O PHP de ontem e o PHP de hoje: o que mudou e o que tem que mudar

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Durante muitos anos, o PHP foi conhecido como uma linguagem fraca em comparação com as outras disponíveis no mercado. Seu uso era muito pequeno e os recursos limitados demais. Mas, e hoje, como está a situação da linguagem?

Para se ter uma noção: essa classificação negativa da linguagem é do ano 2000. Sim, 14 anos atrás, quando o PHP 4.0 era lançado. Hoje, temos a versão 5.5.15 estável, e a 5.6 já no seu segundo Release Candidate.

Por ser uma linguagem de uma certa facilidade de aprendizado, o PHP acabou se tornando uma linguagem “prostituída” no mercado, e o número de desenvolvedores realmente empenhados em conhecer e estudá-la da forma correta diminuiu bastante. Sendo assim, temos uma linguagem que está evoluindo, mas que boa parte dos seus desenvolvedores não estão por dentro dessa evolução e, até hoje, existem aqueles que acreditam que o PHP seja um simples “enviador de formulários”.

O PHP hoje é muito mais que isso: na sua versão mais recente, a linguagem conta com uma enorme biblioteca padrão de funções e classes, um suporte incrivelmente completo a programação orientada a objetos, além de recursos muito úteis como uma API de senhas poderosa e de simples uso e suporte a Generators. Já não é de hoje também que a linguagem suporta Threads (divisão de tarefas em múltiplas subtarefas no processador), o que garante ao software final uma boa melhoria no desempenho.

O crescimento da linguagem é muito fácil de se notar: qual é a maior plataforma de gerenciamento de publicações web nos dias de hoje? Se respondeu WordPress, você acertou. Uma pergunta ainda mais fácil: em qual linguagem o WordPress, que está presente em 70% do mercado web, foi desenvolvido? Dica: Começa com P e acaba com HP.

O WordPress não basta? Tente adivinhar em qual linguagem o Drupal, o Joomla, o OpenCart, o Magento, o Facebook e o Moodle foram desenvolvidos.

Bom, então sabemos que o PHP de hoje tem muitos recursos e que a linguagem em si é uma das mais usadas no mundo para desenvolvimento web. Sendo assim, porquê ainda existem os que dizem que a linguagem é inferior às demais no mercado?

A culpa é de ninguém menos que os desenvolvedores. Enquanto existirem diálogos do tipo “Ei, eu tenho um site e quero colocar um formulário de contato nele. Como faz?” – “Ah, fácil! Pega um código PHP pronto na net e cola na sua página que tá tudo certo!”, a coisa não vai andar pra frente. Se os próprios desenvolvedores enxergarem o PHP como uma linguagem inferior, nunca será possível mostrar todo o seu potêncial.

Na minha opinião, não existem linguagens melhores nem piores, tudo depende do programador que está envolvido com a linguagem. O código sofre as consequências da mente do programador: se o programador não se preocupa em aprender de verdade a linguagem, este vai escrever um código que podemos chamar de “ultrapassado”. Ou seja, se você trabalha com PHP e não está por dentro das novidades que a linguagem recebe a cada versão nova, sugiro fortemente que passe a conhecer, pois não é a linguagem que vai sair do mercado por falta de uso, vai sair quem não souber usar.

A facilidade para conhecer os novos recursos do PHP é a mesma que se tem para aprender a criar um enviador de formulários: php.net. O PHP é uma linguagem aberta e você pode conhecer todos os seus recursos no site oficial.

“Do que adianta desenvolver um site em PHP 5.5 se os servidores de hospedagem não suportam?”

Pense bem, os provedores de hospedagem mais “famosos” hoje não suportam versões atualizadas do PHP justamente por não se ter demanda. Existem sim servidores bonsbaratos e confiáveis que suportam versões recentes do PHP. Dois exemplos:

E claro, você pode sempre contratar um VPS Cloud, que não é caro e você personaliza 100% o servidor, um exemplo que eu uso e recomendo é a DigitalOcean.

Só vai depender dos desenvolvedores se atualizarem e atualizarem seus sistemas para trabalhar com versões e recursos recentes do PHP para que essa imagem negativa acabe de vez e as empresas passem a se atualizar também.

