A Importância de Planejar

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

“Planejamento não é importante!”, “Não podemos perder tempo Planejando!”, “Planejar pra que se vai mudar!”

Não se assustem, ainda hoje em dia não é difícil escutar frases como estas que chegam a chocar de tão absurdas e descabidas.

Vamos aos fatos. Em uma conhecida frase de Abraham Lincoln, ele disse: “Se tivesse oito horas para derrubar uma árvore, passaria seis afiando meu machado.”

Imagem via Shutterstoock

Imagem via Shutterstoock

Ao contrário do que possa estar pensando, este exemplo adéqua-se perfeitamente com nossa realidade.

Na engenharia civil, constroem-se casas, prédios, etc. Algo palpável, tangível e real, na engenharia de software o que produzimos também é real, mas é abstrato, e principalmente, nosso software é um produto exclusivo e com particularidades, “não construímos o mesmo projeto de software várias vezes”. Isto nos traz algumas dificuldades que outras áreas de engenharia não sofrem.

A falta de importância dada ao planejamento é uma delas, como o produto é abstrato e depende dos anseios e necessidades de nosso cliente, planejar atividades é um desafio que precisa ser encarado e vencido, caso contrário, o projeto estará muito provavelmente fadado ao insucesso.

O Guia de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (PMBOK) 4º edição, baseia-se em nove áreas de conhecimento que contemplam a Gestão do Projeto, praticamnte todas estas precisam passar pelo Planejamento por parte da equipe, são elas: Escopo, Tempo, Custo, Qualidade, Recursos Humanos, Comunicação, Aquisição, Riscos e Integração.

No cotidiano vemos algumas destas áreas são completamente esquecidas em detrimento de outras erroneamente julgadas mais importantes. A falta de especialistas com poder de abstração, concentração e entendimento para planejar também vem sendo um grande problema nas equipes. Por preguiça, falta de cobrança ou até mesmo capacidade e codições, diversos projetos são produzidos sem planejamento, eles seguem o famoso “fazejamento”, esta premissa faz com que todo e qualquer controle do projeto não funcione, pois uma vez que não planejamos, não temos como acompanhar a evolução execução do projeto, tão pouco definir metas e objetivos assertivos.

Não permita que digam que planejar não é importante ou necessário.

Afiando o machado, reduzimos tempo, custo, RH e riscos. Consequentemente aumentamos a qualidade de nossos projetos, pois nos tornamos eficazes.

Vamos criar o hábito de sempre afiar o machado.

Leia também: Planejamento – Gaste minutos para ganhar horas

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Marcelo Alberto Pinto

Mais artigos deste autor »

Gerente de Projetos de Software com sete anos de experiência na área de TI, durante este período, trabalhei com suporte, redes, programação, análise de sistema e negócio e coordenação de TI. Atualmente estou iniciando uma tragetória acadêmica com a publicação de artigos e materais de apoio aos estudantes de tecnologia.


3 Comentários

Alan Ximenes
2

Excelente colocação, sou desenvolvedor e um dia desses conversei com um colega que faz engenharia civil e vi que eles tem os mesmos profissionais e funções que nós na Engenharia de Software. A vantagem deles é que eles justificam os profissionais pelos prédios e nós pelos sistemas serem abstratos fica mais dificil a conscientização da importância do planejamento.

Marcelo Almeida
3

A própria ausência de comentários neste artigo mostra o total desconhecimento e interesse neste importante tema. Planejamento soa como um palavrão em nossa cultura, como se copiássemos uma frescura dos europeus e americanos, porém, eles são o primeiro mundo, e nós, o terceiro ! Quem está certo ? Pq copiamos o que não presta e deixamos de lado coisas importantes com a deculpinha que “não combina com a realidade do Brasil” ! Pq insistimos em tapar o sol com a peneira ? Enquanto que uma ínfima maioria busca justamente o contrário, na sua busca pelo auto-conhecimento, se reinventam e experimentam modelos bem sucedidos ! Sim ! Copiados das sociedades que não falam o português, pois não estamos no centro do univerno ! Aliás, bem longe disso, pois distamos até mesmo do meridiano de Greenwich…

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">