5 dicas para não perder seus dados

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Segurança é primordial e confiança é algo que nem sempre nos dá segurança, principalmente em se tratando de dados/informações.

Recentemente um problema nos servidores do GMail gerou pânico entre seus milhões de usuários do serviço, já que raramente isso acontecia até então, muita gente tratou de buscar por opções de backups de seus emails.

A computação nas nuvens (ou em nuvens, como queira) é uma realidade cada vez mais certa, mas particularmente dificilmente vou confiar totalmente meus preciosos dados (principalmente documentos importantes) à terceiros mesmo com garantias, nunca se sabe quando uma empresa pode sofrer pressão externa para abrir as portas para a justiça ou mesmo ter revelados seus segredos como aconteceu com o Wikileaks.

Mas a questão desse artigo é outra, é citar 5 dicas para você ter seus dados bem seguros.

Como sabemos que nenhuma mídia é confiável, seja CD/DVD ou mesmo dispositivos como pendrive, cartões, disco rígidos, etc, que tal fazer várias cópias de seus dados mais importantes para que, caso se perca uma cópia, tenha outras?

1ª Dica : Use um aplicativo que crie backups

Se você não quer gastar dinheiro, sugiro o uso do Cobian Backup, que você pode programar seus backups, fazer várias cópias em diferentes lugares. Além de gratuito ele tem uma versão que é opensource – Cobian Backup 8 (Black Moon).

2ª Dica : Proteja seus arquivos contra trojans/vírus

Mesmo fazendo backups seu dados ainda correm o risco de serem corrompidos ou mesmo apagados por ação de trojans/vírus. Recentemente tive a experiência de clientes que perderam dados após contágio por trojans em pendrives e os casos são bem mais altos que a gente pode imaginar, por isso não dê bobeira, além de compactar seus dados, coloque senha nos arquivos compactados, mesmo que seja uma senha básica, pois o que os criadores de vírus ainda não fizeram (até onde eu sei/pesquisei) foi criar um vírus que leia arquivo compactado e a senha é uma garantia a mais.

3ª Dica : Faça backup dos seus emails

Muita gente (eu, inclusive) prefiro ler meus emails via web, para evitar que meu disco rígido fique cheio, principalmente porque costumamos receber muitos spams, de cada 10 mensagens que eu recebo, 6 são spams, por isso prefiro confiar no servidor de email.

Mas se você costuma usar o Outlook Express ou outro cliente de email, procure saber onde ele armazena seus dados e faça uma cópia de suas mensagens. No caso do Outlook Express costuma ser a pasta C:Documents and SettingsSeu_UsuarioConfigurações locaisDados de aplicativosIdentities{B0E9424C-931C-4B7F-9C78-AD8A3332FC70}MicrosoftOutlook Express ou similar.

Para GMail, por exemplo, você pode usar o GMail Backup, que é gratuito e muito eficiente.

4ª Dica : Envie cópia de seus dados para sua conta no Gmail

Outra dica é você enviar documentos e outros arquivos importantes para sua conta de GMail, mas por precaução coloque uma senha nos arquivos compactados.

Para esse tipo de backup sugiro o Backup to Email, que além de eficiente é simples e gratuito.

5ª Dica : Faça imagens do seu disco rígido

Fazer cópia integral de um disco rígido pode parecer uma medida drástica, mas com essa energia instável que temos, com tanta gente metida à técnico que existe atualmente, não é má idéia manter uma cópia íntegra do seu disco rígido para evitar contratempos, para isso sugerimo o Macrium Reflect que embora seja uma versão limitada já é suficiente para auxiliá-lo nessa empreitada, inclusive porque ele te dá opções de copiar para mídias, pendrives, disco rígidos externos.

—————————-

E lembre-se: não confie seu equipamento à pessoas que não sejam profissionais, seja exigente, informe ao técnico quais dados deverão ser preservados, não fie-se apenas no profissionalismo dele, pois o termo “formatar” pode parecer dúbio ou ter duplo sentido. Eu, por exemplo, quando o cliente pede para “formatar” eu copio seus dados mesmo que ele peça para apagá-los, nunca se sabe o quanto ele dá importância ao que tem.

Se um técnico dá de cara com o Linux e se nega à fazer coisas básicas, como configurar rede, testar som, verificar configurações de acesso à internet, prefira a concorrência, pois com o nível de maturidade que o Linux alcançou já é hora desse técnico procurar se interessar por outros sistemas operacionais, pois há vida inteligente fora do ambiente Windows.

—————————-

Por enquanto é isso, até mais e boa sorte.

Gostou? Comente! Espalhe! Sugira!

Siga-me no Twitter: @netto_info

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

José Ferreira Netto

Mais artigos deste autor »

Bacharel em Sistemas de Informação pela ULBRA - CEULJI - CAMPUS DE JI-PARANÁ/RO, Usuário desde o MS-DOS 6.10 - Fã de Tecnologia e de Sistemas Windows e Linux - Gosto de compartilhar conhecimento, idéias - Atua como Administrador Técnico de Depto. Informática para Serviço Público.


3 Comentários

Netto
3

Obrigado, Sammuel, pela dica quem sabe pode virar um artigo futuro sua sugestão! Fique ligado, em breve vamos publicar um artigo para Linux.
Abraços

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">