Configuração da Interface de Rede no Linux

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

A maioria das distribuições Linux já conta com um utilitário para configuração da interface de rede. Mas as configurações através do terminal continuam sendo mais seguras e valem para quase todas as distribuições.

Abaixo será mostrado como configurar suas interfaces de rede através do terminal e também serão apresentados alguns arquivos de configuração correspondentes às interfaces de rede.

Obs: Essas configurações foram feitas no Debian Lenny mas funcionam para quase todas as distros.

ifconfig

Este comando configura as interfaces de rede e seus parâmetros. O comando segue a seguinte sintaxe:

ifconfig interface parâmetros

Obs: Se o comando for utilizado sem parâmetros ele exibe as configurações das interfaces. Útil para verificar se as configurações feitas obtiveram sucesso.

Interface

Devemos indicar a interface que vamos configurar, como no exemplo abaixo:

ifconfig eth0 parâmetros

Parametros:

Após indicarmos a interface devemos indicar o que será configurado nessa interface, isso são os parâmetros. Abaixo temos os mais comuns:

  • up – Habilita uma interface de rede
  • down – Desabilita uma interface de rede
  • address – Indica um endereço para a interface (não é preciso utilizar o parâmetro address, basta indicar o endereço após a interface)
  • netmask – Indica a máscara de sub-rede para a interface
  • broadcast – Indica o endereço de broadcast para a interface

Ex: ifconfig eth0 192.168.254.10 netmask 255.255.255.0 broadcast 192.168.254.255

Isso fará com que a interface receba o IP 192.168.254.10, a máscara de sub-rede 255.255.255.0 e o endereço de broadcast 192.168.254.255

Verificando as Configurações

ifconfig


route

Manipula a tabela de rotas do kernel. Seu uso primário é para adicionar ou apagar rotas estáticas para as máquinas ou redes específicas Se for usado sem nenhuma opção ele exibe a tabela de rotas. Para adicionar utilizamos o parâmetro add e para deletar o parâmetro del.

É através do comando route que indicamos o gateway padrão. No exemplo abaixo vamos indicar que o gateway padrão é o endereço IP 192.168.254.1.

route add default gw 192.168.254.1

Obs: Se utilizado sem parâmetros mostra as configurações de rotas estáticas do computador.

Verificando as Configurações

route



Arquivo /etc/network/interfaces

As configurações feitas anteriormente tem o problema de só serem válidas enquanto a máquina estive ligada, ou seja, ao reiniciar o computador devemos fazer todas as configurações novamente. Vamos acessar o arquivo de configuração da placa de rede e editá-lo.

vim /etc/network/interfaces

Abaixo, temos um modelo de configuração do arquivointerfaces. Devemos editá-lo de acordo com as nossas configurações de rede.

# Configuração das interfaces de rede.
# Configurado por: Ítalo Diego Teotônio# Interface loopback (interface de retorno)
auto lo
iface lo inet loopback

# Interface eth0
auto eth0

iface eth0 inet static

address 192.168.254.5
network 192.168.254.0
netmask 255.255.255.0
gateway 192.168.254.1
broadcast 192.168.254.255

Identificação das linhas:

# Identifica que a interface eth0 está sendo configurada com IP estático

iface eth0 inet static

# Identificação do Endereço IP

address 192.168.254.5
# Identificação do Endereço de Rede

network 192.168.254.0
# Identificação da Máscara de sub-rede

netmask 255.255.255.0
# Endereço do Gateway (Internet)

gateway 192.168.254.1

# Endereço de broadcast

broadcast 192.168.254.255

Caso seu IP seja atribuído via DHCP, basta substituir o parâmetro static pelo parâmetro dhcp e deixar de colocar as linhas addrress, network, netmask, gateway e broadcast, visto que o Servidor DHCP da sua rede informará tudo isso automaticamente.

# Configuração das interfaces de rede.
# Configurado por: Ítalo Diego Teotônio# Interface loopback (interface de retorno)
auto lo
iface lo inet loopback

# Interface eth0
auto eth0
iface eth0 inet dhcp

Arquivo /etc/resolv.conf

Outra configuração importante é indicar qual o endereço dos Servidores DNS, através do arquivo “/etc/resolv.conf.” Este arquivo contém um parâmetro por linha e o endereço de servidores DNS são especificados nele. Existem três palavras chaves normalmente usadas que são:

domain – Especifica o nome do domí­nio local.

search – Especifica uma lista de nomes de domí­nio alternativos ao procurar por um computador, separados por espaços.

nameserver – Especifica o endereço IP de um servidor de nomes de domí­nio, o Servidor DNS. Pode ser usado várias vezes.

Vamos agora editar o “resolv.conf ” de acordo com o modelo:

vim /etc/resolv.conf

#Configuração do Resolvedor de Nomes#Configurador por: Ítalo Diego Teotônio

domain senai.local

search senai.local cetem.local

nameserver 8.8.8.8

nameserver 8.8.4.4

Este exemplo acima especifica que o nome de domí­nio a adicionar ao nome não qualificado (hostnames sem o domí­nio) é senai.local e que se o computador não for encontrado naquele domí­nio então a procura segue para o domí­nio cetem.local diretamente. Foram especificadas também dois endereços para resolver nomes (8.8.8.8, depois 8.8.4.4).

Reiniciando as configurações da interface de Rede

Feito essas configurações, basta reiniciar a nossa interface de rede, através do comando:

/etc/init.d/networking restart

Obs: Use os comandos citados no começo do tutorial para verificar as configurações: ifconfig e route

Outros Arquivos de Configuração

Arquivo /etc/hosts

Este arquivo faz o mapeamento entre endereços IP e nomes de máquinas na rede e é utilizado para resolução de nomes durante o processo de boot enquanto nenhum servidor DNS entrou em ação.

# Tabela de Nomes x IP# Configurador por: Ítalo Diego Teotônio

# Endereço IP            Nome

192.168.254.101      Italo-Not

192.168.254.1          LinuxServer

Assim, mesmo se não tiver nenhum DNS instalado você pode fazer testes de rede, tal como o ping, indicando o nome do computador, ao invés do Endereço IP

Arquivo /etc/hostname

Este arquivo contém o nome do computador. Para verificar ou alterar basta acessá-lo com um editor de texto da sua preferência.

Obs: É possível utilizar o comando hostname para verificar ou alterar o nome do computador.

hostname – Mostra o nome do computador

hostname PC01 – Altera o nome do computador para PC01

Arquivo /etc/networks

Esse arquivo descreve endereçamentos de rede, ou seja os endereços que identificam a rede.

# Endereços de Rede# Configurador por: Ítalo Diego Teotônio

default 0.0.0.0

loopback 127.0.0.0

redelocal 192.168.1.0

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Ítalo Diego Teotônio

Mais artigos deste autor »

Especialista em Gestão de Segurança da Informação e bacharel em Sistemas da Informação. Experiência na área de Tecnologia da Informação com foco em Infraestrutura de Redes, Gestão de TI e Segurança da Informação, atuando como Professor e Analista de Tecnologia da Informação.


2 Comentários

cleyton filho
2

Gostei muito de suas informações parabéns.

Agora so fiquei com uma duvida. Tenho um computador com 3 placas de rede uma Lan, uma Wan e outra que quero destinar para um roteador wifi.
Minha Wan = 192.168.1.1 link da OI
Minha Lan= 192.168.80.31 rede interna
Rede para wifi =192.168.90.31 .
Como devo fazer essas configurações sendo que a rede wifi vai ser uma dmz independente do restante da rede Lan?

desde ja agradeço

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">