Dados Abertos Governamentais: uma oportunidade para desenvolvedores com uma boa idéia

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Destacar-se no mercado globalizado se tornou um desafio a todo profissional indiferente da sua área de atuação. É cada vez mais comum encontrarmos profissionais com múltiplas formações acadêmicas para se diferenciar dos concorrentes – o mercado de trabalho passa a exigir especialistas com uma visão sistêmica.

Mas somente as formações acadêmicas não são suficientes aos profissionais, existe algo mais que deve ser trabalhado para se destacar, neste caso o foco seria o poder de observação e criatividade, mapear uma carência e atendê-la.

Da mesma maneira que a Internet contribui para acirrar o mercado globalizado, ela também cria um mar de oportunidades para qualquer cidadão com uma boa idéia se destacar e ser reconhecido pelas suas idéias. Cabe ao cidadão/desenvolvedor aproveitar este novo nicho ou oportunidade para se diferenciar no mercado, tornando-se, talvez em longo prazo, até uma referência de uma das áreas governamentais.

Mas o que são os dados abertos governamentais?

Na definição de Cecconi (2010), “Dados Abertos Governamentais não são apenas a publicação de tabelas de dados legíveis apenas por pessoas, mas sim a publicação das informações do setor público na Web, compartilhadas em formato bruto e aberto, compreensíveis logicamente, de modo a permitir sua reutilização em aplicações digitais desenvolvidas pela sociedade”. [1]

O que posso fazer com estes dados + informações?

Podem-se criar novos serviços de informações com os dados e disponibilizá-los ao cidadão em um blog ou portal como mais um serviço de consulta.

O que eu cidadão / desenvolvedor ganho com isso?

  • Destaque pela sua criatividade;
  • Ser visto ou reconhecido pela sua inovação, afinal os dados sempre estiveram disponíveis na web, mas foi somente você cidadão / desenvolvedor que encontrou uma nova utilidade para os dados.
  • Pode se tornar uma referência em longo prazo se atuar sempre no mesmo nicho de atuação;
  • É talvez o mais importante, pode demonstrar como qualquer cidadão pode contribuir para melhorar os serviços fornecidos pelo governo.

Afinal, o trabalho coletivo tem mais poder que a atividade individual, a contribuição de cada insight gera uma nova idéia que contribui ou não a inovar.

Se você acredita que pode contribuir está certo, mas se pensa que nada pode agregar, também tem razão, afinal é você que limita seu sucesso.

Agora pense como um desenvolvedor/cidadão pode contribuir?

Segue um link de referência para refletir e conhecer mais sobre esta nova oportunidade – http://www.brasilaberto.org/.

Obrigado aos que chegaram até o final deste texto.

Deixe seu comentário! Aceito recomendações para continuar o debate em textos futuros.

Um abraço e até a próxima.

[1] Disponível em http://www.nic.br/imprensa/clipping/2010/midia528.htm. Acesso em: 08 nov 2011

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Fernando C. G. D. Guerra

Mais artigos deste autor »

Mestre em Administração Profissional pela Faculdade de Estudos Administrativos de Minas Gerais (FEAD), Especialista em Gestão Estratégica da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), MBA em Gestão de Projetos e Graduado em Administração de Sistema de Informação pelo Centro Universitário UNA (UNA).


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">