10 passos para obter sucesso internacional no ramo de software

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Diante da competitividade do setor, o empresário que pretende montar um negócio autossuficiente de software precisa ser criativo, ter disciplina e arrojado nas estratégias.

O mercado, de uma forma geral, vive em constante mudança e a competitividade é enorme em todos os setores. Na área de software a realidade não poderia ser diferente. Nela, a exigência é que o produto, além de inovador, seja excelente ou que pelo menos prometa ficar bom em um curto prazo.

Dessa forma, aquele empresário que pretende entrar no ramo de software é importante seguir esses 10 passos para obter êxito:

1°) Apresentar um software dentro do que o mercado necessita e que já tenha sido aprovado nos primeiros testes funcionais com destaque.

2º) Para que o produto possa alcançar o “balcão digital” é preciso um site informativo com loja online. Em seu estágio inicial, o mais sensato é hospedá-lo em um provedor de serviço externo e transacionar as vendas por uma pequena taxa de serviço. As vantagens são óbvias: não é necessário se preocupar com os detalhes da contabilidade, regulamentos fiscais, conta de rescisão ou fatura do cartão de crédito; é enviado apenas um extrato mensal com uma relação de todas as transações efetuadas, possibilitando o foco total no desenvolvimento do produto.

3º) Google e similares. Atualmente, a maneira mais fácil e rápida de obter abrangência é através do Search Engine Optimization (SEO) e Search Engine Marketing (SEM). Caso não tenha os recursos e know-how para criar e ter sucesso em campanhas publicitárias, então recorra a um provedor externo. Porém, o objetivo a médio prazo deve ser possuir o SEM e SEO dentro da empresa.

4º) Geralmente, este é o momento usado para apresentar o produto de maneira mais representativa, como por exemplo, durante uma feira. Porém, com base em minha experiência, não aconselho a expor seu produto agora, pois haverá desperdício de tempo e dinheiro. A arena das feiras muitas vezes é dominada pelas grandes soluções de fornecedores tradicionais e financeiramente fortes, com os quais não se pode competir, pelo menos não neste momento.

5º) Invista na comercialização dos produtos e no desenvolvimento do marketing, em um bom plano de  relações públicas e coloque em evidência suas comunicações corporativas. As mídias sociais não podem ser esquecidas.

6º) Expanda ativamente para outros mercados, apoiado por gerentes de desenvolvimento de negócios que conhecem o mercado local e as práticas empresariais. Baseado nas experiências e atividades no mercado doméstico, seus especialistas impõem as estratégias de marketing adequadas para o país de destino apoiados pelas medidas de SEM/SEO e relações públicas.

7º) A equipe de desenvolvimento recebe uma nova tarefa: localizar o software crosslink para o blog – “Localização de SW”. Logo de início, o software deve ser disposto de forma que possa ser traduzido para outros idiomas.

8º) Agora é o momento do canal de negócios, ou seja, lidar de forma coerente com as vendas por meio de revendedores e, eventualmente, distribuidores. Essa etapa deve ser sistematicamente supervisionada e ampliada com um programa de parceria, acordos de revenda e criação de uma rede de concessionárias nas respectivas regiões/países. É um bom momento para buscar essa expansão com gerentes de canais, pois eles podem estar localizados na sede e/ou nas respectivas regiões.

9º) Enviar convites para os clientes, revendedores e contatos na imprensa. Neste momento, seu produto já é conhecido e ficou fácil despertar o interesse de novos clientes ou parceiros de marketing. Agora você tem o orçamento e a mão-de-obra necessários para uma apresentação profissional em uma feira.

10º) A sucursal ajuda a melhorar a satisfação do cliente e pode, consequentemente, impulsionar as vendas. Com um ou mais gerentes de canais, já é possível ter os primeiros funcionários localmente no país alvo. Agora é necessário compor outras funções, como pré-vendas, suporte e back-office.

É natural que você não siga esses passos à risca no desenvolvimento de seu projeto, mas certamente eles irão lhe ajudar a definir prioridades. Em cada etapa você terá que enfrentar diversas experiências pessoais e será necessário tomar decisões importantes. No entanto, nada é mais prazeroso do que tornar uma simples ideia de um produto em um negócio bem sucedido.

Autor: Christian Twardawa – COO, Paessler AG

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

1 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">