Já pensou em trabalhar com sistemas ERP? Parte 2

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

No último artigo divulgado aqui no site fiz uma pergunta: Já pensou em trabalhar com sistemas ERP?

Nele eu dei uma breve explicação sobre a área de sistemas ERP e acabei recebendo alguns comentários perguntando sobre cursos, como iniciar na área e também a respeito das funções que cada profissional poderá escolher para iniciar sua carreira. Vou colocar, de forma resumida, algumas informações que serviram para tirar as dúvidas sobre esses questionamentos.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

Não é novidade que profissionais de T.I. estão cada vez mais valorizados e procurados por diversas empresas no mundo – que sofrem com a escassez dessa mão de obra. Quando digo valorizado me refiro, logicamente, àquele profissional dedicado que, além da formação, se preocupou em se especializar realizando cursos e, em alguns casos, até conquistou certificações.

Muitos me questionam a respeito de salários, e quando passo uma perspectiva positiva a grande maioria torce o nariz, como se isso fosse impossível. Eu tenho uma notícia para você, não é! Como citado acima, ninguém vai ganhar salários excelentes da noite para o dia e infelizmente não são todas as áreas da T.I. que pagam bem, mas, como nosso foco é softwares ERP, vou me restringir ao nosso tema e te dizer, por experiência própria, que os salários citados no último post são reais.

Hoje, no Brasil, as três melhores empresas para se atuar com ERP, que possuem sistemas valorizados e com as melhores oportunidades, são a TOTVS, SAP e ORACLE, segundo ranking divulgado pela FGV nesse ano (veja link do final do artigo).

Para se tornar um profissional apto a trabalhar com os sistemas dessas empresas o investimento é alto, pois os valores dos cursos básicos de iniciação sobem a cada dia e, infelizmente, quase não se encontram opções gratuitas. A TOTVS até tem um programa de formação de profissionais sem custo, mas esse é assunto para outro artigo.

Você pode estar se perguntando: Qual a garantia de que cursando tais cursos poderei entrar nessa área? Não existem garantias, o profissional precisa ser dedicado e correr atrás, pois o mercado está em constante mudança e crescimento. O que é bom hoje, pode não ser mais amanhã. O que se conhece hoje, pode não valer mais nada amanhã.

Como minha área de atuação é a TOTVS, vou citar alguns exemplos de funções que cada profissional poderá seguir nessa área e um resumo de quais são as atribuições de cada uma.

Função: Consultor de Negócios ERP

O que faz: Esse profissional é responsável por apresentar soluções de processos que se encaixaram ao sistema ERP. Por exemplo, fica a cargo dele mapear os processos internos de cada organização, levantar requisitos e necessidades, auxiliar o cliente na correção de algum processo que esteja incorreto e garantir que tudo esteja acertado quando se implantar o sistema, além de auxiliar a área de software no momento da implantação.

Função: Consultor de Sistemas ERP

O que faz: Ao contrário da função acima, esse profissional ficará responsável em avaliar a necessidade do cliente e apresentar a melhor solução de software para sua necessidade, ou o melhor módulo caso o cliente já possua um software implantado. A esse profissional também é repassada a responsabilidade de mapear o fluxo do sistema e permitir que a empresa ganhe tempo na execução de suas atividades. Além de auxiliar a área de desenvolvimento para possíveis customizações necessárias.

Função: Analista de Sistemas ERP

O que faz: Esse profissional terá a função de garantir o funcionamento constante do sistema ERP da empresa, apresentando novas soluções, projetos e oportunidades, além de cuidar da documentação de tudo que for feito. Muitas vezes acaba sendo necessário até programar pequenos códigos e testar o que foi desenvolvido. Não é raro também ver um analista de sistemas de ERP atendendo chamados de infraestrutura, desenvolvimento e até de negócios.

Função: Programador ERP

O que faz: O programador de um sistema ERP terá como principal função desenvolver novas rotinas, escrevendo códigos em linguagem específica, rotinas e instruções de uso. Esse profissional recebe as especificações que precisa seguir e desenvolve as customizações em cima de cada especificação.

Essas são as principais áreas para se atuar com sistemas ERP. Veja a que melhor você se identifica e parta para esse novo desafio – tenho certeza que não vai se arrepender.

Nos próximos artigos irei abordar mais informações sobre esse mundo. Enviem suas dúvidas nos comentários e quais assuntos gostaria de ver nos próximos artigos.

Links interessantes

Ranking das empresas ERP:

Onde estudar:

Valeu e até a próxima.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Renan Silveira Galindo

Mais artigos deste autor »

Consultor especialista em softwares ERP e tecnologia da informação, com foco na plataforma Protheus da TOTVS, com mais de 8 anos de experiência atuando em diversos segmentos e domínio nas principais áreas de negócio. Atuação em projetos de implantação e consultoria de todos os portes e níveis, inclusive fora do país.

Há 6 anos atuando também como Instrutor ERP, formando profissionais para as áreas técnicas e de negócios.

Contatos:

Email: [email protected]
Skype: renan.galindo1


8 Comentários

Carol
2

Adorei as dicas e o site!
Estou me preparando para entrar em ciência da computação com algumas dúvidas sobre quais cursos posso fazer depois. Esse artigo me ajudou muito :D

Sidney
3

Parabéns pelos artigos.
Em meu contexto atual em busca de realocação profissional aos 44 anos e há um bom tempo, achei iteressante essa opção de mercado, mas os cursos de formação são muito caros e infelizmente meu orçamento familiar me impede de tal investimento, mas você mencionou uma alternativa gratuita da TOTVS. Poderia detalhar melhor essa oportunidade, bem como algumas alternativas para iniciar nesse mercado?
Abs

Cleiton
4

Renan eu tenho duas dúvidas a primeira:
Visto que o ERP tem todos os módulos para administrar a empresa, O programador ERP tem muita demanda de trabalho?
Segunda: No caso da Totvs, qual a diferença entre ser um consultor e ter uma franquia Totvs?

Abraços e parabéns pelos artigos.

Renan Silveira GalindoRenan Silveira Galindo Autor do Post
5

Cleiton, obrigado por seu comentário.

Teoricamente sim, pode se dizer que um programador terá sempre muita demanda, mas vai depender da empresa que ele trabalhar, pois o desejo de desenvolvimento varia de empresa para empresa, existem aquelas que prezam pelo sistema padrão e não gostam de customizar assim como o contrário. Se ele for independente aí sim terá muito mais oportunidades do que um programador fixo.
Consultor é um profissional que atuará dentro de consultorias atendendo clientes e projetos aleatoriamente de acordo com seu conhecimento e franquia TOTVS é uma empresa com autorização e vínculo que terá autorização para vender licenças e serviços com a marca TOTVS e com isso claro também prestará contas a mesma.

PauloRobson
6

Muito o artigo, me sinto a cada dia interessando nesse ramo de ERP e meu foco é em Analises de Sistemas ERP.

Joubert
7

Excelente artigo!

Pena que é bastante complicado pra quem começa na área como Junior. So vejo vagas para Pleno e Sênio!

Marcelo da Cruz Farias
8

Olá, estou me formando em Redes de Computadores e gostaria de mais informações sobre ERP.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">