Imagens para lojas virtuais não é mais diferencial – é obrigação

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Muitos anos atrás se falava em e-commerce, lojas virtuais, ganhar dinheiro na internet e outras coisas do gênero de uma forma relaxada – quase que uma corrida contra o tempo. Quando tudo está no começo realmente é algo que se atira sem mira, em alguns aspectos errar é até considerável, é necessário tentar. Isso era comum quando se falava em lojas virtuais – ainda é – mas agora não por inexperiência e sim por teimosia, pois conteúdo já tem aos montes e pessoas capacitadas pelo menos no básico não está tão difícil de se encontrar.

Como sempre costumo falar: não adianta economizar se vai acabar deixando algo a desejar. Quer gerar lucro, faça o necessário!

Fotos de produtos para lojas virtuais são 30% da venda. O restante é marketing, é atendimento e outras formas de facilitar que o consumidor encontre sua loja. Lembre-se de que uma das grandes dificuldades de se vender qualquer produto em lojas virtuais é a limitação do contato direto com o produto, não temos então o tato, o olfato e nem a interatividade constante como em lojas físicas, mas, podemos amenizar isso com boas imagens, vídeos e porque não imagens 3d dos produtos.

Descrição do produto é importante, porém, muitos não as lêem tornando-as hoje uma forma de aumentar a relevância em SEO, não mais como atrativo para vendas. É importante citar que vídeos estão sendo utilizados para substituir as descrições em textos.

Usabilidade no carrinho de compras só funciona se o cliente clicar em comprar. Precisa criar o desejo de compra, se não o trabalho de facilitar o finalizar da compra é inútil.

E-mail Marketing é essencial, mas sem boas imagens não há como gerar interesse, não é só preço que atrai, e fazer guerra de preço não é caminho para o sucesso, dependendo do poder econômico da empresa pode ser até o caminho para a falência.

Portanto, preste atenção em como você está aproveitando o efeito estimulante das imagens. Suas imagens podem estimular positivamente ou negativamente, isso é o reflexo de como você cuida do seu negócio.

Não é caro ter qualidade em imagens de produtos em alta resolução e bem tratadas no Photoshop. Não mesmo.

Dependendo do tamanho ou variedade de produtos um Studio poderá custar aproximadamente R$3.000,00, isso incluindo máquina, iluminação, base, fundo e suportes.

Logicamente você precisará de computadores que sejam adequados, não faça seus profissionais sofrerem com aquelas máquinas ultrapassadas que demoram uma eternidade somente para abrir o programa de edição ou carregar imagens. Não custam caro, por R$1.500,00 você consegue comprar computadores com configurações ideais para efetuar o trabalho, isso incluindo um monitor de 21,5 polegadas LED para mais qualidade na edição das imagens, monitores ruins podem interferir na qualidade final de sua imagem.

Por fim, não deixe de investir no profissional que fará esse trabalho, tanto no fotógrafo como no editor, trate-os como profissionais (mesmo que sem muita experiência) – respeito traz respeito, investimento traz investimento e compromisso por parte do funcionário. Treinar funcionários ainda é a forma mais segura de ter qualidade.

Um grande abraço a todos, sucesso.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Luiz Castro Junior

Mais artigos deste autor »

Diretor da Alpis Consultoria.
Consultor Certificado 8 Ps - Marketing Digital, Planejamento Estratégico digital, Gestor de Projetos.


7 Comentários

israel
1

Artigo interessante, nunca tinha pensado neste assunto. Realmente é como diz o velho ditado uma imagem vale mais que 1000 palavras.

Marcos Silva
2

Muito obrigado Luiz, vou adotar essas dicas, realmente as imagens são essenciais, trazem mais confiança tambem ao cliente. Criei recentemente um site de e-commerce com a Inter.net, ficou bem legal, não esqueceu das imagens, so não sabia da importancia que elas tinham, agora sei, muito obrigado!

Luiz Castro Jr
3

Fico feliz em poder ajudá-los.

Como em grande parte dos meus artigos onde comento sobre lojas virtuais tenho dito que e-commerce se faz pensando em um todo. Tudo realmente está interligado, você não tem acesso se não investir em publicidade e otimização, você pode ter acesso – mas não venderá se não tiver um bom site que transmita segurança, mesmo tendo site e publicidade perfeitos você terá dificuldades se seu produto não estiver bem apresentável, mesmo contudo isso se conseguir fazer a venda e não tiver atendimento de qualidade você não terá clientes retornando… Enfim, isso é só para exemplificar que realmente e-commerce não é feito de pequenas partes e sim na soma de todos os esforços, gerenciar um projeto de loja virtual requer muito esforço, pois não se muda uma peça sem afetar outra direta ou indiretamente.

Sucesso a todos, um grande abraço

Luiz Castro Jr
5

Olá Antônio,

Na verdade esse é nosso trabalho, levar informação que seja utilizável ou que pelo menos faça refletir.

Muito obrigado pela leitura desse post, realmente fico muito feliz em saber que existem pessoas lendo e utilizando essas pequenas dicas e provocações ao mercado virtual e seus gestores.

Um grande abraço, fica com Deus.

Luiz Castro
7

Muito obrigado José Carlos,

Realmente é uma das coisas que premiam a Loja com o convencimento ao cliente, mas mesmo assim muitos (e realmente muitos) desconsideram este fator… Passei recentemente por um cliente que batia o pé que o problema não eram as fotos (baixíssima qualidade), mas sim o botão vermelho do site que deveria ser verde por que ele leu uma matéria sobre isso…

Não há problema trocar e testar botões – é válido, muito válido… Mesmo assim, existe algo que é imprescindível – As fotos. Resultado – Trocou o botão e continuou de mal a pior, não quer investir em reformulação do visual do produto – por fim, vai sair mais caro no final aceitar o erro e corrigir… Por isso fica a dica – Viu algo a ser melhorado no seu e-commerce? Então corre resolver, não deixa para depois. Depois, é sempre mais caro!

Abraço,

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">