Google Shopping – Mais uma aposta do Google para e-commerce de varejo

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Como todos sabemos o Google investe cada dia mais nas tecnologias e nas formas de mercado que estão com taxas elevadas de crescimento ou que seu futuro é promissor.  Continuando então nessa mesma linha de pensamento não temos como nos surpreender com a notícia de que mais um serviço estará sendo lançado ainda este ano – esse por sua vez com a função de potencializar vendas diretamente.

Para quem ainda não sabe, o Google Shopping será uma ferramenta do Google anexada aos resultados gerados em buscas, onde a cada produto buscado o cliente visualizará possíveis (ainda não se sabe ao certo) dois espaços e neles estarão os produtos relacionados a busca, sendo que o diferencial é que já estarão em modo vitrine, ou seja, com foto de apresentação, nome, link e valores.  Tudo de uma forma organizada.

Indo um pouco além, também está considerada a possibilidade do Google ranquear melhor as opiniões de clientes que compraram os produtos do que textos que contenham simplesmente a palavra referência do produto. Como assim?

Hoje quando fazemos buscas somos bombardeados por inúmeras informações, entre elas, lojas virtuais que possuem o produto aparecem em formas de links patrocinados e/ou na busca orgânica, logo entre esses  também temos os blogs/sites de reviews ou que postaram algo qualquer relacionado a palavra chave pesquisada (neste exemplo, um produto), só que além disso também temos fotos que são entregues como resultados e dependendo da busca até mesmo tornam a insistir em aparecer os conteúdos irrelevantes.

Ok, o que muda com o Google Shopping?

A idéia é dar relevância ao que realmente tem que ter relevância – não é por menos que o Google Panda já está ativo. Agora, ao realizar uma busca por determinado produto o ranqueamento será favorável para opiniões de clientes (web 2.0 – consumidor que gera conteúdo, que conversa, que interage com a marca…), reviews – pois são importantes para quem busca informações mais profundas sobre o produto em questão, anúncios – óbvio, imagens – óbvio e claro, o espaço de resultados do Google Shopping. Não posso esquecer dos links patrocinados.

E essa mudança, é somente isso?

Na verdade não, como sabemos tudo que o Google faz tem uma estratégia maior pela frente, então vamos explorar mais um pouco a ferramenta.

Para ter seus produtos relacionados pelo google de forma tão completa (Imagens de apresentação, Nome, Link e  preço) você precisa enviar esses dados para o Google de forma organizada. Como isso é feito? Pelo sistema Google Merchant Center.

Acabou? Ainda não.

Esses dados enviados poderão servir como base para o Google Adwords futuramente, modificando então a forma com que será apresentado. Inicialmente a ferramenta tratará com mais relevância seus próprios anunciantes – uma coisa lógica.

Ok, para testar a ferramenta clique aqui. Vale lembrar que quando trata-se de ferramentas como essa é indicado pelo menos a consultoria de um profissional da área, ou, se possível, que toda a ferramenta seja configurada e instalada por um profissional, a fim de obter os melhores resultados.

Um grande abraço, sucesso a todos.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Luiz Castro Junior

Mais artigos deste autor »

Diretor da Alpis Consultoria.
Consultor Certificado 8 Ps - Marketing Digital, Planejamento Estratégico digital, Gestor de Projetos.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">