Instalando o Ubuntu Linux no Hyper-V (Software de Virtualização do Windows)

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Uma das novidades do Windows 8 e 8.1, é de já vir com o Hyper-V – programa de virtualização da Microsoft.

Como de costume,  uso muitas imagens em meus tutoriais, pois acho melhor para o fácil entendimento do assunto e também para provar que a coisa funciona.

Já testei o Windows 8 e 8.1 nas versões em inglês e português e não sei se só foi comigo, mas, na versão em inglês, não precisei ativar o recurso do Hyper-V ao contrário do que me aconteceu na versão em português. Como estou fazendo esta tutorial no Windows 8.1 em português, vou fazer da forma extensa e bem detalhada desde a ativação dos recursos do Hyper-V até a instalação do Ubuntu.

O primeiro passo que devemos fazer é ativar o Hyper-V no Windows 8.1. Para isso, na Tela Inicial, clicar com o botão direito do mouse no canto inferior esquerdo da tela. Aparecerá um menu de opções e então depois clicaremos com o botão esquerdo do mouse em Programas e Recursos.

hyperv1

Aparecerá a tela de Desinstalar ou alterar programas. No lado esquerdo desta tela, clicaremos na opção Ativar ou desativar recursos do Windows.

hyperv2

Aparecerá uma janela menor dos recursos onde podemos ativar ou desativar. Marcaremos a opção Hyper-V e, caso não esteja ativada, selecionaremos também a primeira opção Net Framework 3.5, que é pré-requisito para o Hyper-V, e depois clicaremos em OK.

hyperv3

Pronto! Hyper-V ativado conforme mostrado na tela abaixo. Agora clicaremos no Tile Gerenciador do Hyper-V na tela inicial do Windows.

hyperv4

Abrindo o Gerenciador do Hyper-V, o próximo passo a fazer é criar a conexão de rede do Hyper-V. Diferente de outros programas de virtualização, precisamos criar uma conexão de rede virtual do Hyper-V para que possamos estar usando os recursos da internet e rede. No gerenciador do Hyper-V, clicaremos em Gerenciador de Comutador Virtual, situado na coluna a direita.

hyperv5_0

Abrirá a tela abaixo para configuração da conexão virtual da rede. Deixamos selecionada a opção Novo comutador de rede virtual, marcaremos a opção interna e clicaremos então em Criar Comutador Virtual. 

Como eu já havia criado uma rede virtual, podem deixar configurado conforme abaixo. Criei uma rede virtual denominada Hyper-V.

redehyperv

Após ter criado a rede virtual, deveremos configurar o dispositivo de rede do computador para que possa compartilhar recursos com esta rede virtual. Para isso, clicaremos com o botão direito do mouse no canto inferior da tela e depois clicaremos em Conexões de rede.

redehyperv1

Nas conexões de rede, conforme é mostrado na imagem abaixo, clicaremos com o botão direito do mouse em cima da conexão Wifi e depois em Propriedades. Reparem que a rede virtual também já aparece entre as conexões.

redehyperv3

Nas propriedades da rede Wifi, clicaremos na aba (guia) Compartilhamento, marcaremos a opção para permitir que outros usuários se conectem e depois devemos selecionar o tipo de rede doméstica que terá os recursos compartilhados, que neste caso é a rede virtual Hyper-V.

redehyperv4

Agora que a rede do Hyper-V está configurada, podemos continuar com a configuração do Sistema Operacional Ubuntu. Clicaremos com o botão direito do mouse em cima do nome do Servidor, que no meu caso é LQGUSSO-NOTE, depois selecionamos a opção Novo e clicamos em Máquina Virtual.

hyperv5

Aparecerá a tela abaixo e então clicaremos em Avançar.

hyperv6

Agora definimos o nome da máquina virtual e o local onde ela será armazenada. No meu caso, criei uma pasta só para as minhas máquinas virtuais na minha segunda partição, que é o Disco Local E. Após definirmos o nome e o local, clicaremos em Avançar.

