Como vai sua relação com o dinheiro?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Em um bate-papo com uma amiga, ela me comentou da sua dificuldade de lidar com o dinheiro.  Na realidade, esse não é um assunto novo nas rodas de bate-papo com os amigos, muitos vivem se queixando das dificuldades em lidar com suas contas e economizar.

Eu gosto muito do tema organização financeira, talvez por que desde muito cedo tive de aprender a lidar com ele de forma a fazê-lo render.  Minha origem humilde me fez valorizar cada oportunidade de ganhar dinheiro, e a minha tendência empreendedora não deixava passar em branco esses momentos.

Lendo a Suze Orman no seu livro Women & Money, me deparei com uma frase bem interessante que traduzirei aqui “Nós temos de desenvolver uma relação saudável e honesta com nosso dinheiro. E nós temos de ver esta relação como um reflexo da nossa relação conosco mesmo.”

Parei nesse ponto do livro e fiquei horas pensando nele, algumas pessoas possuem a tendência de sempre estarem no vermelho, e algumas pesquisas dizem que o gênero feminino é bem pior.  Eu não luto com esse problema, pois quando me dei conta da situação em que eu estava inserida, meu primeiro impulso foi sair dessa situação. A veia empreendedora se manifestou cedo, ainda no colégio quando vi que o essencial que tínhamos poderia sim resultar em grandes resultados.

Fiz papeis decorados e personalizados de cartas para vender, era um empreendimento sustentável. Aproveitava embalagens e papeis usados para criar os meus modelos.  Depois disso veio o período em que atuei como manicure, fazia as unhas de todas as tias e primas que me procuravam. Ganhar e investir meu dinheiro corretamente foram ensinamentos que busquei aprender. Então aprendi a tratar esse companheiro com muito respeito e honestidade.

O treinamento no Ministério Crow, os livros que li em que cada um dos autores coloca sua maneira de se relacionar com o dinheiro, foram investimentos que fiz. Fico bem feliz de ver que hoje tenho o meu pacote de coaching financeiro e posso ajudar outros nessa relação que muitas vezes se complica. Aprender a ter uma relação saudável com o dinheiro é a chave para uma vida equilibrada e próspera. Ser próspero não significa ser rico ou milionário, mas ter suas contas em ordem e ainda assim conquistar seus sonhos de consumo e realizar projetos pessoais.

Três pequenos passos e reflexões para você começar a sua grande virada esse ano:

  1. Tome consciência da sua relação com o dinheiro:
    Como é?
    Onde você gasta?
    O que você sente quando gasta?
  2. Assuma a responsabilidade sobre o dinheiro:
    Por que você gastou?
    O que você esperava de resultado ao gastar?
  3. Decida mudar o rumo da relação:
    O que farei de agora em diante?
    O que faço com as contas que tenho?

Se ao responder pelo menos uma dessas perguntas e o sentimento for de desconforto ou tristeza, então está na hora de buscar ajuda e ter uma relação mais feliz com você e o seu dinheiro.

 

Fonte: http://tecnologiahumana.com

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Renata Lopes

Mais artigos deste autor »

Renata Valéria Lopes. Profissional com mais de 20 anos na área de Tecnologia da Informação. Graduada em Processamento de Dados, Pós-graduada em Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas com Coaching. Leitora compulsiva, blogueira, apaixonada por redes sociais e estudante em constante desenvolvimento, acredita na cooperação, colaboração e compartilhamento do conhecimento como forma de aprendizado.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">