e-book VMware de A a Z – Capitulo 1 – Parte 1

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Comecei um projeto de ebook, chamado VMware de A a Z, e nele quero falar de virtualização e cloud para leigos. Irei disponibilizar, através de artigos, o capitulo 1 do mesmo para verificar a aceitação. Espero que gostem e que possam curtir, compartilhar, comentar, retuitar e etc. :)

monitoramento-proativo-servidores-datacenter

Estrutura Física

Tradicionalmente os sistemas operacionais e os softwares são executados em um computador físico. Vários desafios existem para a execução de um maior número de servidores físicos em um datacenter e isso acontece, pois o modelo não é flexível e pode ser ineficiente. O planejamento e os custos de infraestrutura adequada como metragem quadrada, espaço em rack, energia, refrigeração, cabeamento e provisionamento de servidores são apenas alguns dos problemas que a equipe de TI deve abordar.

Tipicamente, existe uma relação de 1:1 entre um computador físico e o software que é executado. Esta relação deixa a maioria dos computadores muito subutilizados, utilizando apenas entre 5-10 % da capacidade do servidor físico em uso. O custo do espaço e energia necessária para manter um ambiente como este funcional pode se tornar caro e inviável, além de contribuir para danificar o meio ambiente.

O aprovisionamento de servidores físicos é um processo demorado. Em ambientes não-virtualizados o tempo  gasto para adquirir um novo hardware, colocá-lo no datacenter, instalar um sistema operacional e instalar e configurar os aplicativos necessários pode levar semanas. Este processo inclui também uma infinidade de outras tarefas para se integrar o sistema na sua infraestrutura existente como, por exemplo, configurar regras de firewall, liberar portas no switch e provisionamento de armazenamento.

Estrutura Virtual

virtual infra

A virtualização permite executar mais cargas de trabalho em um único servidor, consolidando o ambiente para que seus aplicativos sejam executados em máquinas virtuais. Convertendo para um datacenter virtualizado é possível reduzir drasticamente recursos básicos, tais como: espaço, energia, refrigeração, cabeamento, armazenamento, componentes de rede, dentre outros.

A redução das máquinas físicas pode ser realizada através da conversão de máquinas físicas para máquinas virtuais, realizando a consolidação das maquinas físicas para um único host.

Usando a tecnologia de virtualização também muda a forma como os servidores são provisionados. Você não precisa esperar a compra do hardware ou a instalação do cabeamento. O Provisionamento de máquinas virtuais é realizado utilizando uma interface gráfica intuitiva. Em contraste com o longo processo de implantação de servidores físicos, a implantação de máquinas virtuais pode ser realizada em uma questão de minutos.

Estrutura Física x Virtual

vmware_virtualizedA virtualização oferece uma solução para muitos dos problemas que são enfrentados por uma equipe de TI. É uma tecnologia que separa hardware físico do sistema operacional do computador, permitindo consolidar e executar várias máquinas virtuais em um único computador. Uma máquina virtual é um computador que é criado através de software e comporta-se como se fosse um computador físico, contendo CPU, memória, disco rígido e placa de rede, que se parecem com hardware físico para os sistemas operacionais e aplicativos.

A figura ao lado mostra exatamente as diferenças entre um servidor virtualizado e um não-virtualizado. Em arquiteturas tradicionais, o sistema operacional interage diretamente com o hardware instalado. Este servidor funciona como já conhecemos: aloca-se memória para aplicativos, envia e recebe dados pela rede, interage, lê e escreve em dispositivos de armazenamento. Em comparação, um host virtualizado interage com o hardware instalado através de uma fina camada de software chamada de “camada de virtualização” ou “hypervisor”. O hypervisor fornece os recursos de hardware físicos dinamicamente para a máquina virtual ser capaz de suportar as demandas que o ambiente precisa. O hypervisor permite que as máquinas virtuais operem com um grau de independência do hardware físico. Por exemplo, uma máquina virtual pode ser movida de um host para outro. Além disso, os discos virtuais podem ser movidos a partir de um de um storage para outro sem afetar o funcionamento da máquina virtual.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Frederico Neves

Mais artigos deste autor »

Profissional graduado em Sistemas para internet, possui grande experiência em projetos de virtualização e cloud computing. Atualmente ocupa o cargo de Consultor de TI na PRODAMA atuando com a equipe de vendas dimensionando cenários e desenhando projetos. Atuo também em implementações de toda linha VMware, IBM System X, IBM System Storage, ARCSERVE Backup.
Profissional especialista IBM System X, IBM System Storage e VCP5 VMware.
Contato: (44) 8411-2684
email: [email protected]


22 Comentários

Everton Melo
1

Muito bom este artigo, parabéns pela iniciativa Frederico Neves, esperamos o restante das publicações!

