Cloud Computing (Computação em nuvem) entre os temas mais discutidos em TI

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Há algum tempo o termo computação em nuvem ou Cloud Computing tem tomado espaço entre os assuntos mais discutidos de TI, desde então muitas empresas e pessoas buscam informações sobre este assunto. Tudo isso não é à toa, pois para se ter uma idéia, segundo estimativas do instituto de pesquisas Forrest Research, o mercado global de cloud pública movimentará até 2020 perto de 160 bilhões de dólares por ano e a cloud privada, cerca de 70 bilhões de dólares.

Tendo em vista esse crescente interesse sobre o tema, podemos trazer neste artigo diversas definições sobre computação em nuvem, todas elas têm relações estreitas entre si, o que se pode observar a seguir:

[1] Computação em nuvem é uma tendência recente em TI na qual tem o objetivo de proporcionar serviços de TI sob demanda com o pagamento baseado no uso de tais serviços. Outras tendências anteriores à computação em nuvem eram focadas para um grupo específico de usuários, mas a computação em nuvem pretende englobar tudo, desde prover serviços para o usuário final até empresas.

A computação em nuvem é computação utilitária (utility Computing), ou seja, é uma evolução dos serviços e produtos de tecnologia da informação sob demanda. O objetivo de computação utilitária é oferecer recursos computacionais de uma rede como uma mercadoria através de provedores de baixo custo. Com ela o usuário não precisa se preocupar com escalabilidade, capacidade de processamento e armazenamento, por exemplo.

[2] Podemos definir de uma forma abrangente computação em nuvem: Nas nuvens ficam recursos facilmente utilizáveis, onde podem ser virtualizados hardware, plataforma de desenvolvimento e serviços. Tudo isso com a possibilidade de ser reconfigurado a fim de que não haja subutilização ou sobre utilização e com o modo de pagamento pay-as-you-go (Forma de pagamento onde se paga somente àquilo que é consumido).

[3] Computação em nuvem pode ser descrito como um imenso ambiente de servidores virtuais ou físicos, chegando a um conceito de recursos computacionais que contemplam capacidade de processamento, armazenamento, conectividade, plataformas, aplicações e serviços disponibilizados na internet.

Existem diversas definições de diversos especialistas, mas a princípio podemos considerar estas definições listadas como as mais enxutas e as que mais se aproximam da realidade. Para consulta de mais definições recomendo o artigo [2], que pode ser facilmente encontrado em sites de busca.

Visto algumas definições de computação em nuvem, no dia 13/11/2011 foi provado mais uma vez que um dos assuntos que ganham mais foco em TI é computação em nuvem. Neste corrente dia a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), localizada em São Paulo, realizou a prova da primeira fase do seu vestibular de 2012. Esta prova foi composta por duas partes sendo a segunda parte a redação composta de três temas que tiveram de ser desenvolvidos pelos vestibulandos, um dos três temas propostos na redação foi Computação em nuvem.

Como computação em nuvem está crescente na área de TI, nada mais interessante do que propor este tema em uma redação de uma conceituada universidade.

Confira aqui o artigo acadêmico completo no formato PDF.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Renan Borges Pereira

Mais artigos deste autor »

Aluno do curso de Segurança da Informação da Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC).

Atualmente trabalhando como Analista de Suporte Técnico.

Blog: http://pelasnuvens.wordpress.com


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">