Conheça a fundo a Virtualização e VMware – Parte 1

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

virtualizacao-vmware-conhecimentoTenho recebido vários e-mails com dúvidas técnicas sobre virtualização, as dúvidas vão desde perguntas básicas até perguntas um pouco mais elaboradas. Pensando em atender a todos, eu decidi iniciar uma série de artigos sobre a virtualização com Vmware. Estes artigos tem como finalidade ajudar como material de estudo e preparação para implantações e também para aquelas pessoas que estão pensando em se certificar em VMware – o material pode ser usado para a certificação VCP-DC.

Vmware vSphere

O VMware vSphere usa a virtualização para transformar seu data center em uma infraestrutura totalmente escalável, possibilitando às equipes de TI ter uma maior flexibilidade na forma com que os serviços são entregues. Para quem pensa em computação em nuvem, a virtualização é o primeiro passo.

A Computação em Nuvem utiliza a eficiência da virtualização em partilhar recursos para criar uma estrutura on-demand virtual, que pode ser alocada dinamicamente como um serviço. A virtualização, além de ser a tecnologia base para a Computação em Nuvem, ainda ajuda empresas de todos os tamanhos a obter uma maior flexibilidade em recursos aliada a um baixo custo.

Aspectos da Virtualização

O VMware vSphere agrega sobre si uma estrutura que possibilita o uso do hardware de um servidor físico para vários servidores virtuais. A virtualização interrompe a conexão direta entre o SO com a camada de hardware, rompendo assim a visão tradicional de 1 SO por servidor.

Virtualização de um único servidor

Computadores x86 são preparados para receberem somente um sistema operacional, isso faz com que a maioria dos servidores tornem-se subutilizados. Já no nível mais básico do VMware é possível executar de forma muito satisfatória várias maquinas virtuais em uma única maquina física, com isso várias máquinas utilizando de vários sistemas operacionais passam a compartilhar recursos de um único servidor.

Na imagem abaixo vemos exatamente os 2 cenários. O primeiro é o cenário que estamos acostumados a ver e o segundo é o da virtualização.

x86

Virtualização de uma infraestrutura

Além de virtualizar um único servidor você pode construir uma virtualização da sua infraestrutura toda com o vSphere. Você pode ter vários servidores interligados a um storage e com isso prover recursos de forma dinâmica como processamento, disco e memória.

Na imagem abaixo observamos o uso do vSphere na virtualização de uma estrutura completa.

 esxiesxi

A infra-estrutura virtual consiste nos seguintes componentes:

  • Hypervisors bare-metal, para permitir a virtualização completa de cada computador x86.
  • Serviços de infraestrutura virtual, tais como gerenciamento de recursos para otimizar os recursos disponíveis entre máquinas virtuais.
  • Automação de recursos especiais para otimizar um determinado processo de TI, tais como o provisionamento ou recuperação de desastres.

Consolidação de Servidores

A consolidação de servidores através da virtualização permite que você obtenha mais de seus servidores existentes. Você pode alcançar altas taxas de consolidação por meio da otimização de cargas de trabalho existentes, e assim aproveitando os demais servidores para a implantação de novas aplicações e soluções.

 consolidation

Continuidade de Negócios

A virtualização permite que a TI reduza ou mesmo elimine paradas planejadas e não planejadas. Por exemplo, com vSphere, caso precise realizar uma manutenção em algum host, você pode migrar as máquinas virtuais para outro host e realizar a manutenção a qualquer hora, sem que haja uma interrupção do usuário e do serviço. O tempo de inatividade não planejada é reduzida pelo uso de recursos do vSphere, como o HA e o Fault Tolerance.

Planos de recuperação de desastres tradicionais exigem etapas manuais e complexas para alocar recursos de recuperação, executar a recuperação BareMetal, recuperar dados e validar que os sistemas estão prontos para uso. VMware vSphere simplifica este processo. A configuração de hardware, firmware, sistema operacional e aplicações tornam-se tarefas menos traumáticas para a TI.

No próximo post falarei sobre as camadas da virtualização, ferramentas e features do vSphere e topologia de um data center virtual. Até a próxima!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Frederico Neves

Mais artigos deste autor »

Profissional graduado em Sistemas para internet, possui grande experiência em projetos de virtualização e cloud computing. Atualmente ocupa o cargo de Consultor de TI na PRODAMA atuando com a equipe de vendas dimensionando cenários e desenhando projetos. Atuo também em implementações de toda linha VMware, IBM System X, IBM System Storage, ARCSERVE Backup.
Profissional especialista IBM System X, IBM System Storage e VCP5 VMware.
Contato: (44) 8411-2684
email: [email protected]


5 Comentários

vitor pereira
1

Não sei se seria o caso nesse topico, porém, estou com uma duvida: Eu gostaria de saber se tem como montar uma “NUVEM” / “cloud computing”, entre as maquinas da minha rede?

A RESPOSTA SÓ PRECISA SER SIM OU NÃO!
o resto eu pesquiso, GRATO

rodrigo
2

Olá Frederico Neves,

Mais uma vez com um excelente artigo parabéns e obrigado por compartilhar seu conhecimento. Estarei esperando o próximo.

Carlos Lourenço
5

Olá Frederico,
Sou principiante na matéria, mas estou super interessado. Gostei do post e estou aguardando o próximo.
Obrigado.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">