Você não ganha o salário que merece, ou não faz por merecer?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá pessoal,

Antes de mais nada, este texto foi escrito com base em leituras de posts sobre salários de TI, publicados aqui no PTI, e seus respectivos comentários – na grande maioria de pessoas insatisfeitas com seus salários e dizendo que a pesquisa é comprada e etc. Leiam alguns dos posts sobre pesquisas salariais aqui, aqui e aqui.

voce-nao-ganha-salario-que-merece-ou-nao-faz-por-merecer

Pessoal, os números que estão nas pesquisas não foram colocados por má-fé. Não foram colocados pra querer enganar alguém, para fazer algum tipo de propaganda enganosa. São PESQUISAS, respondidas por profissionais da área.

Essas pesquisas geralmente são feitas em empresas acima de um certo número de funcionários, pois daria muito mais trabalho ficarem procurando um montão de empresas pequenas. Mais fácil pegar empresas grandes, que dá uma amostragem muito maior pra pesquisa.

É obvio também que a cidade mais procurada em pesquisas como esta é São Paulo, por ter mais empresas, mais vagas, mais oportunidades, etc. Não sabemos se ali tem SÓ empresas de São Paulo, ou se tem de todo o país, mas com certeza tem pelo menos uma boa parte de São Paulo, o que ajuda a elevar a média salarial.

Digo por experiência própria: os salários NÃO estão fora da realidade NÃO. Eu sou Administrador de Banco de Dados e meu salário é maior do que o apresentado na pesquisa – e eu NÃO trabalho em São Paulo. Trabalho no Paraná!

Muitos de vocês que estão reclamando são do interior – e se vocês pretendem continuar acomodados no interior, tem que se acomodar com salários muito mais baixos. Essa é a realidade. Os salários no interior infelizmente são absurdamente mais baixos – cerca de “menos da metade” do que vemos na pesquisa, não é isso?

Eu vim do interior, fiz faculdade no interior, onde também fiz estágio e trabalhei um pouquinho logo depois que me formei. E rapidamente me mudei pra capital, pois a diferença é absurda.

Esses valores, ao contrário do que muitos insatisfeitos estão falando, não são da “Europa” não. São valores dentro da realidade aqui do Brasil.

Meu primeiro salário em TI foi de um salário mínimo, na época era R$240,00 (eu era estagiário). Estudando, consegui uma vaga em outra empresa por R$ 500,00. E em seguida pra outra empresa por R$ 1.200,00. Isso no interior, e antes de me formar. Graças a estudo e dedicação. Depois que me formei e vim pra capital a coisa melhorou muito.

Algo que muitos esquecem: “Evolução de salário acompanha a evolução do profissional”.

Se você está reclamando de salário baixo, então se valorize e não aceite trabalhar por salário baixo. Candidate-se a vagas em empresas decentes, que possam pagar o que você acha que merece.

Se você não consegue uma vaga com esse salário, é sinal que você não tem o conhecimento desejado, e portanto não está se dedicando como deveria – ou então ainda não teve tempo suficiente pra crescer. Nada vem de graça galera!

Eu sei de várias, várias mesmo, vagas com ótimo salário que não conseguem ser preenchidas – e os requisitos nem são tão altos. Pedem apenas algo típico de um profissional em nível Pleno.

Uma dica pra vocês que estão reclamando da área de TI: procurem um advogado recém-formado, procurem um engenheiro recém-formado, procurem um dentista recém-formado. Pergunte se eles estão felizes, e perguntem qual o salário atual deles.

A verdade é que em TODAS as profissões o reconhecimento salarial só vem depois de experiência, de bagagem, e de especialização.

Quantos de vocês, que estão reclamando, tem uma pós-graduação para se especializar na área que querem trabalhar?

Quantos profissionais tem o mesmo nível de conhecimento que você na sua cidade?

Se o seu conhecimento não se destaca, o seu salário também não vai se destacar.

Conheça meu blog: http://certificacaobd.com.br

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

36 Comentários

Diego
1

Milton,

Meus parabéns, na minha opinião seu post explicou completamente as dúvidas que poderiam surgir quanto à pesquisa de salários.

Sem dúvida a área de TI é uma das que mais bem pagam atualmente, porém como princípio básico, exigem profissionais capacitados para determinada tarefa.

