Banda Larga no Brasil: Isso Non Ecxiste!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

O Fantástico do último domingo mostrou uma matéria sobre o teste da Banda Larga no Brasil realizado pelo IMETRO em parceria com a ANATEL e com o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br.

O teste avaliou o desempenho dos principais provedores das cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, são eles: Oi, NET Vírtua, Telefônica e GVT. Para isso, foram selecionados três voluntários por operadora. Eles contrataram um provedor de Banda Larga e receberam um aparelho de monitoramento que forneceu dados para a pesquisa durante 2 meses.

Os principais problemas encontrados foram: contratos com cláusulas tendenciosas ou inexistentes, a falta de viabilidade técnica para instalação do serviço, a instabilidade do sinal, as constantes interrupções no fornecimento do serviço e velocidades em desacordo com o que é oferecido.

Após os resultados do estudo a Anatel, o IMETRO e o CGI.br juntaram-se e irão, em breve, apresentar novas regras para a prestação do serviço de Banda Larga no Brasil, visando melhorar a qualidade para o consumidor.

Esperamos que essa pesquisa não fique só no papel e que os órgãos competentes tomem medidas severas para coibir a máfia dos provedores de internet que não respeitam o consumidor e não cumprem o que é proposto.

Não viu a reportagem? Veja-a! :)

Com informações do site do Fantástico
Isso Non Ecxiste – Por Padre Quevedo

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Marcelo Alves

Mais artigos deste autor »

Marcelo Alves, graduado em Desenho Industrial com habilitação em Programação Visual pela Universidade do Estado de Minas Gerais. Atua como Webdesigner e Diretor de Criação desenvolvendo projetos de comunicação para web.


3 Comentários

Marketing Digital
1

A pior coisa que existe é uma empresa questionar os testes do InMetro. O usuário confia no InMetro, o que ele diz é lei. Uma empresa que questiona seus testes acaba saindo queimado.

É melhor reconhecer o erro e se propor a consertar, fica mais bonito e mais honesto.

Também espero que não fique só no papel afinal os prejudicados somos nós que somos os usuários.

Mariana Moreira
2

Eu vi essa reportagem no Fantástico e concordo com os resultados. Tenho um plano de banda larga da net e junto com ele, no pacote, vem incluído muitos problemas. As provedoras desses serviços precisam melhorar muito, mas isso só vai acontecer quando tivermos um órgão competente e imparcial para fiscalizar.

Jairo
3

E olha que eles nem colocaram as operadores de celulares que vendem planos 3G. Milhões de usuários contratam aqueles planos que promete uma velocidade de 1MB e a pessoa acaba navegando a 100Kbps em momentos de picos, pois na verdade a navegação chega a ser menor do que 100Kbps. E o pior é que isso ocorre com o aval da anatel, pois a mesma estipulou uma regra que as operadores deviam oferecer no minimo 10% do plano vendido. Isso sim que é uma grande sacanagem, pois a partir disso as operadores passam a vender 1MB porém já com a mentalidade de dar apenas 100Kbps.

Mas ainda tenho fé que isso mude com o PNBL,pelo menos aqui no RS a Oi já esta oferecendo uns planos mais compatíveis e com o diferencial de estar dando a velocidade que vende, em alguns casos a velocidade chega ao minimo 80% do contratado.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">