Mobile TI: A realidade das aplicações em plataformas móveis

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Mobilidade. Essa é a palavra do momento. O mercado de tablets e smartphones tem crescido abruptamente, e é inegável dizer que esses aparelhos são muito mais do que partes do nosso cotidiano, são ferramentas de lazer, estudos e, principalmente, trabalho.

Segundo dados da consultoria IDC, a venda de tablets pelo mundo deve superar a casa das 62,5 milhões de unidades. Somente no Brasil devem ser vendidas 450 mil unidades em 2011 e a expectativa é que ultrapasse a marca de um milhão no ano seguinte.

Já o mercado mundial de smartphones deve alcançar 450 milhões de unidades vendidas no mundo todo este ano, o que representa um crescimento de 49,2% sobre os 303,4 milhões de aparelhos vendidos em 2010, informa a IDC.

Isso é reflexo do aumento do número de fabricantes, a entrada de grandes marcas, como Motorola, Samsung e HP, além da Apple, e a propagação do sistema operacional da Google, o Android. Atualmente, a plataforma está presente em 36% dos aparelhos de smartphones vendidos.  Já nos tablets, timidamente o Android vem caminhando, contando com 26,8% dos aparelhos vendidos entre abril e junho desse ano. O predomínio segue com o iPad que detém 68% do mercado. No entanto, no final de 2011, esse número era de 83%, revela o IDC.

A grande verdade é que esses números apontam a acessibilidade a esses dispositivos móveis, e a facilidade que eles trazem, em geral, para o mercado corporativo. Tablets e smartphones já contam com diversas opções de aplicações, que rodam tão bem quanto em notebooks e PCs. Não há perda de funcionalidades, nem de performance. Ou seja, quem ganha é somente o usuário.

Imagine uma equipe comercial de uma empresa, a facilidade de colocar um desses simples e portáteis aparatos tecnológicos em suas mãos. Qual seria o aumento de produtividade? Vendedores realizando pedidos online, sistemas trabalhando simultaneamente. Seria uma grande central de dados inteiramente conectada diretamente na palma da mão.

E, para atender a todo esse contingente comercial é necessário o desenvolvimento especializado de aplicações para esses aparelhos, seja lá qual for o sistema operacional utilizado, como iOS, Android ou até mesmo o prometido Windows 8.

A mobilidade, os tablets e smartphones são caminhos sem volta. Os clientes querem essa comodidade, essas facilidades. É preciso ficar atento e levar as novidades em aplicações móveis. A mobilidade para as aplicações não é mais um diferencial, e sim uma necessidade, que se torna, a cada minuto, mais real.

por José Ricardo Ferreira: Diretor Comercial da Entire Technology Partners

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Profissionais TI

Mais artigos deste autor »

Eventos, cursos, livros, certificações, empregos, notícias e muito mais do mundo da TI (Tecnologia da Informação).


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">