Posso citar meu exemplo, concluí minha graduação há exatamente 6 meses como Analista de Sistemas e atualmente já estou com uma ótima remuneração no mercado, porém não consigo ainda almejar vagas maiores devido a falta de capacitação e experiência em algumas situações diárias.

Fernando Franquini
3

Milton,

muito bom, é isso mesmo.
Eu acrescento ai na sua lista de salários baixos mais uma pancada de profissão, acontece que nego faz um curso de 200 horas e diz que sabe, muito cuidado ao dizer que sabe, se o cara do outro lado é bom (geralmente são MUITO bons) faz uma única pergunta e te derruba.
Certa feita, conversando com uma profissional onde na empresa que trabalha, é aplicado PROVA independente do nível.
Questionei: – Você acha que Prova Prova?
Ela me respondeu: – Prova o que TU NÃO SABE e não o que você sabe. Teve um candidato que disse que sabia tais e tais coisas, teve duas questões básicas sobre as coisas, e errou ambas.

Então procurem estudar e se qualificar sempre.

Att,
capin

Tárcio Zemel
4

“se vocês pretendem continuar acomodados no interior, tem que se acomodar com salários muito mais baixos”. Pera, lá, meu amigo! Como vai falando que as pessoas são acomodadas só porque não compartilham do mesmo espaço geográfico do que os “não acomodados”?!

Pra trabalhar com INTERNET a pessoa pode morar numa oca numa tribo e prestar serviços pra NY. Se ela souber o que faz, tanto quanto alguém que trabalha no prédio comercial mais luxuoso de São Paulo, então o salário de ambos deveria ser, pelo menos, equivalente.

Comentário infeliz…

JacksonJackson
5

Oi Tárcio,

Eu já li este trecho “se vocês pretendem continuar acomodados no interior, tem que se acomodar com salários muito mais baixos” diferente.

Acredito que o autor não quis generalizar e dizer que todos do interior são acomodados, mas sim, fazer alguns acomodados se tocarem de que enfiados no interior eles PODEM (veja bem, PODEM) não ter a mesma oportunidade de adquirir conhecimentos (cursos, certificações, experiência, networking e etc) tanto quanto se estivessem em grandes centros, logo, o salário pode não ser o mesmo.

Você disse: “Se ela souber o que faz…”. A questão é que tem muitas pessoas por ai (em várias profissões) que NÃO SABEM tanto quanto outros e ficam chorando para ganhar mais.

Sem conhecimento, não há reconhecimento!

Milton Bastos
6

Esse é outro problema: interpretação de texto.

Se você faz Home Office para uma empresa de NY, como fez questão de usar no seu exemplo, então você não trabalha pra uma empresa pequena do interior.

Se você acha que estou errado, faça uma pesquisa entre os profissionais de cidades do interior:
– Londrina
– Maringá
– Blumenau
– Uberlândia

Repare que não estou pegando cidades pequenas não, são cidades de porte médio pra cima. Londrina é a segunda maior cidade do interior do Brasil se não me engano.
Não vou colcoar Campinas na lista, pois é um caso a parte – é uma cidade que é do interior mas já é grande suficiente e com empresas grandes, com salários próximos ao de São Paulo.

São cidades ÓTIMAS pra se morar, com qualidade de vida excelente. Eu morei 7 anos em Maringá, e meu sonho de consumo seria morar em Maringá com meu salário de Curitiba. Não estou criticando as cidades, nem criticando as pessoas que moram nessas cidades.
A questão é que as empresas dessas cidades NÃO PAGAM salários condizentes.

Você morar no interior e fazer home office pra uma empresa grande é um caso completamente diferente. Isso aí é realmente um caso para quem trabalha com INTERNET.
Eu não trabalho com internet. Sou DBA, e realmente é possível fazer atendimentos remotos como DBA – mas muitas vezes é necessário a atuação on local, pessoalmente.
Uma empresa GRANDE jamais iria “contratar” um DBA home office. Um dia ou outro, esporadicamente, é normal. Mas banco de dados em uma empresa GRANDE (estou falando de produção, e não de desenvolvimento) é algo extremamente crítico. Se precisarem do profissional pessoalmente, a empresa não pode esperar eu viajar 400KM para resolver o problema.

