SCRUM na prática – Parte 1 – Introdução

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Fazer carreira em TI não é possível se não for com muito estudo e  comprometimento. Isso porque essa já é considerada a área mais dinâmica, onde todos os dias surgem novidades e a todo momento temos  novos desafios para encarar.

equipe-time-metodologia-agil

E quando se fala em desenvolvimento de softwares e sistemas, aí a  questão complica ainda mais, pois envolve toda uma gama de conhecimentos de negócios para se conseguir solucionar os problemas dos clientes e obter o tão desejado ROI – Retorno Sobre Investimento.

Dentro do processo de desenvolvimento de softwares e/ou sistemas está o gerenciamento de projetos e de pessoas, no caso, a equipe de desenvolvimento. E isso não é nada fácil, pois muitos aspectos complicados de serem alterados e adaptados, como a cultura da empresa e das pessoas envolvidas, podem e devem ser alterados durante esse processo para se conseguir atingir o objetivo final.

Diante dessas dificuldades surgiram as metodologias de gerenciamento de projetos que tentam solucionar grande parte dos problemas envolvidos no desenvolvimento de um sistema, oferecendo recursos para fazer a análise de sistemas, gerenciar os projetos, gerenciar recursos humanos, dentre outros.

Dentre essas metodologias estão os métodos ágeis que procuram  mostrar as formas mais simples de se conseguir agradar desde os stakeholders, interessados no produto final, passando pela software house, principal interessada no lucro com o desenvolvimento de um produto e chegando a toda equipe de desenvolvimento, que estão interessados principalmente em know-how e ascensão de suas carreiras profissionais.

Hoje, vários métodos ágeis estão em ascensão no mercado. Cada um com suas particularidades e sendo utilizados para os mais variados tipos de projetos e não só projetos de TI/software. Entre os mais famosos estão o XP, o Kanban e o Scrum.

Não é objetivo desse artigo explicar detalhes dos métodos ágeis, até porque já existem artigos que o fazem muito bem, tanto aqui no Profissionais TI quanto na web em geral. O objetivo desse artigo é fazer a introdução para uma série de artigos que serão escritos para contar minhas experiências práticas dentro do Scrum. Sendo assim, devo contar como cheguei ao nível de conhecimento de hoje, o qual me despertou a vontade de compartilhar com todos os interessados nesse assunto.

Nos últimos dois anos venho estudando muito sobre os métodos Kanban e Scrum. Quem me apresentou os métodos ágeis foi um grande amigo e ex-colega de trabalho, o Rafael Toebe, o qual tem certificação Scrum Master e é um exímio conhecedor de métodos ágeis e da plataforma Java. Desde então, além de fazer parte de uma equipe Scrum junto com ele, ambos como desenvolvedores, passei a estudar com muito compromisso os métodos Kanban e Scrum, tanto que cheguei a implantar o Kanban no processo de desenvolvimento de sites da empresa em que trabalho atualmente em forma de case em meu TCC de pós-graduação.

Após muito estudo e muitos esforços para conquistar a confiança de meus diretores e colegas de trabalho, hoje estou a poucos passos de  me tornar Scrum Master de um grande projeto. E são as experiências pelas quais passei para chegar até aqui e os próximos desafios que enfrentarei durante o projeto que quero compartilhar com vocês nos próximos artigos dessa série.

Espero que gostem da série e deixo-os a vontade para comentar. Até o  próximo artigo!

Imagem Human resources and corporate hierarchy concept – recruiter via Shutterstock

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Sérgio Novelli

Mais artigos deste autor »

É Especialista em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo ISFACES e Bacharel em Sistemas de Informação pela Unipar.

Com ampla experiência em TI, hoje é ScrumMaster da equipe de desenvolvimento de sistemas web/mobile na Alkantára. Como ferramentas de desenvolvimento utiliza PHP, MySQL, PostgresSQL, Twitter BootStrap, JQuery e Ajax. É estudante assíduo dos métodos ágeis Kanban e SCRUM e suas aplicações.


3 Comentários

Marcos
1

fico feliz Sérgio Novelli por já ser um scrum master, mais após ler o seu desabafo (isso pra mim não é artigo) tive que comentar, estou ansioso para ler seus próximos artigos relatando scrum verdadeiramente na prática, escreva menos com emoção e com mais técnica.

Rafael Toebe
2

Ola Sergio, primeiramente obrigado pela homenagem.
muito legal a iniciativa de compartilhar a sua visão sobre o gerenciamento com Scrum e boa sorte nesse novo projeto.
Vai ficar legal uma serie de artigos comentando o dia a dia, as dificuldades, as mudanças e as reviravoltas que acontecem no projeto.
Ainda lembro de quando começamos a conversar sobre gestão ágil de software, complicado aquela época em…
você vai ser um ótimo Scrum Master.

abraço
Rafael Toebe

Sérgio Novelli
3

Olá, Marcos. Obrigado pela dica. Acho que me deixei levar um pouco sim pela emoção, afinal é um objetivo de longa data que estou alcançando e não poderia deixar de compartilhar essas experiências. Nos próximos artigos, tentarei ser um pouco mais técnico. Agradeço o apoio.

Que bom que gostou, Rafael. Obrigado pelo incentivo e por todo o conhecimento que compartilhou comigo, afinal, você é o mestre. Grande abraço!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">