hyperv7

No Hyper-V do Windows 8.1, aparecerá a imagem abaixo para selecionarmos a Geração 1 ou 2. Está opção não aparece no Windows 8, caso apareça, pode deixar marcada a opção Geração 1 e depois clicar em Avançar.

hyperv8

Agora atribuímos a quantidade de memória que iremos dispor para a Máquina Virtual. Aqui depende da memória que cada um tem em seu computador. Como tenho 8 GB de RAM, vou estipular 2560 MB (2.5 GB) para esta VM. Quem quiser pode deixar marcada a opção Uso de Memória Dinâmica. Esta opção vai dispor de memória conforme você use os recursos da VM. Eu particularmente já deixo a memória fixada.

hyperv9

Ao clicarmos em Avançar, aparecerá a tela para definirmos a conexão de rede. Reparem que aparecerá a conexão de rede que configuramos no início deste tutorial. Nada impede de criarmos a conexão de rede virtual no fim e depois atribuirmos esta conexão para as VMs (Virtual Machine) criadas.

hyperv10

Ao clicarmos em Avançar, chega a hora de estipular o tamanho que esta VM pode vir a ter. Podemos colocar, por exemplo, 20 GB. Não se preocupem que não vai iniciar esta VM com 20 GB. Ela vai aumentando dinamicamente conforme a instalação e ou recursos que você adicionar a ela. Imagine os 20 GB como se fosse o tamanho do HD dela, será a sua capacidade de armazenamento.

hyperv11

Avançando, aparecerá a tela para definirmos a mídia de instalação do Sistema Operacional. Se tiver uma mídia de DVD, basta selecionar a opção referente à sua leitora de CD/DVD. No meu caso, baixei a imagem ISO da última versão do Ubuntu (pode ser obtida de forma gratuita clicando aqui) e selecionei minha imagem ISO que usarei para a instalação.

hyperv12

Nesta última tela de configuração da VM, conferimos se tudo está correto e depois clicamos em Concluir.

hyperv13

Reparem na tela a seguir que a Máquina Virtual do Ubuntu está criada e pronta para efetuar a instalação do Sistema. Selecionaremos ela e então clicamos em Iniciar (situado na parte debaixo da coluna da direita) para começar o Boot desta VM e em seguida clicamos em Conectar para podermos abrir a janela referente a esta VM.

hyperv14

Nas telas a seguir, já estaremos dentro da VM. A primeira tela que aparece na inicialização da mídia de instalação do Ubuntu será esta, onde definimos se queremos testar o Sistema sem instalar ou se preferimos já instalá-la direto. No nosso caso vamos selecionar o idioma de instalação e depois clicar em Instalar Ubuntu.

ubuntu1

ubuntu2

Aparecerá a tela de preparação da instalação do Ubuntu e se desejo instalar as atualizações durante a instalação. Como estou usando a nível de teste, não vou selecionar para baixar as atualizações e então clicaremos em Continuar.

ubuntu3

A seguir, definimos o tipo de instalação. Se for usar seu HD inteiro para o Ubuntu, a primeira opção fará esta instalação, apagando tudo que tiver neste HD. Mas, para melhor aproveitarmos os espaços do HD, clicaremos na última opção que é a Avançada, onde iremos particionar o HD ao nosso gosto.

ubuntu4

A seguir, customizaremos as partições deste HD. Reparem que o tamanho é aproximadamente daqueles 20 GB que defini na configuração da VM. Selecionamos o HD /dev/sda, que ainda está sem nenhuma partição criada, e depois clicamos em Nova tabela de partição.

ubuntu5

Aparecerá uma tela de aviso, dizendo que serão apagados os arquivos desta partição. Pode clicar em Continuar.

ubuntu6

Agora aparece sua partição inteira livre, então, iremos agora dividi-la, e para isso deixamos selecionada esta partição e clicaremos no sinal de mais (+).

ubuntu7

Nesta tela a seguir, iremos criar a partição SWAP que é para arquivos de trocas, ou seja, é como uma memória adicional. Geralmente selecionamos 10% do tamanho do HD. Mas, neste caso, podem deixar como na tela abaixo e depois clicar em OK.