E esclarecendo: não falei que todas as pessoas que moram no interior são acomodadas.
Acomodados são aqueles que estão trabalhando numa empresa pequena, aceitando salário baixo, e ficam reclamando mas não se movem para melhorar a situação.
Em cidade pequena é MUITO DIFÍCIL conseguir algo bom. Não impossível, mas garanto que mais de 90% dos profissionais de TI do interior não estão satisfeitos com salário.

Se não querem se mudar de cidade e preferem ficar só reclamando, pra mim é comodismo sim.

Tárcio Zemel
7

Jackson,

É, pode ter sido esta a intenção, mas, sinceramente, ela não foi “transparecida” no texto… E concordo plenamente que não saber e reclamar de salário está erradíssimo!

Att

Uelson
8

A grande maioria que pode ter reclamado não tem pós graduação porque não é uma coisa que se faz do dia pra noite, e custa um dinheiro que eles não tem, por mais que exista financiamento estudantil, logo logo vai aparecer os super graduados devendo uma grana de empréstimo como nos EUA, e vaga pagando merreca que em 50 anos você recupera esse investimento, nenhuma empresa quer um ROI enorme, e com gente funciona assim, não tem planejamento de carreira que sobreviva com essa realidade a espreita, simples assim, não é inveja, mas a realidade da pessoa.

Acho um absurdo uma empresa não manter um cara jogando no time por um ano, não dá estrutura, ambiente viciado por gente que acha que não precisa fazer e deixa o novato se virar, quando cansa de tomar pancada, sai procurando outro emprego e troca, que confiança um cliente tem com uma empresa que vive trocando de pessoal, um exemplo vivo de falta total de confiança seria o call center, pergunte pra 10 pessoas se confiam/gostam desse atendimento, muitos vão dizer não, e não estou distorcendo nada, sabem que a pessoa ganha mal, tem pouco preparo, mas usa por não ter opção.

Sempre alguém vê uma vaga que paga muito bem e pede pouco, ou não tem gente qualificada pra preencher,de cada 10 textos que se dispõem a falar desse tipo de coisa, todos adoram emendar esse chavão. Assim como tem muito recém formado feliz, eu conheço vários infelizes, ganhando a mesma coisa que antes de fazer a faculdade, pois ainda estão dando um tempo e mandando seu CV usando como muleta o emprego atual, qual patrão ficaria feliz ao saber que foi usado pelo seu funcionário, usou sua rede pra mandar um curriculo prum concorrente e faltou indo na entrevista, e não quer ficar aqui?

Tem fatores dos quais não se tem controle, é obvio, coisas acontecem contra a nossa vontade, é tranquilo e aceitável o quão difícil seria levantar dados de empresas médias e pequenas, aonde se tem a MAIORIA das pessoas que atuam com TI.

Único conselho que achei justo e aproveitável do seu texto é o de buscar se valorizar, se não paga bem manda seu CV pra empresa que possa te valorizar, tem muito cara bom que não se valoriza e vai aceitando, e não sai do lugar.

Entendi o tom de desabafo, e achei bacana dar a cara pra bater e falar essas coisas, o que falta ler nesses sites de TI no que tange em carreira é o lado B de TI, consultoria que tem acesso as super vagas se passando por atravessadoras, pessoal de RH que se acha DEUS maltratando candidato, que não dá um retorno, falta de estrutura do mundo real, publicar tabela maquiada e falar desse mundo perfeito soa fácil e superficial, com a impresão de “mais do mesmo” .

abraço

Thomaz
11

Muito bom o texto, mas vivo uma realidade aqui onde moro em Cascavel – PR, existem muitas empresas que pagam muito pouco até pra profissionais bem especializados, vivi um exemplo disso onde um analista de sistemas ganha quase o mesmo que um profissional de suporte Nivel II …. Ou seja nem sempre se valorizar é questão de ganhar mais ….. Assim como existem pessoas sem formação e estão ganhando bem.
O problema que hoje T.I virou um chavão, e vemos em qualquer cidade muitas pessoas com um curso técnico ganhando o mesmo de um cara graduado e pós-graduado (não estou desmerecendo o curso técnico), mas tem gente que faz um e sabe formatar um PC e sai por ai dizendo que é especialista, uma empresa o contrata e acaba vendo que não é aquilo que ele dizia, e acabam julgando todos por igual.
Concordo que devemos nos valorizar, devemos buscar mais conhecimento, mais informações e ficar antenado no mundo de T.I, só assim seremos reconhecidos e bem pagos.

