Aplicativos para dispositivos móveis demandam profissionais

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Desenvolvedores são mais requisitados na área de jogos, porém, o mercado corporativo demanda pessoas especializadas

Um amigo envia um recado pelo WhatsApp te convidando para um happy hour, depois do expediente de trabalho, em um bar qualquer da sua cidade. Antes de ir, você consulta no celular informações do local, como o cardápio. Como não sabe a localização do estabelecimento, quando está a caminho digita no GPS do seu dispositivo móvel o endereço. E, ao chegar, faz um check in no Foursquare, para mostrar aos seus amigos onde você está. Todos esses aplicativos, que facilitam, e muito, a sua vida, foram desenvolvidos por um profissional que encontra o mercado bem receptivo.

Com a popularização dos celulares, smartphones e tablets, as possibilidades de negócios e lazer aumentaram e, consequentemente, a demanda por mão de obra qualificada também. “As grandes empresas de tecnologia possuem ou um smartphone ou um tablet na sua lista de produtos. Portanto, para quem achava que seria apenas uma febre, pode se preparar que o mercado tem muito ainda para crescer”, explica Gilberto Irajá Müller, coordenador da especialização em Desenvolvimento de Aplicações para Dispositivos Móveis da Unisinos.

A principal demanda que chega para o profissional dessa área é o desenvolvimento de aplicativos para jogos. “O mundo corporativo tem utilizado como ferramenta de suporte para a gestão do negócio, em função da flexibilidade de uso, e como estratégia de marketing, como, por exemplo, venda por catálogo”, diz o professor Gilberto. Além disso, empresas têm se especializado na utilização de dispositivos móveis como parte de uma máquina de produção, como meio de pagamento, ponto de venda e no entretenimento digital.

Mais demanda do que produto 

Desde a “invasão” dos smartphones, celulares e tablets, muitas iniciativas foram criadas no mercado brasileiro para aproveitar a oportunidade. Porém, a demanda ainda é maior que o número de produtos. Por isso, empreender se torna uma ótima opção. Entretanto, é preciso ter cuidado na escolha das tecnologias. “Devemos estar sempre atentos às tendências, lembrar que surgem dispositivos inovadores, plataformas diferentes e, com isso, novos desafios”, destaca Gilberto.

Formação em Tecnologia da Informação

Para se inserir nessa área, o profissional deve ter formação em TI ou ter entender de projetos de software, bem como domínio em temas como segurança e usabilidade. “O desenvolvimento para dispositivos móveis exige diversos conhecimentos, que são abordados na graduação em informática”, explica o docente. Toda essa expertise será para dar conta das exigências de produtos cada vez mais modernos, que prometem aquecer ainda mais a briga pelo mercado.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">