Empresas: onde armazenar tanta informação?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Muito tem se falado na recente explosão de dados, já que 90% de toda informação do mundo foi colocada em rede nos últimos dois anos. Análises de grandes consultorias, como IDC, KPMG e Gartner, entre outras, mostram que o Brasil precisa expandir sua infraestrutura de comunicação para dar conta de um novo ritmo de tráfego de dados – em que o comércio eletrônico e o segmento corporativo deverão ser os grandes responsáveis por um aumento de oito vezes no volume de informações nos próximos quatro anos.

Além da hospedagem em nuvem, as empresas devem passar a investir pesadamente em Infraestrutura como Serviço (IaaS), Software como Serviço (SaaS) e Plataforma como Serviço (PaaS), dependendo cada vez mais de uma conectividade segura para que os negócios prosperem. Isto sem mencionar a disponibilidade total e incondicional dos Data Centers – que serão colocados em xeque neste novo cenário de troca alucinante de informações.

Mais do que oferecer processamento e armazenagem de informações em larga escala, um Data Center eficiente deve fornecer um diagnóstico exato das necessidades da empresa que contrata seus serviços e corresponder às altas expectativas do cliente em termos de disponibilidade, performance e segurança. É igualmente fundamental garantir progressão contínua para cada etapa do crescimento da empresa contratante, que pode contar com uma instalação consolidada e dedicada, ideal para operações de processamento de dados de missão crítica com serviço ininterrupto, disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano.

Além do Data Center, a terceirização dos serviços de TI assumiu um formato consideravelmente diferente nos últimos anos. Hoje podemos oferecer soluções padronizadas dentro de uma base em que a empresa contratante paga apenas pelo que usar ou acessar. A cloud computing tem exercido um papel decisivo nessa possibilidade, permitindo que até mesmo empresas com um ambiente complexo de TI possam  manter o foco em seu core business e contar com soluções BPO (Business Process Outsourcing).

A base desse serviço é o processamento das aplicações e o armazenamento de dados fora do ambiente in-house. Trata-se de uma grande  rede de servidores conectados entre si, e que, por sua vez, se comunicam com clientes e estações de trabalho. Eles representam um amplo dispositivo de armazenamento e processamento de dados, proporcionando a otimização de sua utilização sem vincular um hardware a uma infraestrutura. Com base nessa tecnologia é possível flexibilizar e ampliar os serviços.

Até mesmo as pequenas e médias empresas não devem esperar pelo caos da explosão de dados, tomando providências para evitar uma trombose na rede de distribuição de informações. Afinal, é preciso que a informação tenha sempre como ser capturada, armazenada, processada e distribuída com segurança. Sempre.

Fonte: Ezequias Sena – diretor comercial da Online Data Center

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">