Abraços

Raul Junior
12

Bom dia Milton .

Gostei muito desse seu artigo sobre salários, estou em 100% com você na sua colocação pois funciona dessa forma mesmo, o fato por você abordado é de extremo valor. Após ler esse seu texto vou rever meus conceitos quanto a novos rumos.

Douglas
13

só o stress que a área de TI é o salário ja devia ser gigantemente gigante

se eu fosse DBA com a responsabilidade que tal tem…. eu iria querer ganhar R$20.000,00 CLT ou mais

menos que isso é mais facil vender cachorro quente nos EUA.

ganhar 10k..PJ depois de ter feito faculdade/pós-graduação/inglês fluente é salário de fome….

Marcelo Melo
14

Muito boa a matéria… estava “mergulhando” aqui no PTI e a encontrei!

Acho que ao mesmo tempo que foi um puxão de orelha, foi também motivador.

Moro em Franca (interior de SP, bem próximo de Ribeirão Preto), e aqui apesar de muitas empresas de TI, realmente quase nenhuma oferece salários bons.

Nasci aqui, minha família é daqui e por isso não pretendo sair. Mas, receio que vai ter uma hora que se as coisas não melhorarem, não vai ter jeito.

Engenheiro Curitiba
15

Aqui em Curitiba o salário médio de um graduado em engenharia de computação, que em sua maioria vai pra TI, é de 2 mil reais por mês. Falo isso porque acompanho todos os amigos do curso que estão trabalhando e já são CLT. Os mais abonados estão na Esso com salário de 3 mil por mes bruto. Essa pesquisa é infeliz e visa saturar o mercado e cortar custos com mão de obra.

Milton Bastos
16

Tenho certeza que isso realmente acontece, pois meu primeiro emprego como recém-formado aqui em Curitiba, como desenvolvedor, foi de pouco mais de 1800,00.
Aí depende do tempo de experiência, e principalmente (algo que não foi citado acima) de qual o CARGO.
Dizer que “trabalham com TI” é algo muito genérico, existem dezenas e dezenas de cargos diferentes.

Aí depende de cada um trabalhar e se especializar para conseguir cargos melhores e naturalmente salários melhores.

Rafael S.
17

Concordo plenamente!
Comecei aos 14 anos. Hoje, tenho 23 anos e sou líder técnico de projetos .NET e Mobile e ganho mais de 5 mil por mês.
Mas não paro de estudar e não me contentei “apenas” com a faculdade.

Leo Moraes
18

Na verdade faculdade e pós-graduação, nao ensina nada que o mercado realmente precisa. Hoje em dia é melhor você ser fluente em Inglês e estudar por conta propria do que investir um valor alto em um curso de ‘nivel superior’ que pouco agrega conhecimento. Eu conheço várias pessoas(várias mesmo) que sao formadas, com pós, mestrado e não sabem nada de nada.

Milton Bastos
19

Leo Moraes

Aí depende.
Primeiro: DEPENDE de qual é a instituição, qual o curso, quais os professores…
Segundo: DEPENDE do aluno/profissional.

Eu fiz uma pós-graduação e te garanto que foi fundamental na minha formação profissional.
Mas não posso falar por todos os cursos do país.

Thiago Adomaitis
20

Concordo com o texto sim. Tem gente que só sabe reclamar, mas acomoda-se que não pesquisa uma outra vaga, não faz um diferencial pela empresa, sequer desenvolve seu próprio Network. E fica de mimimimi pra cima de tudo.
Acha que ninguém paga um salário justo? A opção de ser um empreendedor está aí! Precisamos disso mesmo.
Apenas lembre-se das suas queixas salariais quando for contratar alguém…

Viniciusz
21

Parabéns pelo texto. Realmente é isso aí. De todo modo, se quisermos alcançar altos cargos, salários maiores, temos que investir em qualificação profissional, sempre.