ubuntu8

Agora selecionamos o restante da partição livre e clico novamente no sinal de mais (+).

ubuntu9

Agora, vou definir um tamanho da partição para o Sistema Operacional e para outras instalações futuras de softwares. No Windows, temos as partições no formato Fat32 e NTFS, já no Linux, vai reparar que tem alguns outros formatos. Neste aqui vamos selecionar o Ext4 que é o formato mais recente (novo). No ponto de montagem deixaremos (/) que se refere à raiz do Sistema, deixaremos 10 GB de espaço para esta partição e depois clicaremos em OK.

ubuntu10

Repetiremos o processo para o restante do espaço livre. Selecionamos ele e clicamos no sinal de (+). Na tela para criação da partição, deixo o tamanho restante, o formato fica no Ext4 igual ao anterior e o ponto de montagem deixo /home, que se refere à minha pasta pessoal, e clicamos novamente em OK. A tela ficará igual a mostrada logo abaixo.

ubuntu11

Agora deixamos selecionada a partição que será instalada o Sistema (conforme a imagem abaixo) e depois clicamos em Instalar agora.

ubuntu12

Selecionaremos a nossa região para definir o fuso horário. Pode deixar como São Paulo mesmo e clicaremos em Continuar.

ubuntu13

A seguir definimos o layout do teclado. Para quem tem o teclado com o cedilha (ç), pode deixar na primeira opção Português Brasil, caso não tenha o cedilha (ç) pode selecionar a terceira opção Eliminate Dead Keys e testar no espaço destinado para testes para verificar se o teclado está correto. Também podem tentar detectar o layout do teclado clicando no botão com este mesmo nome e depois de finalizarmos com esta configuração, clicamos em Continuar.

ubuntu14

Na tela a seguir colocamos o nome da máquina, o nome do usuário, sua senha e definimos se queremos entrar direto sem a solicitação da senha ou se deve pedir a senha no login. Para maior segurança, deixamos marcada a opção de solicitar a senha no login.

ubuntu15

Na sequência pede para criarmos uma conta no Ubuntu One. Seria como o iCloud da Apple, onde armazenamos fotos, configurações, etc. Aqui fica a critério de cada um. Caso não queira criar agora, clicar na opção Log in Later.

ubuntu16

Após definirmos todas as configurações do Ubuntu, iniciará a instalação do mesmo.

ubuntu17

Ao finalizar a instalação, pedirá para reiniciar, então clicaremos em Reiniciar agora.

ubuntu18

Pronto! Ubuntu Linux instalado e funcionando.

ubuntu19

Apesar de extenso, o tutorial ficou bem detalhado. Espero que seja útil para quem precisa!

Abraço

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

31 Comentários

Murilo
2

Excelente guia, parabéns!
Só algumas dúvidas quanto a estabilidade.
Qual a configuração da máquina que você está utilizando para fazer a virtualização? A utilização está fluida ou ainda acha que o VMware se sai melhor em desempenho nesses casos(virtualização simples)?
Obrigado desde já.

Luciano GussoLuciano Gusso Autor do Post
3

Opa Murilo!
Então amigo, como tenho 8 gb de ram, disponibilizei 3 gb para a VM. Tenho um processador AMD C50 64bits, e placa dedicada de 512mb. Quanto a estabilidade, ele está bastante estável, é claro que o VMWare em questão de virtualização é o melhor no mercado, porém o hyper-v não fica para trás. Ele está vindo agora com o Windows 8, antes acompanhava só os Windows Servers. Tem algumas particularidades como no caso de precisar criar a conexão de rede, e algumas artimanhas para poder acessar os outros computadores da rede que não seja o que você está aplicando a VM Mas para o profissional de TI é bom testar, pois, cada um tem um ponto de vista. Dependendo da máquina o Ubuntu poderá ficar pesado, mas, o conceito da instalação é idêntico para as outras distros.
Abraço.

