Tecnologia Humana: Interatividade

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Quanto maior o equilíbrio do individuo, maiores as chances de realizações e conquistas. A ânsia tira o foco das opções. A cada dia mais, as decisões precisam não apenas dos conhecimentos acadêmicos, mas também da inteligência emocional para que o resultado desejado seja alcançado. Proporcionar um ambiente no qual o equilíbrio entre resultado e o prazer no que se faz imperem é o grande desafio dos gestores.

Observar a criatividade e a interatividade florescendo só é possível num ambiente onde o respeito e a disposição fluam em todos os sentidos. A interatividade é a base de todos os relacionamentos no cyber espaço hoje e ainda pouco explorado no contexto organizacional. No decorrer dos anos e a entrada da geração Y no mercado de trabalho é possível ver a mudança acontecendo, mesmo que de forma discreta em algumas grandes corporações. Mas sendo comum em startups que nascem a cada dia. A atração que essas empresas exercem sob a nova geração profissional se deve e muito a esse novo modelo interativo e colaborativo de trabalhar e construir conhecimento.

Muitos então devem se perguntar como manter a serenidade e gerar esse clima em meio a turbulência de informações geradas e interações realizadas de forma tão aceleradas. Respondo em minha modesta visão que a gestão do capital social e intelectual gerado pelo encontro das gerações permite a construção de um modelo de resultados impressionantes.

Não sou fã dos rótulos que por hipótese possam inibir os processos de co-criação, já que os mesmos geram pré-conceitos, pois tanto as gerações mais velhas quanto as mais novas podem contribuir na construção do capital social e intelectual. Mas a chave está na parceria que se estabelece quando um passa serenidade e experiência, e o outro as ânsias e motivadores de se fazer mais em menos tempo ou simplesmente por querer fazer diferente. Isso é o que chamo de co-working organizacional, as duas gerações juntas sob uma mesma visão e missão. E quem dita a regra dessa parceria é a vontade de fazer a diferença, de fazer acontecer. Então nasce aqui um novo valor social. Um valor constituído de serenidade, conhecimento, experiência, interação e respeito de quando dois pontos de vistas não precisam estar errados, mas podem gerar um terceiro ponto de vista.  Um ponto de vista completo, inovador e de maior valor agregado.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Renata Lopes

Mais artigos deste autor »

Renata Valéria Lopes. Profissional com mais de 20 anos na área de Tecnologia da Informação. Graduada em Processamento de Dados, Pós-graduada em Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas com Coaching. Leitora compulsiva, blogueira, apaixonada por redes sociais e estudante em constante desenvolvimento, acredita na cooperação, colaboração e compartilhamento do conhecimento como forma de aprendizado.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">