EVERTON MELO
FAETERJ RJ
Acadêmico do 4º período / Análise de Sistemas Informatizados

Cláudio
3

Frederico, muito bom o artigo, já estou esperando o capítulo 2. Sou leigo no assunto mas estou gostando muito, sou técnico de informática há praticamente 10 anos e estou querendo migrar para outra área, porque daqui alguns anos essa profissão não existirá. Um amigo meu me sugeriu fazer um curso do VMware aqui em BH, na BIZMART, pois não precisa programar o que não é minha praia, apenas configurar, você acha que vale a pena investir nesta área e também na cloud computing? Abraços

Warley
9

Frederico, muito bom o artigo.
Preciso de uma opinião sua,
Exemplo: Tenho uma aplicação que exige muito processamento, CPU principalmente. Essa aplicação, também exige muito tráfego de rede.
Para você, existe alguma desvantagem em colocar uma aplicação deste nível em um servidor virtual? Ou, virtual ou físico “não teria muita diferença”?
Obrigado.

Nelson Pereira
10

ótimo artigo. assim como o amigo ai acima, eu também sou iniciante, pretendo aprender mais sobre essa área. com certeza vou acompanhar os futuros artigos.

Adriano
11

Artigo muito bom, eu entendo um pouco de máquina virtual, porém, se tratando de servidores eu não tenho muito conhecimento, esse artigo é uma grande fonte de informação. Obrigado e espero que continue nos contemplando com o seu conhecimento nessa área.

Carmita
12

Frederico, Parabéns! o artigo está claro, de fácil entendimento. Entendi e concordo quando você fala que com a virtualização podemos reduzir recursos. Neste caso, podemos reduzir também copia de SO? Exemplo eu posso colocar uma única copia de Windows na maquina e virtualizar quantos servidores windows eu precisar? Conversando com colegas da área me disseram que sim, basta que está copia do windows seja para a maquina. Gostaria de conhecer a sua visão sobre o assunto. Outra coisa… Quais são os serviços que você não indica virtualizar?

Frederico Neves Autor do Post
13

Vamos Carmita, Em primeiro lugar sobre as copias windows, tudo vai depender das licenças que você tem, se for windows Server aconselho a ter a versão datacenter que com ela você pode virtualizar mais e um servidor virtual.

Quanto a serviço que não podemos virtualizar, ate hoje não encontrei nenhum que não consigamos, realizamos testes em todos os servidores antes de virtualizarmos. Banco de dados com certeza é o mais critico para virtualizar, porem temos feito com sucesso.

Diego Miranda
14

Frederico,
Parabéns pelo seu post e sua contribuição. Eu ainda não trabalho muito com VMware, atuo mais com Hyper-V e o VMM. Realmente a virtualização veio muito forte e veio pra ficar, a economia que pode-se conseguir é enorme, além da facilidade de se administrar ambientes assim.
Show de bola, espero que continue com essa série porque conhecimento nunca é demais.
Abraços e parabéns.

Lange, Sergio C.
15

Parabéns, Frederico.
Muito bom e, senti sim, vontade de continuar lendo.
Adoraria ler todo livro.

Haroldo Bélo
17

Ótima iniciativa.
Já tenho algum conhecimento em VMware,
Queria saber se você vai se aprofundar mesmo na ferramente, no que diz respeito a todos os recursos dela disponível.
trabalho com storages e afins ….

Josemberg
18

Ótima iniciativa, sou da área de segurança da informação e estou montando projeto baseado nesta solução. Estou interessado na parte de redundância o que na virtualização particularmente no gerenciamento VM é excelente.
Parabéns

Tiago Sales
19

Com certeza será uma das minhas leituras preferidas sobre virtualização. Visualizo um Debian com vários debianzinhos dentro euhueheue cuidando de minhas máquinas aqui no trabalho.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">