Se tiverem dúvidas, críticas e comentários, ficarei feliz em responder logo abaixo :)

Escrito originalmente por mim no Blog do Dave

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

21 Comentários

Sandro Múcio
1

David, sempre gostei muito de PHP. Tenho diversos sites nessa liguagem. O que hoje me afasta um pouco dela é a falta de uma IDE robusta que responda às minhas necessidades de desenvolvimento rápido. Qual IDE robusta e gratúita é possivel usar para desenvolver com PHP??

David Lima Autor do Post
2

Opa Sandro, muito obrigado pelo comentário!

Eu pessoalmente uso o Eclipse e não tenho do que reclamar. A Zend disponibiliza o PDT para o Eclipse, que dá um suporte bem completo a PHP 5.3, 5.4 e 5.5 (com direito a um debugger bem interessante) na IDE, é gratuito e bem fácil de instalar. Outra opção gratuita bem completa é o Aptana Studio, que na versão atual já vem com um editor PHP integrado. Entretanto, a melhor opção mesmo seria o Zend Studio, mas este não é gratuito! :-(

Luis Fernando
3

Davi, programo em php faz 2 anos, já fiz muitos projetos funcionas com php, com painel administrativo completo e tudo mais. Porém entrei em uma grande empresa e eles programam em dot.net, Java e Python, ou seja tudo que é desenvolvido nessa empresa são nessas linguagens, e também as vagas de empregos como programadores que vejo são tudo nessas linguagens. Gostaria de saber se tenho que sair do php e aprender dot.net e Java, Python, pois atualmente estou no suporte, então pra programar com eles teria que aprender essas linguagens, como poderia fazer nesse caso?

David Lima Autor do Post
4

Luis!

Nesse caso depende muito mais da empresa em questão: se você tem como objetivo continuar nesta empresa, vale a pena aprender as linguagens que ela utiliza, mas se o medo é aprender PHP e não encontrar vagas, pode ficar tranquilo que não é difícil achar. Realmente é mais fácil achar vagas para outras linguagens, principalmente em Java, mas o mercado pro PHP está crescendo cada vez mais, e se você procurar no lugar certo (sites de vagas geralmente ajudam bastante), pode ver que já existem bastante empresas procurando desenvolvedores PHP. Além disso, o crescimento do PHP é ainda mais aparente no exterior, já vi muitas vagas boas para programadores PHP em empresas de fora, é só questão de saber procurar!

De qualquer forma, é sempre bom se garantir e saber mais de uma linguagem. Se você gosta de PHP, vai em frente e estuda a fundo que não vai se arrepender, e em paralelo, pode estudar Java, por exemplo, que tem um mercado bem competitivo! :-)

Leandro Belo (Blog PHP é Rei)
5

David, parabéns pelo artigo. Eu não sabia que tinham essa visão da linguagem. Desde quando comecei a usar vi que tinha uma ótima linguagem para trabalhar, desde uma biblioteca muito completa a vários tutoriais e manuais de uso na internet.

Felipe
7

O Digital Ocean funciona como? tenho uma VM assim como na amazon? hoje utilizo aws e estou gostando bastante mais estou com a versão free de instancia…quanto fica uma micro instancia em média com a D.O?

David Lima Autor do Post
9

Felipe, é isso mesmo, você contrata um “Droplet”, que é uma VM, você escolhe a distro e a arquitetura. A VM mais básica fica em média R$ 12,00 mensais ($5), e atende bem aplicações mais simples. O serviço é ótimo!

Aurélio Guedes
11

Gosto muito do PHP, é fácil, e para desenvolver uma aplicação também é bem rápido. O que não me deixa confortável é que o núcleo do PHP é recheado de funções que me força a programar de forma procedural.
Se o PHP já disponibilizasse um núcleo com classes para TUDO, ao invés de funções, acredito que estaria todas as responsabilidades bem definidas e descentralizadas.
Venho sempre questionando isto nas diversas comunidades de PHP, mas o que vejo de respostas nas minhas postagens é de que eu estou propondo uma “Javanização” do PHP.
Ai eu penso, será que quem não concorda com um núcleo do PHP totalmente orientado a objetos quer algum avanço para a linguagem?

David Lima Autor do Post
12

Ótima pergunta, Aurélio!

