IPv6 cada vez mais próximo! Conheça um pouco do novo padrão IP

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Com o anúncio de que grandes portais da internet como o Yahoo e o Google irão realizar testes com o novo protocolo IPv6 uma grande dúvida pairou no ar: O que é IPv6?

Como todos sabem a internet é uma rede que interliga milhares de computadores no mundo inteiro. E para que um computador se conecte nessa rede é necessário que ele tenha um endereço único que o identifique, e esse endereço é chamado de IP.

Atualmente utilizamos o IPv4 para identificar os computadores na internet. O problema é que, com o crescimento da rede e, consequentemente, o aumento do número de dispositivos conectados, o IPv4 não está dando conta do recado e em breve não haverão mais endereços disponíveis na rede.

Para evitar que isso ocorra foi desenvolvido o IPv6, que será implantado gradativamente na internet e deve funcionar paralelamente com o IPv4 até a substituição total.

Essa mudança não deve demorar muito para acontecer, pois a saturação do IPv4 é só uma questão de tempo. Está marcado para o dia 8 de junho um grande teste do protocolo IPv6, chamado de “World IPv6 Day”. Durante 24 horas, os maiores portais da internet converterão seus servidores para o novo protocolo a fim de avaliar possíveis problemas e corrigí-los antes da implementação definitiva.

Quais as vantagens de mudar para o novo protocolo IPv6?

Além de expandir a capacidade de endereçamento da internet, pois o IPv6 é um protocolo de 128 bits (a versão anterior trabalha em 32 bits), o IPv6 também trás inovações nas áreas de segurança, mobilidade e desempenho.

Segurança

Um dos principais mecanismos de segurança do IPv6 é o IPSec, que oferece criptografia de pacote de dados para garantir a integridade, confidencialidade e autenticidade das informações.

A grande quantidade de endereços possíveis com o IPv6, por si só, já é um item de segurança, pois isso torna inviável a varredura de IP em redes para encontrar computadores vulneráveis.

Endereçamento

O endereçamento com o IPv6 é de 128 bits e inclui prefixo de rede e sufixo de host que podem ser inseridos em qualquer posição do endereço.

Um endereço padrão IPv6 deve ser formado por um campo provider ID, um subscribe ID, um subnet ID e um node ID. O node ID (identificador de interface) pode ser formado a partir do endereço físico no formato EUI64.

Os endereços IPv6 são escritos como 8 grupos de 4 dígitos hexadecimais.
Por exemplo: 2011:0DC8:8573:A8C2:1113:8A2A:3070:7311

Há ainda no IPv6, tipos especiais de endereços:

  • Unicast – corresponde a uma interface ou dispositivo.
  • Multicast – corresponde a múltiplas interfaces.
  • anycast – corresponde a múltiplas interfaces que partilham um prefixo comum.

O IPv6 veio para revolucionar a internet, eliminando as limitações do padrão IPv4 e construindo um mundo ainda mais conectado.

Deixem suas opiniões ou complementos ao post no espaço para comentários abaixo!

Fonte: 72DPI

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Marcelo Alves

Mais artigos deste autor »

Marcelo Alves, graduado em Desenho Industrial com habilitação em Programação Visual pela Universidade do Estado de Minas Gerais. Atua como Webdesigner e Diretor de Criação desenvolvendo projetos de comunicação para web.


6 Comentários

Eduardo Tomazett
1

A impressão é de que as matérias de Redes que fiz na faculdade vão precisar de ser revistas com o novo protocolo. Ou será que eles conseguiram aproveitar muita coisa da Pilha sem fazer muita gambiarra?

Marcelo Alves
2

Eduardo, você não precisará esquecer tudo o que aprendeu, simplesmente terá que aprender um pouco mais. O IPv6 e o IPv4 trabalharão juntos (em paralelo) durante o período de transição. Mas não fique pra trás, comece logo a se especializar no novo protocolo.

André de Pádua
3

quero ver quando o cara da infra precisar um ip, solicitar ao usuário ou até mesmo o colega de setor que foi até a máquina com problemas.

“manda o IP aí”

hahhahahahahaha.. vai ser triste isso

mas quanto ao real assunto, muito boa a matéria.

Brigida
4

Parabéns!
Ótima matéria,super esclarecedora! Ainda mais porque já na Campus Party se usou o IPv6,e muitos ainda não estão familiarizados com o novo padrão.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">