O desafio além do cifrão: como motivar sua equipe saindo do comum

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Pessoas desmotivadas tendem a diminuir a produtividade no trabalho. Quando esta situação já passou do limite, muitos gestores costumam tomar decisões que deixa tudo ainda pior. E nem sempre este é o melhor caminho. Conclusões precipitadas podem desmoronar uma equipe e às vezes contaminar todo o ambiente corporativo. Mas o que devemos fazer em situações extremas como esta? Quais são os motivos que fazem os colaboradores a se comprometerem com uma organização? Quem é o principal responsável pela motivação do profissional: a empresa ou o próprio funcionário?

Em equipes desmotivadas, é importante identificar o colaborador que se destaca pela capacidade de levantar o astral de todos, ou seja, quem tem o perfil motivador e é capaz de encorajar os outros. Os motivadores, como são chamados, enxergam possibilidades ao invés de problemas, podendo assim influenciar o grupo a retomar o ânimo do dia a dia. E é papel do gestor apontar quem são os reais motivadores de sua equipe. É preciso compreender que estamos lidando com capital humano e também possíveis empreendedores. Empresas que focam apenas em números e resultados, lucros e relatórios, esquecem do principal motivo que faz tudo caminhar. As pessoas.

O bom gestor é capaz de compreender como é o perfil de cada colaborador da sua equipe. Veja além dos números e das metas. Elogie sempre quando um projeto for bem executado. Direcione e indique o melhor caminho para se alcançar um objetivo. Pense no grupo e encoraje todos. Mostre a importância que cada um tem dentro da equipe. E faça com que todos se apaixonem pelo trabalho. A produtividade está ligada diretamente à motivação, isto é, quanto mais motivada uma equipe estiver, mais metas irão alcançar.

É importante estimular a integração social, reconhecimento e desafios. Mas não faça do ambiente de trabalho uma arena de gladiadores. Não é competição. Faça do dia a dia algo motivador. Não há nada pior do que aquele colaborador que possui a seguinte ideia: “Ai mais uma segunda-feira”. E nem mesmo pense que a motivação está relacionada a bons salários. Empresários que costumam dizer “se não está satisfeito que vá procurar outra oportunidade” já contaminam toda uma empresa, pois o pensamento vem de cima pra baixo. E numa dessas, se gera um ciclo vicioso, criando um carrossel de desmotivação interna.

Hoje o desafio é motivar os colaboradores a crescerem juntos com a organização. Benefícios de final de ano, cestas de Natal e churrascos são estimulantes apenas por um curto período. É preciso pensar no que sua equipe gostaria de ganhar e não no que o empresário gostaria de dar. Além disso, crie um estímulo à criatividade. Muitas vezes, este colaborador está atento a tudo que acontece, pois ele busca desafios e soluções criativas para os problemas. Lembra da figura do motivador? Quem sabe ele não é justamente a pessoa que senta todos os dias em frente a sua mesa e nunca foi notado. E lembre-se: a motivação precisa estar relacionada com a valorização do funcionário. Faça dele parte integrante da sua empresa e não apenas um seguidor de regras.

Autor: Marcos Coimbra, vice-Presidente da ABRADISTI, Associação Brasileira de Distribuidores de TI  

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">