Também acho que faz todo sentido reescrever a core da linguagem para disponibilizar uma interface 100% OO, mas, por outro lado, um dos “prós” da linguagem é essa flexibilidade para se desenvolver OO e procedural, mesmo sabendo que o PHP Orientado a Objetos sempre vai ter uma função procedural em algum lugar. Mas, pelo andar das coisas, logo o PHP disponibilizará uma interface 100% Orientada a Objetos, pois muitas das funcionalidades padrões da linguagem estão sendo implementadas neste conceito. Um belo exemplo disso é a SPL. Eu não concordo nem discordo de uma core 100% OO, mas na minha opinião, ainda é interessante manter a linguagem “híbrida”, atendendo bem aos dois paradigmas. Agora, o que é ou não viável de acordo com a equipe de desenvolvimento nós só vamos saber mais pra frente!

Luis Eduardo
13

David, o PHP mudou e penso que vai mudar mais ainda, nos últimos anos o avanço dos frameworks foi gigantesco, com isso, o linguagem sai da marginalidade e está numa posição bem legal no mercado, penso que os novos profissionais que estão pensando em entrar no mercado de PHP devem, além de conhecer a linguagem, conhecer algum destes frameworks, pois é cada vez mais comum encontrar vagas que pedem conhecimento em algum framework.
E alguns destes frameworks usam conceitos OOP avançados, exigindo bem mais do desenvolvedor, então estar preparado vai fazer toda a diferença, e isso num futuro bem próximo.

Filipe Tagliatti
15

Artigo muito bom, parabéns. Só discordei do comentário sobre IDE, Zend Studio ta longe de ser bom, considero o eclipse bem melhor, mas a melhor IDE mesmo pra mim é o Netbeans, q tem recursos muito bons e deixa muitas vezes o Visual Studio(por ser uma ferramenta bem cara) no chinelo, mas opinião não tem jeito, cada um tem a sua, mas te convido a experimentar e aprender seus atalhos q é sua maior vantagem. =D

Bitetti
16

Vc citou fatos pouco terríveis e fáceis de concertar quando falou de preconceito contra PHP, eu já vi direto o povo perguntar :
“Como põe negrito em PHP?” (clássica + fácil de contornar)
“PHP e HTML é tudo a mesma coisa!” (de um professor universitário, sim vc leu isso)
Quem trabalha quase direto, agencias de publicidade por exemplo, utiliza de código legado de 2001 ainda. Ok, WP veio ajudar nesse aspecto, mas não gosto dele por conta da inumera “zorra” q o povo faz na instalação do ambiente com milhares de plugins inuteis (tipo manutenção é impossível);

Ainda assim PHP ainda é a melhor linguagem p se começar profissionalmente na web.
Sinto muito a falta dela, já q ando aprendendo muito o Ruby por conta do paradgma novo apresentado na linguagem.

David Lima Autor do Post
18

Bitetti, já ouvi muito esse tipo de pergunta também, e realmente dá uma tristeza que não dá vontade nem de responder! rs

Acredito que isso se dá a um não-conhecimento não só de PHP, mas do conceito de linguagens Server Side e Client Side e claro, a diferenciação entre linguagem de programação e linguagem de marcação (HTML). Nesses casos, eu diria que a pessoa ainda seja “café com leite”, embora seja uma coisa bem chata…

Sobre o WP, entra na mesma questão: é uma ferramenta boa, poderosa, mas usada de forma completamente errada por aqueles que não se importam em desenvolver um software de qualidade, e é aí que começamos a ver essas instalações horríveis, cheias de plugins e coisas inúteis.

William S
19

Para quem não gosta das IDEs atuais para PHP recomendo o Sublime Text.
Depois que você aprende os atalhos dele é o melhor editor de texto, com suporte a diversos plugins, melhor aparencia, super leve, Sou engenheiro de computação, tenho 4 anos de experiencia em PHP e recomendo.

Roberto Teixeira
20

Bom dia David, ter confiança e conhecer bem a ferramenta que usa é muito bom para si e para as dúvidas de todos que ainda não tem um norte para começar a programar, parabéns!
Qual site você indica para aprendermos PHP? Já fiz a lógica de programação.

[]s
Roberto

David Lima Autor do Post
21

Fala Roberto, obrigado pelo comentário!

Pra quem está começando, vale a pena dar uma passada no http://br.phptherightway.com, lá tem bastante conteúdo atualizado que pode te guiar bem nessa jornada :)

Vale lembrar que o php.net é e sempre vai ser a melhor fonte de conteúdo atualizado no que diz respeito a linguagem, então vale a pena deixar nos favoritos e consultar sempre :)

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">