Scrum Master: “Agile Man”

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Este é o terceiro artigo que tratamos o Scrum e, caso não tenha acompanhado os artigos anteriores, recomendo uma breve leitura de Scrum no Burndown e Product Owner Dita as Regras antes de prosseguir.

Entre todos os papéis existentes dentro do Scrum, este é quem faz tudo acontecer.

  • Scrum Master não deve ser técnico, mas precisa compreender as dificuldades do time de desenvolvimento.
  • Scrum Master não deve ser conhecedor de negócios, mas precisa ser capaz de entender o Product Owner e ajudar nas diretrizes do projeto.
  • Scrum Master não é o gerente do projeto, mas precisa ter habilidades para posicionar a gerência de maneira clara e objetiva a respeito do andamento de cada projeto.
  • Scrum Master não é dedicado a um único projeto, mas serve como mediador de todos os projetos em andamento.
  • Scrum Master, acima de tudo, deve conhecer muito bem Scrum e ser capaz de manter todos os times de desenvolvimento, Product Owners e Gerente dentro das diretrizes da metodologia.
profissional-gestao-lider-scrum-master

Imagem via Shutterstcok

Não é uma tarefa simples por que lida com todas as áreas da empresa e, ao mesmo tempo, não pertence a nenhuma delas. Normalmente o Scrum Master está acolhido pela TI mas deve se manter neutro e sempre ter a única preocupação em fazer a metodologia continuar funcionando. Já trabalhei em empresas em que o Scrum Master era membro terceirizado, especialista no assunto e contratado diretamente pela diretoria para implantar o Scrum em toda empresa. Sendo assim, note que é um papel mais estratégico do que técnico.

Deve ser capaz de perceber dificuldades de qualquer envolvido e, se necessário, propor treinamentos de reciclagem e de inicialização quando chegar um novo colega ao grupo.

Também deve estar atento à forma de trabalho adotada na empresa e, sempre que necessário, criar ajustes na metodologia para que o Scrum seja produtivo e justifique sua utilização. Apesar de defender a necessidade de uma equipe multifuncional e independente, algumas vezes se faz necessário, usando as próprias ferramentas do Scrum, criar algumas exceções que vamos ver em detalhes posteriormente.

Faces do Scrum Master

Existem três trabalhos distintos que o Scrum Master realiza o tempo todo, sempre servindo: a Organização, o Product Owner e o Time de Desenvolvimento.

Trabalhando para a Organização

  • Liderando e treinando a organização na implantação do Scrum;
  • Planejando e customizando implementações no Scrum de acordo com as necessidades da organização;
  • Auxiliando todos os envolvidos a compreender e tornar aplicável o Scrum e o desenvolvimento do produto empírico;
  • Causando mudanças que aumentem a produtividade de todo Time Scrum;
  • Trocando informações com outros Scrum Masters para enriquecimento de experiências e aumentar a eficácia da aplicação do Scrum.

Trabalhando para o Product Owner

  • Encontrando técnicas eficazes para gerenciar o Product Backlog;
  • Comunicar com clareza a visão, objetivo, itens e importância de cada Sprint Backlog para todo Time de Desenvolvimento;
  • Orientar e ensinar como criar um Sprint Backlog claro e conciso que atenda as necessidades do Product Owner e permita que seja colocado em produção;
  • Compreender a longo prazo o planejamento do Produto no ambiente empírico;
  • Estimular e praticar a agilidade nas definições;
  • Facilitar os Eventos Scrum* conforme exigido ou necessário.

* Eventos Scrum compreende todas as atividades para discutir o projeto (reuniões).

Trabalhando para o Time de Desenvolvimento

  • Treinamento em autogerenciamento e interdisciplinaridade;
  • Liderar e ensinar na criação de produtos de alto valor;
  • Remover impedimentos (técnicos ou de negócios) para o progresso do Srint Backlog;
  • Facilitar e promover os Eventos Scrum conforme exigidos ou necessários;
  • Treinar o Time de Desenvolvimento em ambientes organizacionais onde o Scrum não é totalmente adotado e compreendido, tornando-o independente de toda a organização.

Este último item é um tanto delicado mas se faz necessário quando a organização tem dificuldades em implantar a cultura Scrum em sua totalidade. Em alguns casos o Scrum é visto como uma metodologia da área técnica e acaba recebendo uma grande resistência por parte das demais áreas. É um erro permitir que este sentimento se propague, pois o Scrum é uma metodologia de trabalho para o aumentar o desempenho de toda empresa e não somente da área de TI.

Espero ter esclarecido um pouco melhor as particularidades que envolvem o Scrum Master e que você tenha compreendido a importância de destacar um profissional especializado para este papel. Não funciona você pegar um membro da equipe técnica ou alguém de negócios para treinar nesta função. O Scrum Master é o ponto disseminador tanto para as áreas de negócios, quanto para a área técnica. Nenhuma dúvida pode passar dele, portanto, se deve haver um especialista, que seja, pelo menos este.

No próximo artigo vou falar a respeito do Time de Desenvolvimento e Ferramentas Scrum. Até lá!

Publicado originalmente em: Blog Andrey Kurka

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Andrey G Santos

Mais artigos deste autor »

Executivo com mais de 20 anos de experiência em tecnologia e negócios, considerando desenvolvimento de sistemas, arquitetura, infraestrutura tecnológica, operações e suporte, com carreira desenvolvida em empresas dos segmentos: Atacado, Varejo, Logística, Seguros e Telecomunicações.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">