Serena Software prevê crescimento de 20% no Brasil em 2010

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

A Serena Software, empresa especializada em soluções para gerenciamento do ciclo de vida das aplicações e gestão de mudanças em processos de negócios, aposta no Brasil como o mercado que impulsionará o crescimento da companhia na América Latina. Hoje o país concentra mais de 70% dos negócios da Serena na região e a expectativa é que as vendas com novas licenças no país tenham uma elevação de 20% no ano fiscal 2010, o que representará o dobro do crescimento mundial da empresa.

Em sua primeira visita ao Brasil para participar de um evento dedicado a clientes e parceiros, o CEO da companhia, John Nugent, afirmou que o Brasil tem boa vantagem para crescer frente a outros mercados por contar com um ambiente econômico extremamente favorável e com profissionais altamente qualificados. “Já investimos cerca de US$ 2 milhões na abertura de nossa subsidiária local, em 2009, e continuaremos investindo na ampliação desta operação, sobretudo na contratação de profissionais nas áreas de vendas e suporte”, explicou Nugent.

Recentemente, a Serena anunciou a contratação de Jorge Moskovitz como diretor para América do Sul. Além da operação brasileira, o executivo é responsável por coordenar as áreas de vendas, marketing e suporte nos mercados argentino, chileno e peruano.

Com sede no Vale do Silício, a Serena Software é controlada pelo fundo de investimentos Silver Lake Partners. No último ano fiscal, a companhia obteve receitas de US$ 224 milhões, dos quais US$ 32 milhões foram reinvestidos em Pesquisa & Desenvolvimento. Cerca de 300 engenheiros atuam nos Centros de Tecnologia que a Serena mantém nos Estados Unidos, na Índia e na Bulgária. De acordo com Nugent, a estratégia mundial contempla tanto crescimento orgânico quanto via aquisições. “Queremos crescer em mercados-chave e não descartamos aquisições neste caminho”, completa.

Os produtos da Serena auxiliam as empresas a gerenciar diferentes tipos de software e aplicações e integrá-los aos sistemas mais críticos das organizações, como ERPs e CRMs. Por estabelecer um fluxo de processos com governança e transparência, as ferramentas são muito requisitadas por empresas que atuam em mercados com alto nível de regulamentação, como bancos, seguradoras, operadoras de telecomunicações, empresas do setor aeronáutico, governo e companhias de capital aberto.

“Fortalecemos nossa operação no Brasil em um momento muito oportuno, no qual o ambiente econômico favorecerá a geração de novos negócios. A onda de fusões e aquisições volta à pauta do dia, os planos de IPOs estão sendo retomados e temos projetos importantes a serem executados, seja por conta do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de grandes eventos no país como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016″, completa Jorge Moskovitz, diretor da Serena para América do Sul.

Mais informações: www.serena.com

Fonte: Sing Comunicação de Resultados

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Profissionais TI

Mais artigos deste autor »

Eventos, cursos, livros, certificações, empregos, notícias e muito mais do mundo da TI (Tecnologia da Informação).


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">