Luiz de Deus
22

Boa Noite Milton Bastos,

Descordo completamente, pois tenho especialização e o salario mal passa de dois mil em Curitiba,
já fiz entrevistas na Meta, Sadia, o pessoal não sabe negociar o salario, tem uma vaga de R$2400 para Analista de Sistemas básico caso de uso, requisitos etc, salario normal R$ 3600, a o pessoal aceita por R$ 2400, empresar pagam pouco porque o pessoal aceita, quando fui na meta pedi 3800 mas ai chego um pia de prédio e pediu R$3600 mesmo nível, outra questão que você não fala e Banco Oracle por isso em Curitiba bem, mas Curitiba na maioria e menos que essa tabela media de mil a menos ate mais, faculdade não conta se sabe fazer um CRUD e falar bem na entrevista, outra coisa e sabe muito da vaga que esta se candidatando se consegue pedir mais se a empresa e pilantra e te aloca no cliente mal educado e vigarista, outra coisa de especialização tenho duas, tenho varias certificações Microsoft, etc estudo 10 horas por semana mesmo assim estou desempregado porque, só aparece lixo de vagas com pouco salario, antes que o pessoal diga tenho 9 anos em TI muitos sistemas, que quiser saber o salario médio eu falo já fiz quase 30 entrevistas em 4 meses !

Milton Bastos
23

Olá Luiz!

Curiosamente eu já trabalhei nesses dois lugares – Meta e Sadia.
Meu salário na Sadia (em 2008) era de R$5.500,00. E lá eu NÃO era DBA. Pra alguns é pouco, para alguns é muito, mas a verdade é que eu ACEITEI trabalhar por esse salário, e combinado não é caro.

Na Meta eu tinha um salário baixo (na minha visão), mas aceitei (eles me proporam x, eu pedi um pouco mais e eles aceitaram). Depois acabei saindo da Meta (não por causa do salário, mas por causa do fim do contrato com o cliente), e sinceramente, eu não voltaria a trabalhar lá – concordo contigo em relação a consultorias, pois quando te alocam em cliente é tudo muito diferente do que prometem na entrevista.

Sobre a tabela, bom, não vou entrar em detalhes da tabela (sinceramente eu nem lembro dos valores que estão lá), pois meu salário é maior do que o que está na tabela. O que prova que a tabela não é “mentirosa”. Estes salários existem sim.

Posso fazer uma crítica construtiva pra você, como amigo? Espero que não se sinta ofendido!
Acho muito legal que vc esteja estudando – isso é muito importante! Minha dica é que vc não fique apenas estudando tecnologia. Pelo seu texto já percebi, por exemplo, que falta a você mais habilidade para se expressar – alguns trechos do seu texto são muito confusos, isso sem comentar de alguns erros básicos de gramática.
Teve trecho que eu realmente não entendi o que você quis dizer! Será que isso também não pode acabar te prejudicando profissionalmente?

De qualquer maneira, eu sei que não são todos os cargos que são iguais – alguns vão ser mais valorizados, outros menos, por ter mais concorrência… por isso é importante CRESCER durante a carreira. Se ficar eternamente apenas num cargo, vai ficar também eternamente insatisfeito com o salário. Não sei qual é o seu cargo – vc falou em Analista de Sistemas… e disse que trabalha há 9 anos. Está há 9 anos como Analista de Sistemas? Já pensou em crescer pra outros cargos? É a melhor maneira pra melhorar seu salário!

Bom, espero de coração que não tenha se sentido ofendido, pois não foi minha intenção. E acredito sim que vc esteja dizendo verdade – que pro seu cargo os salários estejam baixos, que as vagas não são tão boas, etc… infelizmente isso acontece mesmo! A chave pro sucesso é aprender além – aprender a ser importante pras empresas, ser aquele cara que as empresas querem e que pagariam mais pra poder contar contigo! Como se faz isso? Sendo especialista de negócio, e não de tecnologia.

Pense nisso! Abraço!

Pedro
24

Realmente, São Paulo é o grande centro de tudo. Por isso uma coisa é certa, e vale para 95% dos casos: se alguém deseja ir para TI, já tem que colocar na cabeça que vai morar a vida inteira em São Paulo capital. Campinas não é tão igual São Paulo, pois tem um certo lobby de salários e informações entre muitas empresas (por exemplo, se você mandar currícula pra outra, a sua atual fica sabendo). Se quiserem morar a mais de 300 metros de São Paulo, esqueça, e já vá procurar outra profissão. Como ressaltado no texto, a diferença é ASTRONÔMICA. Em São José do Rio Preto por exemplo, tenho amigos que entraram ganhando R$1.000 em empresas RENOMADAS da cidade, e 5 anos depois não alcançaram nem os R$3.000 ainda, mesmo se atualizando, falando inglês fluente e ocupando cargos estratégicos, simplesmente ridículo.

