Como fugir das armadilhas das redes sociais

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

A maioria das pessoas desconhecem o quanto a frase “sua palavra tem poder” é forte nos dias atuais.

Deixando a superstição de lado, sabemos que na prática do dia a dia, pouco vale falar isso ou aquilo contra alguém, uma pessoa não vai sofrer um acidente só porque você disse que ela sofrerá, mas uma palavra na hora errada é como uma unha encravada, só quem tem sabe o quanto dói.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

As redes sociais são como arma, deveria exigir “porte” e mesmo assim a maioria das pessoas não estariam aptas para ter um perfil.

Vejamos, por exemplo, o Facebook e o Twitter, onde eu tenho cerca de 600 seguidores (mais de 1200 no Twitter), se eu espalho uma mensagem nessas duas redes, pelo menos 800 pessoas vão ler essa mensagem… e se for uma mentira?

Muitas pessoas simplesmente compartilham uma mensagem sem ao menos lê-la, a outra parte sequer abrem-na, isto é motivo suficiente para perder o crédito.

Baseado na minha experiência de redes sociais, desde o Orkut, cito 5 coisas que você JAMAIS deveria e 5 que você DEVERIA praticar nas redes sociais.

O que NÃO praticar na internet

1 – Não se envolva em “questões loucas”, principalmente com pessoas desconhecidas, dos tipos religião, política e situações e fatos ocorridos com este ou aquele indivíduo, pois cada pessoa tem um ponto de vista diferente e uma interpretação dos fatos em outro ângulo.

2 – Jamais compartilhe, comente ou curta uma postagem sobre um assunto que não tenha domínio ou que não tenha conhecimento, com o objetivo de aferir seu ponto de vista. Tem dúvidas? Pergunte, interrogue e investigue antes de deixar seu ponto de vista.

3 – Nunca dê crédito à um fato/notícia publicada na internet sem antes saber se ela tem o aval da legalidade. Os hoax estão por toda parte e não tem escrúpulo algum.

4 – Não acredite naquela forma mágica de perder peso, com aquela dieta ideal. Muitos spammers (indivíduo que ganha dinheiro para publicar mensagens em massa para muitas pessoas ao mesmo tempo) criam mensagens com o objetivo de ganhar “curtidas” e cliques em anúncios;

5 – Não dê uma de “agente”, fazendo o “Bond das Redes Sociais”. JAMAIS, SOB HIPÓTESE NENHUMA, espalhe imagem/notícia de alguém supostamente envolvido num crime, porque você NÃO sabe o quanto existe de verdade nessa notícia e mesmo que saiba, se não for um profissional legalmente habilitado, preparado e certificado para tal função, deixe isto para a polícia. Um(a) namorado(a) ciumento, um vizinho invejoso, uma pessoa mal intencionada pode muito bem criar uma fantasia e postar no perfil de sua rede social e fazer a vida da outra pessoa um inferno.

O que você DEVE fazer nas redes sociais:

1 – Antes de compartilhar uma postagem:

Use as 3 peneiras de Sócrates:

Um homem procurou um sábio e disse-lhe: – Preciso contar-lhe algo sobre alguém! Você não imagina o que me contaram a respeito de…  Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou: – Espere um pouco. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras? – Peneiras? Que peneiras? – Sim. A primeira é a da verdade. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro? – Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram! – Então suas palavras já vazaram a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira: a bondade. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito? – Não! Absolutamente, não! – Então suas palavras vazaram, também, a segunda peneira. Vamos agora para a terceira peneira: a necessidade. Você acha mesmo necessário contar-me esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa? – Não… Passando pelo crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar.

2 – Investigue, pesquise, leia, entenda e depois publique.

