PHP ágil e divertido com CodeIgniter

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Após experimentar algumas frameworks PHP, recentemente tenho aplicado bastante tempo no estudo da CodeIgniter, e tive o prazer de redescobrir a diversão em programar nessa linguagem um tanto controversa.

Logo de cara, quero recomendar o screencast da Nettus+ chamado CodeIgniter From Scratch. Um excelente material para aprender (e se aperfeiçoar) a desenvolver aplicações Web com PHP.

PHP e MVC

Não há mistérios na forma como a CodeIgniter trabalha com o MVC, utilizando o “MVC clássico”, com as rotas baseadas nos nomes do controlador e das actions, modelos com ORM através da ActiveRecord, e views utilizando a linguagem natural do PHP para gerar a visualização das suas páginas.

E este último, acredito ser uma das grandes vantagens do PHP com MVC. Escrever views com PHP é muito mais “natural” do que em qualquer outra linguagem (claro, se você entende de PHP). Não é necessário aprender nenhuma “linguagem de template”, como em algumas frameworks, pois é normal escrever o PHP “mesclado” ao HTML.

Em comparação à CakePHP ou à Zend Framework, a verdade é que a CodeIgniter é relativamente “seca”. Ou seja, temos menos “recursos mágicos” e somos obrigados a por a “mão na massa de verdade” em algumas situações. Embora isso seja encarado como um ponto negativo por alguns, essa característica acaba resultando em maior performance e simplicidade.

Performance

A partir da versão 2.0, a CodeIgniter deixou de dar suporte ao PHP 4, o que alavancou a sua performance (já que não é mais necessário criar fallbacks para os recursos do PHP 5). Essa decisão permite que a framework rume cada vez mais para o caminho da Orientação a Objetos, e que torne a nossa vida cada dia mais simples :)

E performance é uma das qualidades e diferenciais da CodeIgniter. Segundo o benchmark realizado por Leng Sheng Hong, a CodeIgniter fica atrás apenas da (também excelente) DooPHP:

Benchmark PHP

Em tempos onde performance e disponibilidade são premissas, e não mais diferenciais, ter uma boa ferramenta ao seu lado facilita muito o trabalho de atender a essas expectativas.

Simplicidade

Essa qualidade eu descobri recentemente, quando tive que usar a SDK do Facebook para desenvolver uma aplicação social com a CodeIgniter.

Foi tão simples quanto jogar a classe como uma biblioteca, fazer alguns ajustes de nomenclatura e construção, e pronto! Estava pronta para usar, dentro da estrutura e fluxo da CodeIgniter.

Estender a framework é simples e prático. Escrever hooks e helpers é tão natural quanto escrever funções. Essa simplicidade vem aliada a uma coleção de features prontas disponíveis com o coreda framework. Também vale mencionar a facilidade de configuração e instalação.

Considerações finais

Se você procura uma framework PHP simples, que não seja tão “mágica” e que permita para você um trabalho descomplicado com o MVC, recomendo a CodeIgniter.

É claro que ela têm algumas desvantagens se comparada a outras frameworks do mercado. Por exemplo, acredito que o desenvolvimento com a CakePHP seja mais ágil e fácil se comparado ao da CI (é claro, isso tem um custo na performance e tamanho). Mas com a versão 2.x, é visível que a ferramenta está caminhando para um desenvolvimento de alto nível.

Fonte: Klaus Laube.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Klaus Peter Laube

Mais artigos deste autor »

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Centro Universitário de Jaraguá do Sul (UNERJ). Desenvolvedor Web de longa data, apaixonado por Python e defensor dos padrões Web. Escreve quando pode no http://www.klauslaube.com.br.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">