Os segredos das grandes realizações na Web – Pesquisa On-line (Parte 01)

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

—  “Pensando e pesquisando pela Web pude perceber a falta de material de continuidade por parte dos profissionais em E-commerce, portanto me propus a começar a desenvolver artigos correlacionados sobre diversas áreas de atuação e de desenvolvimento de um projeto de E-commerce. Para isso pensei no título que defina bem essa série de artigos sobre esse fascinante comércio eletrônico – Os Segredos das grandes realizações na Web. Espero que gostem dessa série de artigos e que sejam realmente úteis essas informações contidas aqui e nos próximos artigos de forma que venham a mudar a forma limitada de pensar, agir e realizar. Agradeço desde já a sua leitura que para mim é muito importante, é a apreciação de um trabalho de dedicação e muito carinho.” — @luizcastrojr

Para quem acompanhou meus primeiros artigos sobre Empreendedorismos na Web pode perceber que tenho por costume dar ênfase à palavra Planejamento, isso porque entendo que antes de qualquer investimento que se pretende fazer tem-se a necessidade de Planejar.

Planejar não está somente relacionado com um empreendimento gigantesco, de alto risco ou quem sabe com um novo produto a ser desenvolvido – Não, planejamento está inteiramente ligado a todos os processos de um empreendimento, uma inovação, um projeto e porque não dizer na vida como um todo.

Porém o tema hoje é “Pesquisa On-line”. Por ela podemos mensurar o quão vantajoso será uma campanha de Marketing, entender o que nossos Clientes e Concorrentes pensam de nossa marca, visualizar possibilidades de mercado e outras tantas e incríveis respostas que podemos obter para melhorar nossos serviços, produtos e aventuro-me a dizer – Faturamento, porque não ser realista, ninguém está realmente interessado em algo que não possa lhe trazer retorno.

Hoje quando vemos uma empresa dizendo-se preocupada com o meio ambiente não podemos considerar que aquilo é superficial por completo já que há um investimento na recuperação do eco-sistema, há campanhas de conscientização e outras formas de investimentos além da nossa compreensão como consumidores, porém nada disso é feito a não ser que seja possível mensurar o retorno de visibilidade que a marca obterá – Entende-se que visibilidade nesse caso é nada menos que fixar a marca na memória do consumidor sendo que o mesmo quando pensar em um produto que essa marca produz ele inconscientemente optará pela marca que “ajuda” o planeta, ou seja, a marca fez a campanha ecológica com mais paixão pelo tema, arrebatando para si as emoções e sentimentos dos consumidores.

Na verdade eles não estão pensando em melhorar o Planeta e sim usando e abusando do que muitas fábricas e pessoas causaram de ruim para o eco-sistema como uma forma de obter lucro e visibilidade, as vezes até mesmo essas empresas que tanto poluem tentam se aproximar do seu público alvo por meio de campanhas ecologicamente corretas.

Depois de ter, de certa forma, anunciado que Papai Noel não existe, na verdade afirmei que não existem empresas realmente visando apenas, repito, a proteção e a sustentabilidade de nosso planeta, então vamos entender de que forma podemos usar essa mesma pesquisa de mercado para nosso benefício. As dicas abaixo não têm como objetivo fazer o ‘Bolo’ e sim de ensinar os primeiros ingredientes para o sucesso de suas campanhas.

Sempre tenho em mente que a máxima do marketing onde se diz que – Quem não divulga não vende – não expressa a realidade para o mutante Marketing On-line, me atrevo mudar e dizer que no Marketing On-line – Quem divulga prematuramente está fadado ao fracasso. Porque me atrevi a isso? Simplesmente porque os consumidores não são mais os mesmos de antigamente que bastava um artista famoso, uma celebridade dizer que tal marca é a melhor, ou um lindo comercial mostrando belas mulheres, ou que a marca mais cara de roupas te faz sorrir incrivelmente mais e tão pouco que a ultima tecnologia é a ideal para você, hoje esses consumidores tem por prática realizar pesquisas de marca antes de efetuar as compras, eles querem entender antes de tudo, como funciona, o quanto dura, se há melhor preço ou produtos similares e mais acessíveis, quais as diferenças entre produtos com propostas iguais e preços absurdamente desiguais, o que tal serviço oferece que outro não e se realmente adquirir tal produto ou serviço é vantajoso.

Nossos Consumidores estão inteligentes, capazes de definir o que realmente lhes agrada e não de ser influenciados diretamente por um simples rosto bonito em uma tela apresentando um produto. Claro que, para os não tão instruídos e com poucos recursos de informação (a grande maioria) essa forma de Marketing ainda é muito funcional, não é por menos que as marcas de cerveja expõem em excessos lindos sorrisos, corpos esculturais de mulheres que nunca irão estar nos botequins da esquina e riquezas que não estão na realidade do cotidiano desses consumidores, porém, ao ver isso a sensação de que aquele produto pode oferecer tal experiência acaba convencendo. Claro que isso não reflete a realidade, mas é propaganda, é a forma mais crua de informar o cliente de que a marca se considera a melhor do mercado, ou seja, você anuncia-se ao consumidor dizendo que se considera especial, nesse tipo de Marketing você fala de si mesmo, da sua marca e não os consumidores que falam de você. Hoje estamos evoluindo para uma fase do Marketing de relacionamento, ou seja, em pouco tempo muitos não ouvirão o que você tem para falar de si mesmo, e sim o que seus clientes tiveram como experiência em adquirir seus produtos.

No Marketing On-line dizer algo em seu favor não trará resultado positivo, na verdade fará com que o seu cliente duvide e por impulso pesquise sobre você e pergunte aos outros internautas de seu produto.

Ótimo, até aqui entendemos que a nova geração de consumidores não é mais uma massa de consumidores passivos e sim consumidores ativos, que podem tanto perpetuar sua marca de forma gratuita como expor ao fracasso. Tornar-se aliado desse público nem sempre é fácil, no próximo artigo de continuação vou citar algumas dicas com exemplos para evitar erros antes de começar sua pesquisa On-line.

Até a próxima.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Luiz Castro Junior

Mais artigos deste autor »

Diretor da Alpis Consultoria.
Consultor Certificado 8 Ps - Marketing Digital, Planejamento Estratégico digital, Gestor de Projetos.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">