Eu sei que certas notícias a gente parece ter uma obrigação cívica de compartilhar, mas que tal checar a veracidade dela? Com o famoso Copiar + Colar no Google você encontra facilmente a fonte da mensagem e então poderá se certificar de não estar publicando um hoax. Hoax é uma notícia falsa, geralmente associada à algum fato/notícia/tema polêmico, exemplos:

hoax1

Até hoje ainda tem gente que acredita que isso seja verdade, mas é mentira! Tudo bem, eu também creio no que a Bíblia Sagrada prega sobre o assunto, mas fé não precisa de provas.

hoax2

Tudo bem que a gente ouve “horrores” dessa região tão conturbada e não anti-oriental, mas quem garante que isso seja verdade?

É muito comum também, principalmente no Facebook, pessoas publicarem fotos de “bandidos”, de crianças desaparecidas… tome cuidado.

Dica: Copie o nome da pessoa e pesquise na internet antes de publicar, mais vale um minuto de pesquisa que milhares de “amigos” te chamando de “vacilão”.

3 – A notícia é falsa? Alerte a pessoa ou bloqueie/marque como spam.

Veja um exemplo que acabei de ver no facebook.

hoax4

Essa notícia está na rede desde o ano passado e a maioria das pessoas acreditam fielmente na veracidade dela.

Clicando no ícone que aparece do lado direito superior da postagem, escolha “não quero ver isso” e no lugar da postagem vão aparecer algumas perguntas:

hoax3

No Twitter tem a opção “Denunciar Tweet”, como na imagem abaixo:

hoax5

4 – Pense no assunto antes de compartilhá-lo.

A postagem reflete seu ponto de vista? Você conhece os fatos? Você concorda com ela?

Na maioria das vezes a gente compartilha sem analisar, impulsionado pela emoção ou porque “algum amigo” sugeriu e acaba se arrependendo depois. Exemplo: um ponto de vista sobre um determinado estilo musical.

Certa vez eu citei que “Raul Seixas era um dos poucos músicos que jamais ouvia nos anos 80, achava uma porcaria.” e recebi centenas de mensagens de “idólatras” e não me restou outra alternativa a não ser excluir a postagem infeliz (mas continuo odiando Raul Seixas).

5 – Cuidado com os golpes na rede social

Sabendo que milhões de pessoas estão ligados nas redes sociais, seria estranho que os spammers, os trojans, os adwares e vírus não estivessem presentes nela também.

Se você recebeu mensagens sobre uma dieta milagrosa, como ganhar dinheiro facilmente, como trocar a cor do Facebook, etc… fique esperto, seu amigo pode ter tido o perfil contaminado.

Se você suspeita que seu perfil esteja contaminado, cheque os aplicativos que usam sua conta.

fbapp

Clique no “x” que aparece no final da linha do aplicativo e escolha remover.

Você pode também remover os adwares usando o AdwCleaner. Basta baixar, clicar em Examinar e depois em Limpar.

Mas você pode ir além, se você usa o Avast, ele tem uma ferramenta que faz uma limpeza nos navegadores.

avast

(A imagem acima pode variar de acordo com a versão instalada)

Espero que este artigo sirva como alerta, pois as redes sociais são um prato cheio para pessoas mal intencionadas, vingativas ou mesmo aquelas que simplesmente espalham uma notícia sem saber o quanto esta pode causar danos à terceiros.

Gostou?

Espalhe por aí (esta você pode espalhar)!

Fontes:

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

José Ferreira Netto

Mais artigos deste autor »

Bacharel em Sistemas de Informação pela ULBRA - CEULJI - CAMPUS DE JI-PARANÁ/RO, Usuário desde o MS-DOS 6.10 - Fã de Tecnologia e de Sistemas Windows e Linux - Gosto de compartilhar conhecimento, idéias - Atua como Administrador Técnico de Depto. Informática para Serviço Público.


3 Comentários

Marcos Arley
3

Excelente artigo, José Ferreira Neto

Para muitas pessoas, está na internet, é verdade. Não precisamos ser igual a meu tio que simplesmente não acredita em nada que está na rede, mas também não podemos crer em tudo. Como tudo na vida, devemos ter discernimento.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">