Não tenha medo, HTML5 não é bicho de 7 cabeças!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

O HTML5 ainda não se tornou o padrão da web, mas a cada dia que passa esta linguagem ganha mais espaço frente ao seu antecessor o HTML4.

Diferente do que muitos pensam, o HTML5 não é um monstro e não será necessário jogar fora todo o seu conhecimento de HTML para poder evoluir. O Html5 pode ser considerado um upgrade do HTML com o objetivo principal de adequar a linguagem para a web 2.0.

Por tanto, não tenha medo do novo, afinal o HTML4 e o HTML5 não são tão diferentes assim. Para provar, mostraremos neste post as principais mudanças que o HTML5 trouxe para a programação de websites.

Simplicidade

Ponto para os programadores. Escrever HTML5 é muito mais simples, mas não se preocupe, a sintaxe HTML4 é totalmente compatível.

Um exemplo dessa simplicidade é a declaração doctype que ficou mais curta sendo apenas “doctype HTML” ao invés daquela extensa linha de código antes necessária. E as variações de doctype também não serão mais necessárias. Teremos apenas o XHTML e o HTML em modos restritos.

Novidades

O HTML5 trás novos elementos para facilitar o desenvolvimento de um website. Em destaque temos:

  • article – Esse atributo é usado para separar artigos, post de blogs e outros conteúdos de texto.
  • asite – Inserir conteúdo extra relativo ao artigo.
  • canvas – inserir gráfico vetorial.
  • datagrid – inserir dados de uma lista ramificada.
  • datalist – inserir dados de uma lista drop down.
  • datatemplate – inserir um template de dados.
  • header e footer – Cabeçalho e rodapé – substituirão as div’s usadas para conter esses elementos. Assim, o código poderá ser melhor organizado e essa parte, comum a todas as páginas de um website, poderá ser separada do conteúdo, o que pode facilitar a otimização SEO do seu site.
  • mark – inserir marcação de texto.
  • nav – semelhante aos elementos anteriormente citados, este servirá para identificar elementos de navegação do seu site.
  • audio e video – criados para facilitar a inserção de conteúdo multimídia no seu website.

Além de novos elementos, também foram adicionados novos atributos ao HTML5. Você poderá consultar a lista completa desses elementos no documento do W3C “HTML5 diferences from HTML4

Modificações

Também houve algumas modificações importantes em elementos fundamentais do HTML. Vejamos algumas:

  • b – o elemento “b” não é mais um elemento para negritar um termo. Sua função agora é destacar um texto e poderá ser usado para marcar palavras-chave.
  • hr – o elemento “hr” agora é um elemento de quebra de linha associado ao parágrafo.
  • i – como o elemento “b” servirá para dar um tipo de destaque a alguma parte do texto.
  • strong – este elemento representa agora importância invés de ênfase.

Desuso

Com as novidades, alguns elementos foram eliminados da nova versão do HTML.

Elementos de diagramação como as tags “center”, “big” e “u” deixaram de existir no código, mas as suas funções são facilmente reproduzidas pela marcação CSS.

Os elementos destinados à criação de frames já estavam em desuso no HTML4 e agora foram eliminados de vez.

E a lista se estende aos elementos que raramente eram usados, como é o caso das tags “dir”, “applet” e “isindex”.

O HTML5 veio para ficar e está se tornando cada vez mais popular à medida que os navegadores começam a se tornar compatíveis.

Vale a pena ler o artigo completo (inglês) do W3C que mostra todas as mudanças: HTML5 diferences from HTML4

Fonte: 72DPI

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Marcelo Alves

Mais artigos deste autor »

Marcelo Alves, graduado em Desenho Industrial com habilitação em Programação Visual pela Universidade do Estado de Minas Gerais. Atua como Webdesigner e Diretor de Criação desenvolvendo projetos de comunicação para web.


1 Comentários

Wallace Erick
1

Já dá pra ir usando HTML5 em projetos, tranquilamente! Claro que muito pouco, perto de tudo que ele oferece, mas enquanto tivermos essa quantia grande de navegadores que não aceitam HTML5 e CSS3, fica difícil utilizarmos tudo o que gostariamos.

Mas use sem medo de ser feliz. Pelo menos o básico!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">