Controle de acesso à web com o Alt Linux School

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

O uso de dispositivos informáticos na educação já não é recente no cenário brasileiro (ALMEIDA, 2009).  Sua viabilidade parte das possibilidades como mediadora em potencial para a prática do ensino e aprendizagem. A Internet, por sua vez, vem sendo um grande canal de comunicação e também uma ferramenta em potencial para criar e desenvolver ideias, conhecimento e valores em prol do desenvolvimento humano. Com a informática ocupando cada vez mais o espaço no ambiente educacional, novas tecnologias surgem com o intuito de aperfeiçoar o sistema de ensino. Hoje é indiscutível a importância da informática na educação, mas é preocupante a maneira descontrolada como vem sendo utilizada.

A falta de recursos financeiros é um grande problema para escolas públicas brasileiras, muitas vezes podendo privá-las de dar aos alunos a segurança que necessitam. Por essa razão este trabalho mostra uma solução viável para a questão da segurança na Internet no laboratório de informática destas instituições de ensino.

A solução encontrada foi a utilização dos sistemas ALT LINUX SCHOOL desenvolvidos pelo governo russo para resolver problemas de segurança em suas escolas. Mesmo sendo russo, os sistemas possuem tradução para vários idiomas, principalmente para o PT-BR ABNT2, que é o padrão mais utilizado no Brasil.

Sobre a Alt Linux

Conforme especificado na documentação criada pela Alt Linux Team (2010), ALT LINUX é uma equipe de 200 desenvolvedores de software livre residentes na Rússia, Bielorrússia, Ucrânia, Cazaquistão, Estônia e Israel. Esta equipe coordena projetos e fornece soluções de implementação e suporte. Com o propósito de resolver problemas de usuários, os softwares desenvolvidos pela ALT LINUX são soluções baseadas em software livre, que se distinguem por um alto grau de confiabilidade e segurança, simplicidade e atualizações de acessibilidade com interface simples.

A ALT LINUX possui um repositório de softwares denominado “Sísifo” que é atualizado diariamente. Os sistemas ALT LINUX são desenvolvidos tanto para usuários iniciantes quanto para avançados, fornecendo um ambiente de trabalho integrado.

Alt Linux 5.0.2 School Server

Conforme especificado na documentação desenvolvida pela Alt Linux Team (2010), o ALT LINUX 5.0.2 SCHOOL SERVER é um sistema gratuito baseado em Linux desenvolvido pela ALTLINUX especificamente para servidores de escolas. O sistema fornece uma infraestrutura completa para uma rede de dados escolar voltados para o alto desempenho e segurança. Além de possuir serviços para fazer o controle de acesso na Internet, o sistema possui outros serviços, incluindo servidor de arquivos, de impressão, de DHCP, de instalação via rede, DNS, VPN, de e-mail e muitos outros. Sua configuração é muito fácil, pois é feita através de interface WEB, qualquer administrador iniciante ou até mesmo uma pessoa que não possui experiências com este tipo de sistema poderá configurá-lo sem nenhuma dificuldade.

Alt Linux 5.0.2 School Junior

Trata-se de um sistema operacional gratuito, com base Linux, desenvolvido com foco em escolas e instituições de ensino. Este sistema já vem com um pacote de programas voltados para o desenvolvimento escolar, com editores de texto, editores de imagem, browser e muitos outros. Existe também a possibilidade de instalar novos programas armazenados no enorme banco de softwares do ALT LINUX por meio da Internet. Possui um painel de controle denominado Alterator, onde todas as configurações do sistema são centralizadas nele, tornando-se assim de fácil configuração. A configuração básica para sua instalação é de no mínimo 256 MB de RAM, espaço de disco de 3 GB, processador Pentium III ou superior e leitor de DVD.

Testes Realizados

Foram realizados testes em uma instituição de ensino para uma proposta de implementação de uma política de controle de acesso à Internet. Um aluno foi usado no teste para a utilização dos sistemas. O resultado foi muito positivo quanto a segurança proporcionada pelos sistemas.

Neste caso em questão, foram utilizados somente os serviços do ALT LINUX 5.0.2 SCHOOL SERVER necessários para o controle na WEB. O serviço de diretórios OpenLDAP vai de encontro aos fundamentos do RBAC, pois em sua base de dados armazenam-se dados de forma hierárquica de grupos de usuários e seus usuários com suas respectivas informações pessoais como senhas, e-mails, telefone, etc. No proxy Squid, mesmo que sua filtragem padrão é por endereços URL, foi possível adaptá-lo com filtragem por palavras editando seu arquivo em modo texto. Outra qualidade desta ferramenta são os registros de acessos dos usuários nele autenticados, onde é gravada cada conexão realizada em um servidor na Internet. O firewall IPTABLES bloqueou todo tráfego de dados não autorizados em sua configuração, dando então proteção à rede e aos computadores da sala de informática.

No sistema para desktop houve a tentativa de acesso a conteúdos indevidos, sendo que o sistema bloqueou-os com êxito. Ao tentar acessar as configurações mais importantes do sistema (rede, firewall, sistema, usuário e interface gráfica), que são centralizadas no centro de configuração do sistema (Alterator), o sistema solicitou a senha do administrador para que o usuário comum não obtivesse sucesso no acesso. O aluno efetuou download de um programa aleatório e quando foi instalá-lo novamente a senha de administrador foi solicitada. Este bloqueio de instalação é de suma importância para impedir que vírus e programas impróprios possam ser instalados no sistema.

Conclusões

Os sistemas gratuitos ALT LINUX 5.0.2 SCHOOL SERVER e ALT LINUX 5.0.2 SCHOOL JUNIOR demonstraram possuir todas as ferramentas necessárias para efetuar controles de segurança em uma rede de dados gratuitamente. Basta configurá-los conforme as especificações descritas na política de controle das instituições escolares onde forem implementados para se ter as vulnerabilidades controladas facilmente.

Os resultados obtidos na análise mostraram que uma política de segurança em companhia da utilização dos sistemas ALT LINUX são muito eficientes em controlar qualquer ação não autorizada do aluno, desde a filtragem de conteúdos na Internet até o bloqueio de acesso às configurações importantes do sistema e instalação de novos programas.

A segurança de alto potencial com muita facilidade na configuração é um fator muito importante a ser relevado, pois não possuir um gerente especializado em computadores poderia ser um grande problema para uma instituição, entretanto, com um simples treinamento dado a um funcionário da escola, já foi o necessário para que aprendesse a utilizá-lo.

A satisfação da direção foi muito grande com o resultado final dos testes realizados, principalmente pela solução dos problemas encontrados no laboratório de informática da escola sem precisar investir em softwares pagos para obter a proteção dos seus alunos.


Orientador: Eduardo Alves Moraes – FATEC – Campus Ourinhos/SP.
Autores: Douglas Henrique Ribeiro da Silva, Samuel Apolo Ferreira Lourenço  – FATEC – Campus Ourinhos/SP.
Artigo acadêmico completo disponível Aqui

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">