais, multithreaded e distribuídos. Com seu ambiente de desenvolvimento integrado (IDE, na sigla em inglês), que inclui editor com reconhecimento de código (code-aware), workflows e funções de projetos, o Oracle Solaris Studio ajuda a aumentar a produtividade dos desenvolvedores.

Os recursos do Oracle Solaris 10 9/10 incluem:

  • otimizações de rede e banco de dados para o Oracle Real Application Clusters (Oracle RAC);
  • agora os Oracle Solaris Containers oferecem recursos “P2V” (físico para virtual) para que os clientes façam uma transição tranquila, rápida e fácil dos atuais sistemas físicos Oracle Solaris 10 para os contêineres virtuais;
  • maior confiabilidade para as instâncias Solaris virtualizadas na implementação com o Oracle VM for SPARC, também conhecido como domínios lógicos;
  • o gerenciamento de dispositivos on-line do Oracle Solaris ZFS, com o qual os clientes podem alterar as configurações do sistema de arquivos sem colocar os dados offline;
  • ferramentas do Oracle Solaris ZFS, que auxiliam na recuperação de problemas relacionados a paralisações não planejadas do sistema;
  • o sistema operacional, o banco de dados e outros patches do Oracle Solaris são verificados e coordenados para oferecer os mais elevados níveis de qualidade, confiança e agilidade administrativa.

Fonte: Agência Ideal – Comunicação sob Medida

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">