Fora de São Paulo, com raríssimas ressalvas, simplesmente não faz diferença se você é bom ou ruim, se você fala inglês fluente ou não, se você se atualiza ou fica parado, você vai ganhar menos do que uma vendedora de Shopping por muito tempo. O blackout em TI vai aumentar cada vez mais, não sei porque, mas me parece que a lei de oferta e procura simplesmente não funciona nesse mercado. Dizem que faltam profissionais qualificados, mas aos que aparecem são oferecidos os mesmos salários de quem só sabe formatar um PC, pura realidade fora de São Paulo.

Em suma, se quiser TI, é muuuuuito estudo e dedicação, e viver em São Paulo, ou então se você quiser trabalhar só por amor mesmo, daí pode ser em qualquer lugar, porque o dinheiro….esqueça.

Marcelo Ribeiro de Almeida
25

Milton e Pedro,

Infelizmente nossos pais não nos ensinam muito sobre profissão e carreira. Nossa geração já tem mais graduação, qualificação e certificação do que nossos pais, isso sem falar na remuneração. Eles não nos explicam que se queremos salários mais altos, então precisamos considerar mudar para um grande centro urbano, como São Paulo. Nosso país está crescendo economicamente, e capitais como Porto Alegre e Recife estão despontando como centros de bons empregos. O problema é que nossos pais não querem ficar longe dos filhos (ao contrário dos EUA, onde com 18 anos, os pais, felizes e sorridentes, colocam as malas do filho pra fora de casa e dizem: Já vai tarde !).

Quando recebi o convite para ir para São Paulo, nem pensei. Peguei esposa e filho pequeno e fui ! O que eu ví lá é que tinha uma boa experiência, mas não tinha formação e certificação. Graduei, pós-graduei e me certifiquei, e confesso a vcs, foi um processo muito simples, pois “BASTA LEVANTAR SUA BUNDA GRANDE E GORDA DE NERD TETUDO E GRANUDO E SE MATRICULAR NA DROGA DA PORCARIA DA INÚTIL INSTITUIÇÃO DE ENSINO, ESTUDAR E TIRAR MÉDIA PRA PASSAR !!!

Hoje o acesso a uma instituição de ensino está muito democrático, e não entendo como alguns não consideram a formação acadêmica em seu planejamento de carreira.

Enfim, parabéns pelo post e comentários, pois amigo não é aquele que faz carinho, mas aquele que alerta de verdade, sem meias-palavras, o que precisa ser feito, e essa legião de “batedores de ponto” e “adoradores da sexta-feira”, um dia precisarão encarar a sí mesmos no espelho e dizer: – Sou insuficiente e mereço o salário que ganho ! Estou ficando velho e logo não poderei fazer mais nada, me tornando uma estatística.

Diego
26

“BASTA LEVANTAR SUA BUNDA GRANDE E GORDA DE NERD TETUDO E GRANUDO E SE MATRICULAR NA DROGA DA PORCARIA DA INÚTIL INSTITUIÇÃO DE ENSINO, ESTUDAR E TIRAR MÉDIA PRA PASSAR !!!”

Este trecho foi simplemente fantástico rs.
A verdade é simples e direta, quer crescer e conseguir cargos e salários melhores? Estude muito e dê a cara a bater.
Abs e sucesso a todos.

leonardo
27

Parabéns pelo texto, o mercado de TI é muito dinâmico e precisa de pessoas dinâmicas, ninguém sai da faculdade de TI com o salario que deseja, muito pelo contrário, os primeiros salarios serão aquém do desejado, o segredo é utilizar o 1 emprego como fonte de experiencia e networking sempre em busca de um aprimoramento de conhecimentos, e ficar atento ao mercado como um todo, não somente local.

Teta de nega
28

Me formei a pouco tempo. Fiz Tecnologia da Informação. Curso durou quase 3 anos.
Consegui entrar na área de T.I. como Auxiliar de Sistemas ganhando nos primeiros 08 meses pouco mais de R$1.000,00 reais por mês. Hoje ganho no total pouco mais de R$1.500,00 de salário mais ticket de R$340,00, emprego em São Paulo. Pergunto aos mais experientes se esse cargo denominado Auxiliar, depois disso vem Assistente ou já iria de cara para Analista de Sistemas. Parabéns pelo site.