Clailton Jorge
4

Olá Luciano Gusso, ótimo tutorial. Realizei todos os passos, criei o adaptador no Hyper-V e lá nas configurações da rede ativei o compartilhamento de internet por outro dispositivo e escolhi a conexão que criei do Hiper-V, porem não está se conectando a internet na máquina virtualizada. A conexão está ativa no Ubuntu, porem não consegue o acesso. Agradeço desde já a ajuda. Obrigado.

Luciano GussoLuciano Gusso Autor do Post
5

Opa Claiton! Nas conexões de rede e compartilhamento do Windows, veja se o conexão virtual do hyper-v mostra que tem acesso a internet. Caso não tenha, tente recriar o dispositivo virtual no hyper-v, desative o compartilhamento de rede, e então refaça o compartilhamento de rede. Este processo deverá reiniciar o dispositivo wifi. Caso continue apresentando sem internet, mande diagnosticar o adaptador wifi. está situação já aconteceu comigo e resolvi refazendo estes passos, caso continue dando problema, desfaça o compartilhamento de rede, crie novamente outro dispositivo virtual no hyper-v mas ao inves de ser interno, coloque como externo e selecione o wi-fi.
Qualquer dúvida me avise.

Clailton Jorge
8

É Luciano Gusso, realizei todos os passos que você informou, até refiz todo o processo de instalação do comutador até o Ubuntu e não consegui o acesso a internet pela máquina virtual. Meu sistema operacional é o 8.1. Se ainda existe algum processo que possa fazer com que fique com a internet , fico no aguardo da resposta. Agradeço a ajuda e por tudo. Obrigado.

Evandro
9

Olá! Explicação ótima. No entanto, tenho win 8.1 e não tem a opção Hyper-V nos recursos do windows. Preciso baixar? Onde tem? Pelo que entendi deveria estar já padrão do win 8, ou existem versões de não possuem o aplicativo? Comprei o computador já com o win 8 instalado. Se puder me ajudar fico grato. Abraço…

Ivon Matos
10

Ola Luciano Gusso, Meu nome e Ivon matos, não costumo criar comentários, mas nesse caso venho lhe agradecer pelo tutorial, pós e super didático, realizei o paço a paço com win8 e funciono tudo direitinho inclusive a internet. na 1° tentativa. mas uma vez parabéns…

Luciano GussoLuciano Gusso Autor do Post
11

Opa Evandro! Obrigado pelo comentário.
Deveria ter ele como opção de instalar. Caso não tenha pode tentar baixá-lo do site da Microsoft. Provavelmente a sua distribuição é o Windows 8.1 mais enxuto. Tem 3 edições apenas do Windows 8 e 8.1. São elas: Windows 8.1, Windows 8.1 Professional e Windows 8.1 Enterprise. Tente a partir do site da Microsoft o instalar o Hyper-V, caso não consiga terá que adquirir a versão professional.

Thyago Freire
12

Como deixar o Ubuntu em tela Inteira? Ocupar toda a tela sem as bordas pretas. Ja tentei alterar a resolução mas não adianta instalei o drivers de convidado e também na adianta.

Natan
13

Olá pessoal! Como ajustar a resolução do Ubuntu que está virtualizado? Minha resolução é de 1366×768. Obrigado!

Roberio Correia
14

Rapá seu tutorial ficou muito bom. De fato muito detalhado e se seguirmos a risca, não teremos problemas. Em relação ao HIPER-V eu tenho uma dúvida. Imagine que eu instale vários sistemas operacionais de forma emulada, para atender a algumas necessidades, mas queira acessar estes sistemas através de thinClients(terminais burros, como eram chamados). Como fazer? vc manja desta parte ?

Outra dúvida: Como a tecnologia do HIPER-V é um pouco nova, ainda não existem muitos tutoriais detalhados para outras funções. Eu li em alguma lugar que também é possível emular APLICAÇÕES dentro do HIPER-V, visando resolver problemas de incompatibilidades. Sobre esta outra funcionalidade, vc tem algo para disponibilizar ? ou conheça alguma outra referência?

Obrigado pela atenção e pelo post!!!

Luciano GussoLuciano Gusso Autor do Post
15

Opa Thyago e Natan! Você pode estar fazendo o acesso ao Ubuntu pelo aplicativi do Windows de Conexão Remota. Nele você consegue usar a resolução que precisa.
No Windows 8 não aparece nos tiles, você pode localizá-lo em todos os programas instalados, ou arrastando o mouse no canto superior direito para baixo, na lupa, localize o aplicattivo pelo nome Conexão Remota. Daí é só entrar pelo IP que estará aderido ao Ubuntu ou pode tentar pelo nome da máquina. Caso não souber o IP do Ubuntu, abra nele o Shell (linha de comando) e digite ifconfig (não digitei errado. É ifconfig mesmo.)
Espero ter ajudado.

Luciano GussoLuciano Gusso Autor do Post
16

Opa Roberio! Obrigado pelo comentário. se você tem memória sobrando, você pode emular simultaneamente outras sistemas. A virtualização hoje está presente em muitas empresas. Você não precisa ter diversas máquinas físicas para serem servidores. de repente você quer ter servidores para finalidades específicas. você pode virtualizá-los. É possível sim emular aplicações.
Aqui, usa máqiunas virtuais para teste. Mas não desligo elas pelo gerenciador do Hyper-V. Apenos fecho e quando uso no dia seguinte, posso iniciá-las pela conexão remota do windows, pois ela fica congelada até o retorno do seu uso. Thin Client pode funcionar da mesma forma.

Abraço.

Wellington
17

Bom dia Luciano, estou com um problema.
Na parte de criar um comutador virtual eu segui os passos que você apresentou ai e quando vou na parte da propriedades do Wifie depois conexões de rede doméstica não aparece o nome que eu criei no Hyper-V.
Teria alguma solução?

Mauro
18

Muito bom o tutorial. Peguei um cd antigo com Ubunto 8.04 que recebi deles pra testar e aprender coisas, por exemplo, se é possível atualizar pra ultima versão partindo dessa.

Luciano GussoLuciano Gusso Autor do Post
21

Oi Bruno! O Hyper-V só vem no Windows 8 Professional e Enterprise. São 3 versões existentes do Windows 8/8.1. São o Windows 8, o Windows 8 Professional e o Windows Enterprise. Caso o seu não seja a versão Pro, sugiro tentar baixar o hyper-v do site da Microsoft. Não tenho certeza se é disponibilizado gratuitamente.

Yuri Maia
23

Ótimo tutorial, só que em vez de colocar rede interna e depois compartilhar a conexão, eu criei uma rede externa no hyper-v e funcionou normal, algum problema nesse procedimento que fiz? e se quiser voltar a inicialização normal do windows e excluir essa inicialização sem hyper-v, qual procedimento? Obrigado, parabéns.

Yuri Maia
24

Desconsidere a segunda pergunta. É sobre outro procedimento que fiz para obter duas inicialização, uma com hyper-v e outra sem hyper-v para funcionar o virtualbox.

Xysco
26

Olá Luciano.

É possível fazer dual boot W8.1 e Linux como no W7? Eliminado assim o uso de VM?

Seu tutoriais estão ótimos bem elaborados.

Obrigado.

Luciano GussoLuciano Gusso Autor do Post
27

Opa Xysco!
Pode fazer sim! o Procedimento de instalação é o mesmo. Instale primeiro o Win8.1 e depois o Ubunt ou outra distro Linux do seu gosto.
Obrigado pelo comentário.

Rocha
28

Bom dia Luciano!
Fiz todos os processos, porém na hora de iniciar está dando um erro.
“Não foi possível iniciar a máquina virtual ‘nome’ porque o hipervisor não estava em execução”.

Como proceder nesse caso?
Obrigado e parabéns pelo tutorial.

thomasaguiar
29

Yuri Maia tenta ativar o hiper V na bios do teu computador, provavelmente na parte onde têm dados do processador..

tiago pereira
30

a unica reclamacao q tenho sobre hyperv é que ele nao tem um adicional de convidados que faca redimensionar a tela igual no virtualbox; pq mexer na maquina virtual ela tendo uma resolucao interna de 1024 x 768 e a tela do hyperv 800 x 600 convenhamos q isso nao ajuda mto coisa.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">