Robson Junior
29

Parabéns por esse artigo, concordo com vc, sou apenas um front end e qdo converso com amigos eles não acreditam no qto ganho, mas tbm me mato trabalhando 20h por dia e estudo umas 4 e tenho apenas 20 anos, ainda não faço facul, mas vou fazer, mas en contra proposta vivo fazendo cursos para melhorar as minhas técnicas.

Falou tudo que é verdade, um forte abraço.

Matheus
30

Só faltou dizer “procure um médico recem formado”. Hahahah! Na minha opinião cargos técnicos possuem salários equivalentes independente de qualquer empresa e os salários não se alteram com o tempo. Então se vocês querem salários maiores o melhor a fazer é migrar para as alguma área administrativas porque se você é um técico sênior a muito tempo já esta estagnado.

Lucas Bortolatto
31

Milton: “Na Meta eu tinha um salário baixo (na minha visão), mas aceitei (eles me proporam x, eu pedi um pouco mais e eles aceitaram). Depois acabei saindo da Meta (não por causa do salário, mas por causa do fim do contrato com o cliente), e sinceramente, eu não voltaria a trabalhar lá – concordo contigo em relação a consultorias, pois quando te alocam em cliente é tudo muito diferente do que prometem na entrevista”

Pelo jeito essa meta é tipo Stefanini hahahah

Milton Bastos
32

Chará, esta semana postei em meu facebook algo extremamente parecido com o que você disse, fiquei super feliz em ter minha visão parecida com a sua.

Ps. Também me chamo Milton Bastos.

Juliano
33

Na região sul, tem cobrador de ônibus e frentista, não desmerecendo. Ganhando mais que muitos programadores com formação e inglês fluente.

Um gestor de TI trabalhando 10h/dia. Não recebe mais que 3000, salvo raras exceções.

É um área que não tem conselho como OAB, CREA, ETC. Assim, é casa da Mãe Joana. k

Joao
34

Acho que vc já mudou de ideia quanto ao dba não poder ser home office né?
Tenho amigos (eu tb) que trabalham na como dba e atendem clientes do mundo todo…
Não há necessidade de um dba on site, primeiro que dba não entra em cpd, quem vai lá é operação. Não digo que seja regra mas não vejo problemas em ter um dba home.

Milton Bastos
35

Olá João!
Depois que você tiver experiência e conhecimento reconhecidos pelo mercado, ou seja, um bom currículo, fica mais fácil sim ser DBA home office.

Meu texto foi escrito para qualquer área de TI, não apenas para DBA’s!
Agora imagine um profissional que ganha mal, não tem experiência, e quer melhorar de salário. Você acha que alguma empresa GRANDE vai contratar e oferecer um bom salário pra um profissional sem experiência e que more no interior?
Quanto tempo esse profissional vai ter que ficar esperando até cair um bom emprego no colo?

Quem já tem um bom emprego home office, ótimo, parabéns! Meu texto não é direcionado para quem está satisfeito, é direcionado aos acomodados!
Em cidades do interior é muito mais difícil conseguir sim, isso é fato!
E trabalho remoto não entra nesse caso, pois trabalho remoto vc não está trabalhando pra uma empresa pequena no interior, vc está apenas morando no interior mas trabalhando pra uma empresa grande de alguma cidade grande, correto? Claro que há exceções – a IBM de Hortolândia por exemplo contrata muitos home office, e não fica em cidade grande grande. Mas não existe vaga pra todos os profissionais do Brasil nessas poucas empresas que são exceções.

Gustavo Valentim
36

“Uma dica pra vocês que estão reclamando da área de TI: procurem um advogado recém-formado, procurem um engenheiro recém-formado, procurem um dentista recém-formado. Pergunte se eles estão felizes, e perguntem qual o salário atual deles.”

Agora perguntem o Salário de quem acabou de se formar em TI … Nunca vi Engenheiro, Advogado, ou Dentista, ter que varrer a sala pq a faxineira faltou, consertar PC dos amigos dos chefes, fazer cafezinho,

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">